HAICAI BRASILEIRO

Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô (1644-1694). O haicai caracteriza-se por descrever, de forma breve e objetiva, aspectos da natureza (inclusive a humana) ligados à passagem das estações. Hoje, no mundo inteiro, pessoas de todas as idades e formações escrevem haicais em suas línguas, atestando a universalidade dessa forma de expressão.

Envie seus haicais (no máximo três de cada tema sugerido) digitados ou em letra legível, com nome (mesmo quando preferir o uso de pseudônimo), endereço e RG.

Cada pessoa pode participar com apenas uma identidade.

A seleção dos trabalhos é feita pelos haicaístas Edson Kenji Iura Francisco Handa.

Envie suas cartas para:

Haicai Brasileiro

A/C Jornal Nippak

Rua da Glória, 332

CEP 01510-000 São Paulo-SP

E-mail: jornaldonikkey@yahoo.com.br

Cc. ashiguti@uol.com.br

 

 


 

A Natureza como recriação (7)

 

Podemos ter uma ideia a respeito de uma situação, que pode se transformar em haicai. Levando-se em consideração a utilização correta do kigô e o domínio da métrica, começa o jogo da composição. Isso é possível. Mas nem sempre se dá desta forma. Não é a partir de uma ideia que o haicai acaba acontecendo, como se a ideia fosse a semente de algo de que poderia originar-se o haicai. Outras condições são necessárias. O haicai surge a partir da utilização de palavras, que começam a dar sentido a uma possível composição. Supondo-se que existia anteriormente uma ideia, isso vai se modificando quando as palavras vão compondo uma situação diferente da planejada.

Ainda que alguns componham a partir unicamente de ideias, prefiro uma outra técnica que permite que as próprias palavras criem, por um momento, fugindo do controle do haicaísta. Uma palavra pode puxar outra palavra, assim como a modificação acontece quando se leva em consideração a métrica. Se a ideia existia anteriormente, no haicai acabado o que se apresenta é algo bem diferente. Este é o processo de criação.

 

 

FRANCISCO HANDA

FRANCISCO HANDA

chicohanda@yahoo.com.br
FRANCISCO HANDA

Últimos posts por FRANCISCO HANDA (exibir todos)

     

     

     


     

     

    TEMAS DE OUTUBRO

     

     

     

    Lua nublada – Gorjeio – Amoreira

     

    Toco minha flauta:

    um canarinho responde

    com belos gorjeios

    Araken Barbosa

    Recife, PE

     

    A lua nublada…

    somente um clarão por trás

    de dois velhos prédios.

    Benedita Azevedo

    Magé, RJ

     

    o dia amanhece

    chegam de todos os lados

    gorjeios distantes

    Carlos Viegas

    Brasília, DF

     

    Silêncio quebrado

    por melodias diversas –

    Manhã de gorjeios.

    Cristiane Cardoso

    São Paulo, SP

     

    mudo de calçada

    da velha amoreira

    roxo pelo chão

    Elisa Campos

    São Paulo, SP

     

    na borda do campo

    acima a serra do mar

    surge a lua nublada

    Fábio Tavares Fusco

    São Paulo, SP

     

    A lua nublada…

    Reflete as formas visíveis

    nas águas do lago.

    Iraí Verdan

    Magé, RJ

     

    passarada irrompe

    nos restolhos do gramado

    gorjeios ao sol!

    Irene M. Fuke

    São Paulo, SP

     

    Por trás das nuvens

    um círculo entrecortado –

    Lua nublada

    João Krefer

    São Paulo, SP

     

    vai-se pelo céu

    uma alvura fugidia

    ah, lua nublada

    José Marins

    Curitiba, PR

     

    Cessa o barulho.

    O ambiente se enche de sons –

    gorjeios de pássaros.

    Kazue Yamada

    São Paulo, SP

     

    Na beira do mar

    não vejo o seu reflexo –

    Ah… Lua nublada!

    Mahelen Madureira

    Santos, SP

     

    chegam convidados –

    na brancura da toalha

    frutos de amoreira

    Regina Alonso

    Santos, SP

     

    Por cima das árvores,

    Tímida e quase sem brilho,

    A lua nublada.

    Reneu Berni

    Goiânia, GO

     

    quase sem palavras

    os amantes se abraçam –

    lua nublada

    Rose Mendes

    Ilhabela, SP

     

    No céu desta noite

    entre silêncio e silêncio –

    A lua nublada

    Seishin

    São Paulo, SP

     

    Frondosa árvore

    Gorjeios de todo lado

    Ao raiar do dia.

    Yone

    São Paulo, SP

     

    Ah, lua nublada…

    Foi o céu que se embaçou

    ou foram meus olhos?

    Zekan Fernandes

    São Paulo, SP

     

     

     

    Temas de novembro (postar até 10 de outubro)

    Novembro – Azulão – Palma

    Temas de dezembro (postar até 10 de novembro)

    Margarida – Besouro – Fim de ano

     

     

     

     

     

     

    Related Post

    LITERATURA: “Bushido – Caminho do guerreiro semead... O livro Bushido - Caminho do guerreiro semeador, de autoria de Claudio Seto e Maria Helena Uyeda, lançado em junho de 2009, está sendo vendido pela As...
    HAIKU: Inscrições para o 26º Itoen Oi Ocha New Hai... Os interessados em participar do 26º Itoen Oi Ocha New Haiku Contest devem ficar atentos ao prazo de inscrição no Bunkyo. A entidade estará recebendo ...
    CINEMA: Os atores japoneses Hiroyuki Sanada, Kou S...   Aos amantes da cultura japonesa e aos cinéfilos de plantão, estréia prevista para 31 de janeiro, nos cinemas paulistanos o filme “47 Ronin”,...
    MOGI DAS CRUZES: Prefeito recebe comitiva da cidad... O prefeito de Mogi das Cruzes (SP), Marco Bertaiolli recebeu no último dia 19, em seu gabinete, a visita da Comitiva do prefeito de Hamamatsu, Yasutom...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *