HAICAI BRASILEIRO

 

O Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô (1644-1694). O haicai caracteriza-se por descrever, de forma breve e objetiva, aspectos da natureza (inclusive a humana) ligados à passagem das estações. Hoje, no mundo inteiro, pessoas de todas as idades e formações escrevem haicais em suas línguas, atestando a universalidade dessa forma de expressão.

 

TEMAS DE AGOSTO: Dia curto – Capim-gordura – Cachecol

 

 

 

Cachecol lilás

Já desbotado, sem cor

lembrança da avó.

Akiko Koike – Jundiaí, SP

 

 

Os pássaros voam –

No meio do capim-gordura

o vulto do gato

Alvaro Posselt – Curitiba, PR

 

 

Neste dia curto

sombras invadem a casa –

Acendo a luz mais cedo

Benedita Azevedo – Magé, RJ

 

 

Dia de limpeza –

Dentro de um saco plástico

Eis um cachecol!

Benedita Azevedo – Magé, RJ

 

 

Em dia curto

Sigo minha sombra fria

Ao cair da tarde

Carlos Viegas – Brasília, DF

 

 

Outro netinho –

Como as plantas que florescem

Nos dias mais curtos

Celso Pestana – Rio de Janeiro, RJ

 

 

De cachecol estiloso

E um paletó espancado

Anda o mendigo

Elisa Campos – São Paulo, SP

 

 

Cachecol puído

encobre enrugado rosto

Vento cortante.

Irene M. Fuke – São Paulo, SP

 

 

Ao entardecer

Dia curto proveitoso

Mostra o fraco sol.

Izumi Fujiki – São Paulo, SP

 

 

Velho cachecol

Ainda tem serventia –

Enfeitar o cão!

Izumi Fujiki – São Paulo, SP

 

 

Na altura das bocas

viçoso capim-gordura –

O gado nem muge.

Madô Martins – Santos, SP

 

 

Estrada rural –

Pendurados no barranco

o capim gordura.

Mario Isao Otsuka – São Paulo, SP

 

 

Vento cortante –

Pra não gelar o nariz

cachecol de lã.

Mario Isao Otsuka – São Paulo, SP

 

 

Ah, capim-gordura!

À tardinha eu chamo as reses

sem nenhum retorno

Neide Rocha Portugal – Bandeirantes, PR

 

 

Luzes se acendem –

Apressa-se o jornaleiro

no dia curto!

Regina Alonso – Santos, SP

 

 

Tudo está seco

e o cara quer fumar

o capim-gordura!

Rodrigo Vieira Ribeiro – Ipatinga, MG

 

 

Ao sabor do vento

Movimentam os campos

De capim-gordura.

Yone – São Paulo, SP

 

 

Mais um mês se vai

Quanto tempo ainda me resta?

Ah, dias tão curtos…

Zekan Fernandes – São Paulo, SP

 

 

Temas de setembro (postar até 10 de agosto):

Ipê – Marimbondo – Mar de primavera

 

 

Temas de outubro (postar até 10 de setembro):

Bicho-da-seda – Salgueiro – Piquenique

Interessante notar que o bicho-da-seda é um animal domesticado ao longo de mais de quatro mil anos, que não consegue sobreviver na natureza. Alimenta-se exclusivamente de folhas de amoreira e morre após tecer o casulo, pois este é cozido para separar seu fio. Suas mariposas são incapazes de voar. Durante a Antiguidade, o entusiasmo romano pela seda chinesa motivou o desenvolvimento da Rota da Seda, rede de transportes que muito contribuiu para o intercâmbio cultural e tecnológico entre oriente e ocidente. Atualmente, China, Índia e Brasil (Paraná) são os maiores criadores de bicho-da-seda, mas o aperfeiçoamento das fibras artificiais vem restringindo cada vez mais o seu mercado. A criação de milhares, talvez milhões de lagartas reunidas, provoca impressões inéditas, como neste haicai:

 

Está chovendo? Não.

Bichos-da-seda comendo

As folhas, tão ávidos…

(Goga Masuda)

 

 

Envie seus haicais (no máximo três de cada tema sugerido) digitados ou em letra legível, com nome (mesmo quando preferir o uso de pseudônimo), endereço e RG.

Cada pessoa pode participar com apenas uma identidade.

A seleção dos trabalhos é feita pelos haicaístas Edson Kenji Iura e Francisco Handa.

 

Envie suas cartas para:
Haicai Brasileiro
A/C Jornal Nippak
Rua da Glória, 332
CEP 01510-000
São Paulo-SP

E-mail: jornaldonikkey@yahoo.com.br
Cc. ashiguti@uol.com.br

 

Edson Kenji Iura

 

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

ERIKA TAMURA: Conhece a história do Hachiko? A história mais emocionante de fidelidade entre um cão e seu dono. Dr. Eisaburo Ueno, um professor do Departamento Agrícola da Universidade de Tóquio...
JORGE NAGAO: Consciência Negra   Minha mãe foi pro Céu no mesmo dia da abolição da escravatura e meu pai, no dia da consciência negra. Estas coincidências, de alguma forma, ...
SILVIO SANO > NIPÔNICA: Sinal amarelo… outra... Acabei de ler artigo de um colunista que também se mostrou preocupado com esse marasmo geral do país em relação às Eleições. Digo também, porque j...
SILVIO SANO: Eu era tão feliz e não sabia “Quando criança, acha­va que padre não pecava, professor sabia de tudo, médico curava qualquer doença, polícial não roubava, correio cuidava apenas de...

2 Comments

  1. josé airton mellega says:

    Os haicai com temas de setembro serão publicado quando ?

    ENVIEI ALGUNS

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *