HAICAI BRASILEIRO

Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô (1644-1694). O haicai caracteriza-se por descrever, de forma breve e objetiva, aspectos da natureza (inclusive a humana) ligados à passagem das estações. Hoje, no mundo inteiro, pessoas de todas as idades e formações escrevem haicais em suas línguas, atestando a universalidade dessa forma de expressão.

Envie seus haicais (no máximo três de cada tema sugerido) digitados ou em letra legível, com nome (mesmo quando preferir o uso de pseudônimo), endereço e RG.

Cada pessoa pode participar com apenas uma identidade.

A seleção dos trabalhos é feita pelos haicaístas Edson Kenji Iura Francisco Handa.

Envie suas cartas para:

Haicai Brasileiro

A/C Jornal Nippak

Rua da Glória, 332

CEP 01510-000 São Paulo-SP

E-mail: jornaldonikkey@yahoo.com.br

Cc. ashiguti@uol.com.br

 


TEMAS DE JANEIRO

resized_haicai

Cúmulo-nimbo – Içá – Lótus

 

 

Tronco apodrecido –

Pelas fendas aglomera-se

um bando de içás.

Benedita Azevedo

Magé, RJ

 

pura compaixão

cercada por águas turvas

brota a flor de lotus

Carlos Viegas

Brasília, DF

 

tarde cinzenta

na borda do firmamento

um cúmulo-nimbo

Elisa Campos

São Paulo, SP

 

Pessoas apressadas…

No horizonte se forma

o cúmulo-nimbo.

Iraí Verdan

Magé, RJ

 

Ao passar a chuva

chegam esvoaçantes

bando de içás.

Iraí Verdan

Magé, RJ

 

Grandes, perfumadas,

embelezam a lagoa.

Florada do lótus

Irene M. Fuke

São Paulo, SP

 

içás e bitus –

sobram asas pelo chão

de seus casamentos

José Marins

Curitiba, PR

 

Vou pela estrada – 

Ao longe cúmulo-nimbo

como uma muralha.

Mario Isao Otsuka

São Paulo, SP

 

Farra de crianças –

À procura de içás               

depois de chover.

Mario Isao Otsuka

São Paulo, SP

 

Meu olhar nas nuvens –

chinelo e pé enterrados 

na trilha da içá

Neide Rocha Portugal

Bandeirantes, PR

 

Imóveis no lago

completam minha oração

as flores de lótus

Neide Rocha Portugal

Bandeirantes, PR

 

Grande algazarra

Dos moleques da fazenda –

Caçada de içás.

Reneu do Amaral Berni

Goiânia, GO

 

Do fundo do lago

Pro esplendor na superfície –

Lótus florescidos.

Reneu do Amaral Berni

Goiânia, GO

 

fritada de içás

lembranças dos irmãos

correndo atrás delas

Rose Mendes

Ilhabela, SP

 

velho agrado

dos migrantes mineiros

farofa de içás

Se-Gyn

Goiânia, GO

 

queda de içás –

os gritos da molecada

com sacos nas mãos

Seishin

São Roque, SP

 

Flor branca de lótus

Enorme e solitária

Flutua no rio.

Yone

São Paulo, SP

 

Quase hora do almoço…

O fogareiro já pronto

pra fritar içás.

Zekan Fernandes

São Paulo, SP

 

 

Temas de março (postar até 10 de fevereiro)

Dia de outono – Orquídea – Malhação de Judas

 

Malhação de Judas (tema para março)

 

Imitando o estado em que o verdadeiro Judas teria sido encontrado após arrepender-se da infame traição, um boneco é içado pelo pescoço e atado a um poste no Sábado de Aleluia. É costume castigá-lo, arrastá-lo pelas ruas e, em alguns casos, até mesmo explodir suas entranhas com fogos de artifício. Pode-se, ainda, proceder ao seu julgamento e condenação antes do suplício. A algazarra culmina com sua queima, sob os aplausos do povo. É frequente que o boneco assuma as feições de personalidades impopulares, especialmente políticos e técnicos de futebol. A malhação de Judas tem origem provável nas festas pagãs de primavera, realizadas pelos antigos povos da Península Ibérica. Nessas festas, bonecos representando o mal eram queimados em rituais de purificação.  Hoje em dia, não é raro que a prática tradicional de esconjurar o maligno e regenerar a comunidade através do fogo ultrapasse seu caráter lúdico, liberando ressentimentos represados e propiciando práticas de violência e vandalismo.

 

Malhação de Judas –

Assoma entre gargalhadas

a sede de sangue.

Kinsui Yamaguchi


Temas de abril (postar até 10 de março)

Água transparente – Laranja – Jandaia

 

 [Artigo de Edson Kenji Iura]

 

Related Post

MARÍLIA: Cônsul geral do Japão em São Paulo partic... Foram quatro dias de intensa programação, totalizando quase 40 horas de atrações e um exército de 700 voluntários para a realização do 15º Japan Fest,...
PROJETO DE LEI: Depois dos medicamentos, Walter Ih... Ihoshi: “A indústria gráfica está sofrendo com a crise” (Foto: divulgação) Depois de lutar para reduzir os impostos sobre os medicamentos, o deput...
MUSICA: Zabaione Musicale encerra temporada do ‘Co...   A Comissão de Música do Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social) realiza neste domingo (9), às 11h, no Pequ...
CIDADES/SÃO ROQUE: ‘Maior’, 16º Sakura Matsuri esp... O Centro Esportivo Kokushikan Daigaku, no município de São Roque (SP), recebe neste fim de semana (7 e 8), o 16º Sakura Matsuri – Festival das Cerejei...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *