INDAIATUBA: Cidade celebra Dia da Comunidade Japonesa no próximo domingo (22)

 

Música, dança e exposições são as atrações; haverá sorteio de brindes

 

A ACENBI (Associação Cultural e Esportiva Nipo-Brasileira de Indaiatuba) celebra, em parceria com a Prefeitura Municipal de Indaiatuba, o Dia da Comunidade Japonesa no município no próximo domingo (dia 22 de junho). As festividades, que acontecem no Ciaei (Centro Integrado de Apoio à Educação de Indaiatuba), na Sala Acrísio de Camargo, começam a partir das 15 horas e seguem até as 18 horas.

 

Grupo de Taikô em apresentação (foto: divulgação)

 

A programação conta com as tradicionais manifestações da cultura japonesa como a dança, canto, tambores e exposição. Esta é mais uma oportunidade para as famílias apreciarem as apresentações culturais promovidas pela ACENBI no município. A entrada é gratuita e o público terá sorteio de brindes no final do evento.

 

Grupo de dança da ACENBI em apresentação (foto: divulgação)

 

Nesse ano, participam das festividades do Dia da Comunidade Japonesa os alunos da EMEB Miyoji Takahara, EMEB Osório Germano e Silva Filho e Escola de Língua Japonesa da ACENBI, além dos grupos de dança da ACENBI e da Associação Nipo-Brasileira de Salto.

 

Grupo Todos Nós (foto: divulgação)

 

O evento conta ainda com duas atrações especiais: o grupo de taiko Kawasuji Seiryu Daiko, de Atibaia, e o grupo Todos Nós, liderado pelo cantor Pedro Mizutani, de Piracicaba (SP).

 

Grupo Todos Nós exibe premiações (foto: divulgação)

 

 

Lei aprovada em 2010

 

O Dia da Comunidade Japonesa foi instituído por lei aprovada pela Câmara dos Vereadores de Indaiatuba em 2010, cujo projeto tem a autoria do vereador Fábio Marmo Conte. A partir de2011, adata passou a ser comemorada anualmente em junho, em referência ao mês da data oficial do início da imigração japonesa no Brasil (18 de junho).

Em Indaiatuba, foi registrada oficialmente a chegada do primeiro imigrante japonês em 1935. Trata-se de Nakaji Gomassako, que veio com a família para cultivar algodão na Fazenda Pimenta.

No Brasil, a imigração japonesa começou em 1908, quando chegou o primeiro grupo de imigrantes no navio Kasato Maru, no porto de Santos (SP).

 

 

 

Exposições

 

O público que for prestigiar as comemorações do Dia Comunidade Japonesa em Indaiatuba poderá conferir duas exposições no saguão do CIAEI.

Uma delas é constituída de obras de arte elaboradas pelos alunos da EMEB Osório Germano e Silva Filho sobre as diferentes modalidades esportivas. A temática tem como destaque o beisebol e o futebol.

A outra mostra traz maquetes de templos, santuários, castelos e monumentos cedidos pelo Consulado do Japão de São Paulo. São seis peças ricas e delicadas que reproduzem em detalhes essas construções antigas.

As maquetes, que estão sendo exibidas pela primeira vez em Indaiatuba, fazem parte do material utilizado pelo Consulado para a divulgação da cultura japonesa.

Entre as obras, destaca-se a reprodução do santuário xintoísta Itsukushima, localizado na ilha do mesmo nome na província de Hiroshima. Construído no século VI, é considerado um dos templos mais belos do mundo.

Outra obra que costuma emocionar o público é a maquete do Memorial da Paz de Hiroshima (Gembaku). O monumento está localizado a poucos metro do lugar considerado o epicentro da explosão atômica de 6 de agosto de 1945. O prédio é um dos poucos que mantiveram suas estruturas até hoje.

 

 

Sobre a ACENBI – Sediada em Indaiatuba (região metropolitana de Campinas, SP), a ACENBI é uma associação sem fins lucrativos fundada por imigrantes japoneses em 1947. Sua principal finalidade é a preservação e a divulgação da cultura nipo-brasileira. A preservação da cultura de respeito aos idosos é outra tônica da entidade, que é mantenedora da escola Nitigo Gakko e abriga a escola de educação infantil Miyoji Takahara, em parceria com a prefeitura de Indaiatuba.

Em sua sede de campo, na rua Chile, a ACENBI conta com campos de beisebol e softbol (versão mais leve do beisebol), quadras de gatebol (jogo semelhante ao críquete e apropriado para a terceira idade) e quadras de tênis de campo, além de piscina e área de lazer. Na sede social, na rua Humaitá, a entidade mantém auditório, salas de reunião, salas de ensaio e salas de aula para cursos diversos.

As atividades da ACENBI são abertas a todos os interessados. Veja mais detalhes no website da entidade: www.acenbi.org.br

 

 

 

Serviço:

Ciaei – Av. Fábio Barnabé, 3.665 – Jardim Regina

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

BAIRRO ORIENTAL: 39º Tanabata Matsuri espera mais ... Os aficionados da cultura japonesa não tem do que reclamar. Julho é um mês recheado de eventos ligados à cultura nipônica na capital paulista. Depois ...
CORAL: Concerto de Intercâmbio Internacional Brasi... CORAL – Concerto de Intercâmbio Internacional Brasil-Japão com o Coral Asao Douyou O Utau Kai, da Província de Kanagawa, no Japão, e o Coral Feminino ...
ENSINAMENTOS: Miguel Hiroshi Shiratori assume a Pr... Primeiro sansei a assumir a Presidência da BSGI (Associação Brasil Soka Gakkai Internacional), Miguel Hiroshi Shiratori inicia uma nova era no comando...
IMIGRAÇÃO: Embaixador do Japão prestigia lançament... O lançamento do livro “Do Conflito à Integração –  Uma História da Imigração Japonesa no Brasil – volume II (1941/2008)”, de autoria do professor Shoz...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *