HOMENAGEM: Massami Uyeda recebe condecoração do governo japonês em cerimônia na Embaixada do Japão

No dia 25 de janeiro aconteceu na residência oficial do Embaixador do Japão no Brasil, Satoru Satoh, a cerimônia de comemoração ao Ano Novo (Shinnenkai) e a solenidade de condecoração ao ex-ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Massami Uyeda e ao presidente da Sociedade Cultural Nipo-Brasileira de Brasília (Bunkyo), Tatsuo Matsunaga.

 

Massami Uyeda recebe condecoração do governo japonês em evento na Embaixada. Foto: divulgação

 

O evento contou com a presença de cerca de 400 pessoas. Estiveram presentes, dentre outras autoridades, o vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro Humberto Martins (representando a presidente, ministra Laurita Vaz); a ministra Maria Isabel Gallotti do STJ; o ministro Walton Abreu, do TCU; o desembargador Paulo Dimas, presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo; os deputados federais Walter Ihoshi (PSD-SP) e Keiko Ota (PSB-SP); o vereador Massataka Ota (PSB); membros do corpo diplomático de Brasília e o general de brigada Riyuzo Ikeda, comandante da 11ª Região Militar, além de vários magistrados, familiares do homenageado e seus amigos, dentre os quais a presidente do Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social), Harumi Goya, o jurista Kiyoshi Harada e sua esposa, Felícia Harada, Morio Sato, Mario Kato e sua esposa Kazue Kato.

 

O ministro Massami Uyeda com o embaixador Satoru Satoh. Foto: divulgação

 

Exatamente às 12h30 o embaixador Satoh deu início às solenidades proferindo discurso de saudação aos presentes e palavras  alusivas às comemorações do Ano Novo em que enfatizou a importância da relação bilateral Brasil-Japão e manifestou votos de prosperidade para os dois países e à sociedade globalizada em geral.

O ministro ao lado do deputado federal
Walter Ihoshi. Foto: divulgação

 

O deputado federal Walter Ihoshi, que comandou o brinde dos festejos comemorativos do Ano Novo, parabenizou o ministro afirmando que Massami Uyeda “chegou a um dos postos mais altos do Judiciário brasileiro”. “Por isso, ele merece esta justa homenagem que, na realidade, não é somente para ele, mas para todos aqueles que se dedicaram e se dedicam para o  fortalecimento das relações Brasil-Japão, sobretudo no âmbito do Direito”, destacou Ihoshi.

 

Harumi Goya, Emico Uyeda, Massami Uyeda, o embaixador Satoru Satoh e Kiyoshi Harada. Foto: divulgação

 

Prestígio – Na sequência, o embaixador Satoh  deu inicio à solenidade de condecoração do ministro Massami Uyeda e do presidente do Bunkyo de Brasília, Tatsuo Matsunaga, agraciados pelo governo japonês com a Ordem do Sol Nascente, Estrela de Ouro e Prata e com a Ordem do Sol Nascente, Raios de Ouro e Prata, respectivamente.

Ao conceder a honraria ao ministro Massami, Satoru Satoh, destacou o fato de o ministro ter sido o primeiro descendente japonês no mundo a fazer parte de um tribunal superior e ter contribuído para aprofundar o conhecimento jurídico e as relações entre os dois países.

 

Massami Uyeda com familiares e convidados, entre eles Kiyoshi e Felícia Harada. Foto: divulgação

 

Após a condecoração de ambos com a entrega dos diplomas e insígnias respectivas seguiu-se a saudação do ministro Massami Uyeda pelo ministro Humberto Martins em nome do STJ.

Humberto Martins lembrou que o homenageado foi um dos fundadores do Instituto de Direito Comparado Brasil-Japão e contribuiu para o entendimento e o estabelecimento de relações amistosas entre o sistema judicial do Brasil e do Japão ao lado de Tatsuo Matsunaga.

 

Massami Uyeda e esposa com o vice-presidente do STJ, Humberto Martins e o presidente do TJSP, Paulo Dimas, entre outros. Foto: divulgação

 

“Representa uma grande alegria, um grande prestígio para o STJ ter um de seus membros recebendo uma das maiores comendas do Japão. Parabenizamos e demonstramos a nossa satisfação pelo exemplo dado pelo ministro com o seu trabalho, pela sua competência, mas, sobretudo, pela altivez de caráter e espírito público”, disse o ministro.

 

(Aldo Shiguti, com informações de Kiyoshi Harada e do STJ)

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

    Related Post

    BAIRRO ORIENTAL: PRAÇA DA LIBERDADE PODE MUDAR DE ... Se depender do presidente da Acal (Associação Cultural e Assistencial da Liberdade), Hirofumi Ikesaki, e do delegado aposentado da Polícia Federal, Ma...
    SILVIA IN TOKYO: COMEÇA A TEMPORADA DE VAGA-LUMES LOCAL EM HYOGO INSPIROU O LIVRO “HOTARU NO HAKA”   Vaga-lumes em Ichinomiya (Hyogo). Foto: Mainichi     É entre o final de ...
    SOCIAL: O Bunkyo lançou, no Museu Histórico da Imi... INTERCÂMBIO CULTURAL – O Bunkyo lançou, no último dia 17, no Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil, no 9º andar do Edifício Bunkyo, o livro ...
    COMUNIDADE: Hospital Santa Cruz investe em moderni... Para comemorar aquele que considera o ano da virada do Hospital Santa Cruz, o presidente da instituição, Renato Ishikawa, convocou uma coletiva de imp...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *