HOTELARIA E TURISMO: Retomada do crescimento no Brasil

*Bruno Omori

 

Empresários de mais de 200 segmentos da economia Brasileira, com articulação principal efetuada pelo presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Paulo Skaf, estiveram em comitiva em Brasília para audiência e reuniões com o presidente interino Michel Temer (PMDB) e os ministros Henrique Meirelles (da Fazenda), Marcos Pereira (Desenvolvimento, Indústria e Comércio) e Moreira Franco, secretário Executivo do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) da Presidência da República, com objetivo de promover apoio ao governo visando uma necessária e urgente retomada do crescimento da economia brasileira.

 

Empresários paulistas estiveram em Brasília. Arquivo pessoal.

Empresários paulistas estiveram em Brasília. Arquivo pessoal.

 

Foram apresentados cinco principais demandas para tirar a economia da inércia:

– Incondicionalmente não aumentar impostos (carga tributária do Brasil já é uma das mais elevadas do planeta, tirando nossa competitividade);

– Diminuir a taxa de juros primária (analisamos que com a economia em recessão, mesmo que diminuir de 2% a 4% a taxa de juros, teremos um aumento na demanda de consumo, aumento da produção sem aumentar a taxa de inflação);

– Aumento de crédito para investimento e giro das empresas (para estimular a produção e fortalecer as estruturas das empresas);

– Estimular as exportações (aproveitar o dólar valorizado para fortalecer o superávit nas exportações);

– Concessões em PPPs na infraestrutura e logística (a ampliação da infraestrutura de transporte, logística, energia, são essenciais para aumento da produtividade e planejamento de crescimento a médio e longo prazo).

Todas estas medidas agregadas e se consolidadas estimularão a confiança do mercado a curto prazo que possibilitará que a economia saia da inércia, com aumento de consumo das empresas e das famílias e devida retomada ao crescimento da economia do país. Os próximos passos são as Reformas necessárias a médio prazo na previdência, legislação trabalhista, sistema tributário, reforma política, para alinhar o Brasil ao modelo produtivo internacional.

 

 

Encontro e reunião com o presidente Michel Temer & Bruno Omori

 

Bruno com Michel Temer. Arquivo Pessoal

Bruno com Michel Temer. Arquivo Pessoal

Durante o almoço no Palácio do Jaburu,  representamos e declaramos o apoio da Hotelaria e do Trade de Turismo do Estado de São Paulo, tivemos o prazer de expor para o presidente Michel Temer, sobre a importância do turismo como fator de desenvolvimento econômico e social, com o maior potencial de geração de emprego e renda.

Como exemplo citamos que 2.500 meios de hospedagens em SP geram mais de 100.000 empregos diretos com 6 vezes de indiretos, consolidando para economia R$ 7,4 bilhões em diárias e R$ 2,5 bilhões em alimentos e bebidas, que países como os EUA faturaram mais de US$ 177 bilhões de divisas com exportações com o turismo internacional, além da França receber mais de 82 milhões de turistas estrangeiros e o México mais de 25 milhões, sendo que o nosso país é o 1° do ranking da OMT como potencial de recursos naturais.

Portanto se consolidar o turismo como segmento estratégico poderemos retomar o crescimento econômico do Brasil.

 

 

Related Post

JAPÃO: Idosos morrem engasgados com mochi   A tradicional massa de arroz adquire uma consistência pegajosa ao ser aquecida e pode ficar presa na garganta   Por Alternativa.co.jp...
CULTURA: 10º Okinawa Festival supera expectativas ...   Dança Folclórica de Okinawa (foto: Aldo Shiguti)   A décima edição do Okinawa, realizada neste sábado e domingo (15 e 16), no Cl...
KARATÊ: 29º Campeonato Brasileiro de Karate-do Go...   Acontecerá nos dias 15 e 16 de junho o 29º Campeonato Brasileiro de Karate-do Goju-ryu, organizado pela IKGA-Brasil, no Ginásio José Liberat...
SHOW: O ECOAR ETERNO DO TAIKO – PRESIDENTE PRUDENT... Onde: Teatro do Matarazzo – Teatro Paulo Roberto Lisboa do Centro Cultural Matarazzo (Rua Quintino Bocaiuva 749, V Marcondes, Presidente Prudente/SP) ...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *