HAICAI BRASILEIRO

Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô (1644-1694). O haicai caracteriza-se por descrever, de forma breve e objetiva, aspectos da natureza (inclusive a humana) ligados à passagem das estações. Hoje, no mundo inteiro, pessoas de todas as idades e formações escrevem haicais em suas línguas, atestando a universalidade dessa forma de expressão.

Envie seus haicais (no máximo três de cada tema sugerido) digitados ou em letra legível, com nome (mesmo quando preferir o uso de pseudônimo), endereço e RG.

Cada pessoa pode participar com apenas uma identidade.

A seleção dos trabalhos é feita pelos haicaístas Edson Kenji Iura Francisco Handa.

Envie suas cartas para:

Haicai Brasileiro

A/C Jornal Nippak

Rua da Glória, 332

CEP 01510-000 São Paulo-SP

E-mail: jornaldonikkey@yahoo.com.br

Cc. ashiguti@uol.com.br


Haicai como experiência (3)

 

Se alguém perguntar como se deve compor o haicai, a resposta será provavelmente vaga. É possível ensinar coisas como a métrica e o uso do kigô – apenas isso. Apenas saber fazer isso não habilita o iniciante a ser considerado haicaísta. O haicai não é apenas a composição de um terceto inserido num corpo poético. Mas, provavelmente, assim será o início de muitos.

O que se pode aconselhar a um iniciante é a manutenção de uma disciplina: componha diariamente um ou mais haicais; se não puder, faça isso semanalmente, ainda que a colaboração em páginas como esta seja mensal.

No começo, provavelmente, o haicai produzido apresentará falhas em sua estrutura, a métrica quebrada, a fuga do tema, a confusão de elementos que não precisariam estar presentes. Mesmo assim, reconhecendo os seus limites por inexperiência, continue a escrever haicai. Várias são as tentativas e o resultado nem sempre será razoável.

Aquilo que mais prejudica a formação de um bom haicaísta é a precipitação. Participar de uma oficina de haicai é apenas o começo. De forma alguma isso é suficiente para habilitar alguém a ser um haicaísta.

 

FRANCISCO HANDA

FRANCISCO HANDA

chicohanda@yahoo.com.br
FRANCISCO HANDA

Últimos posts por FRANCISCO HANDA (exibir todos)

     


    TEMAS DE JANEIRO

    resized_haicai

    Cúmulo-nimbo – Içá – Lótus

     

     

    Correria de crianças

    segue a nuvem de saúva:

    Farofa de içá.

    Antonio Cabral Filho

    Rio de Janeiro, RJ

     

    O vento nordeste

    carrega o cúmulo-nimbo…

    Vela desgarrada.

    Benedita Azevedo

    Magé, RJ

     

    correria na rua

    se arrastam no horizonte

    os cúmulos-nimbos

    Carlos Viegas

    Brasília, DF

     

    no abre-e-fecha

    da flor de lótus no lago

    relógio de sol

    Clarice Villac

    Campinas, SP

     

    Na placidez do lago

    flor de lótus, tantas pétalas –

    Nem mais pestanejo.        

    Cristiane Kovacs Cardoso

    São Paulo, SP

     

    um cúmulo-nimbo

    faz apressar os meus passos

    roupas no varal

    Elisa Campos

    São Paulo, SP

     

    No fogão à lenha

    o aroma da fritura…

    Farofa de içás

    Iraí Verdan

    Magé, RJ

     

    Lembrança do campo –

    correr e pegar içás

    torradas… fresquinhas…

    Irene M. Fuke

    São Paulo, SP

     

    ah, velha lagoa –

    em meio ao abandono

    as flores de lótus

    José Marins

    Curitiba, PR

    Cúmulo-nimbo

    acorda gorducho.

    Presságio de aguaceiro.

    Ludovic Heyraud

    Montpellier, França

     

    Um cúmulo-nimbo

    de repente multiplica

    nossa correria

    Neide Rocha Portugal

    Bandeirantes, PR

     

    Feito brancas torres,

    Lá nas alturas do céu,

    Os cúmulos-nimbos.

    Reneu do Amaral Berni

    Goiânia, GO

     

    cúmulo-nimbo

    entre o céu e o mar

    distrai pescador

    Rose Mendes

    Ilhabela, SP

    estrada de terra

    alguém aperta o passo

    cúmulos-nimbos

    Se-Gyn

    Goiânia, GO

     

    oh cúmulo-nimbo

    quase ao final do haicai

    o seu ribombar

    Seishin

    São Roque, SP

     

    flor azul de lótus –

    uma alegria guardada

    no fundo da alma

    Seishin

    São Roque, SP

     

    Cúmulo-nimbo

    Formou-se no horizonte

    Tão ameaçador!

    Yone

    São Paulo, SP

     

    Todo esfarrapado

    um mendigo carregando

    um lótus na mão.

    Zekan Fernandes

    São Paulo, SP

     

     

     

    Temas de fevereiro (postar até 10 de janeiro)

    Cachoeira – Jacaré – Mandacaru

    Temas de março (postar até 10 de fevereiro)

    Dia de outono – Orquídea – Malhação de Judas

     

    FRANCISCO HANDA

    FRANCISCO HANDA

    chicohanda@yahoo.com.br
    FRANCISCO HANDA

    Últimos posts por FRANCISCO HANDA (exibir todos)

       

      Related Post

      JAPÃO: A Tradicional Maratona do Papai Noel de Kyo...   Apesar do Japão não celebrar o Natal como no Brasil e outros países, um evento bem inusitado acontece tradicionalmente no dia 23 dezembro,  ...
      BEISEBOL: Cooper Clube conquista título do 19º Cam... A categoria Pré-Infantil do Cooper Clube sagrou-se campeã do 19º Campeonato Brasileiro de Beisebol Interclubes ao derrotar, na final, a equipe de Inda...
      PARÁ: Exposição mostra personagens da cultura japo... (CRÉDITO DAS FOTOS: GERALDO RAMOS)     A cultura japonesa, com seus personagens inusitados, pode ser conferida até 15 de novembro,...
      SILVIA IN TOKYO: Receitas deliciosas com nanohana Flores “nanohana” com montanhas ao fundo, no Lago Biwako. Foto: Mainichi     Sabe os campos lindos de “nanohana” (broccolini) por on...

      Faça seu comentário

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *