HIDEMITSU MIYAMURA: HISTÓRIA DO JAPÃO – VISÃO DE UM NISSEI BRASILEIRO

 

Esta é uma apresentação sucinta da História do Japão sob o ponto de vista de um nissei brasileiro. Trata-se de uma exposição sob a ótica de um autodidata que, através da leitura e pesquisa própria do tema acumuladas ao longo do tempo.

A primeira parte da apresentação constou basicamente de uma exposição sobre “A linha do tempo” com os marcos considerados relevantes desde a época JOMON, da era arqueológica de 10 mil anos atrás, passando pela era Yayoi  de cultivo do arroz dos anos 300 AC a 300 DC. Ao longo desse tempo foram salientadas as correspondências com as eras bíblicas de Abrão, Moisés e Jesus. Esse período corresponde no Japão à da mitologia com destaque na relação com a família imperial japonesa. O ano de 2013 corresponde ao ano 2673 desde o primeiro Imperador Jinmu. Destacamos na era Heian, a forte presença da literatura desenvolvida no Japão principalmente pelas mulheres com destaque para Murasaki Shikibu dos anos 1100, muito antes das principais ocorrências literárias na Europa, com Cervantes, Rabelais e Dante.

Destacamos aspectos relevantes da origem da cultura japonesa assentada no Xintoismo, existente desde os tempos mitológicos, muito antes da chegada do Budismo, Confucionismo e Taoismo da China. Assim, a cultura japonesa é essencialmente baseada no Xintoismo, de respeito à natureza.

Nessa segunda parte vamos abordar com ênfase na Idade Média, a organização do poder, os grandes Xoguns, a Guerra de Sekigahara, a era Edo, até a era Meiji. Trata-se de um período que vai dos anos 1500 a 1800, com um paralelo com os eventos relevantes do mundo ocidental.

Na terceira parte serão abordadas as grandes guerras do século XX.

 

 

 

Parte 2: A ORGANIZAÇÃO DO PODER

Aqui vamos abordar a história do Japão destacando a era conhecida com o nome de Senkoku, o país sob guerras internas, com os grandes Xoguns. Aqui vale ressaltar que antes desse período, o Japão era dominado por uma classe aristocrática de nobres que viviam compondo poemas Waka e organizando festivais de bailados. Reinava uma época de paz, intermediada com alguns conflitos dentro da família Imperial. Aqui vale lembrar que nunca houve na história do Japão a ameaça de usurpação da posição de Imperador por alguém fora da família. A principal família desse período foi a dos Fujiwara. O máximo que um Fujiwara conseguia era fazer com que uma de suas filhas tornasse esposa de um Imperador, passando assim, um Fujiwara a ser sogro dele. Houve um período em que duas famílias de guerreiros, os Heike e os Genji, incumbidos de dar proteção à família Imperial, tornaram-se poderosos, passando a integrar a restrita classe de nobres. O mais famoso deles foi Taira no Kiyomori, da família dos Heike. Daí passou a haver uma sucessão revezando no poder, os Heike e os Genji.

Houve um acontecimento relevante nesse período que antecede aos grandes Xoguns da era Senkoku. No ano 1336 da era Ashikaga houve um conflito na família Imperial, culminando com a existência de dois Imperadores, um deles o do Sul, conhecido como Nanchou, representado pelo Imperador Godaigotennou estabelecido em Nara. O outro que se intitulou Imperador foi o Komyoutennou, estabelecido em Kyoto, o Hokuchou e era suportado pelo Xogunato Ashikaga. Esse conflito durou por cerca de 60 anos, até ocorrer a unificação prevalecendo o Imperador do sul, o Nanchou. Mas a paz não retornou por completo, havendo uma sucessão de disputas de poder fora da família Imperial. Nesse cenário uma família começou a despontar, a do Oda Nobuhide, suportado por um esperto ex-monge Saito Dozan, que fez casar a sua filha com o filho Nobunaga dos Oda. Desde menino, Nobunaga deu mostras de uma personalidade muito forte que o caracterizou como um meteoro. Foi brilhante nas conquistas. Seguiram-se outros dois grandes Xoguns, o Toyotomi Hideyoshi e o Tokugawa Ieyasu. Esse período pode ser ilustrado na figura que compara cronologicamente as principais ocorrências no Japão e no mundo ocidental.

 

 

Serviço

Palestra sobre “História do Japão” – Uma visão de um nissei brasileiro.

Entidade promotora:  NIHON KAIGI

Palestrante: Hidemitsu Miyamura

Idioma: Português (com intervenções também em japonês)

Quando: dia 09 de novembro (Sábado)  das 16h00 às 18h00

Onde:  Centro Brasileiro de Língua Japonesa | Rua Manoel de Paiva, 45 – Vila Mariana – São Paulo (Travessa da Machado de Assis – Metrô – Ana Rosa)

Mais informações: Tel  11 5579-6513

 

=================================================================================

 

 

Hidemitsu Miyamura

brasileiro, nissei, engenheiro, empresário, ex-executivo da NEC. Autor de livro de crônicas em japonês e escreve artigos para jornais de língua japonesa. Estudou língua japonesa desde criança no norte do estado do Paraná e é autodidata em assuntos ligados à cultura japonesa. Escreve crônicas em japonês e em português publicados no “site” discovernikkei.org de Los Angeles, USA. É autor do livro Kagiri Naku Tookatta Deai (限りなく遠かった出会い) publicado em 2005

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

JAPÃO por SILVIA KIKUCHI: Como estudar no Japão? Desde que foi criado em 1954, o sistema de bolsas de estudo do Ministério da Educação, Cultura, Esporte, Ciência e Tecnologia do Japão beneficiou (ou ...
AKIRA SAITO: SER FELIZ   “Felicidade é um estado de espírito, que só é possível alcançar com bondade e pureza no coração.”     Muitos dizem buscar...
AKIRA SAITO: AS VITÓRIAS E AS DERROTAS “A maior derrota de alguém é desistir de seu objetivo”     Em nossa cultura infelizmente hoje é muito comum as pessoas darem motivos ...
BEM ESTAR: Crenças Limitantes A essência do ser humano são as consciências que carregam pela eternidade. Elas são ilimitados, de fontes inesgotáveis de sabedorias. O acesso a...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *