INTERCÂMBIO: Paraná vai ampliar cooperação com Toyohashi

O município de Toyohashi, no Japão, quer ampliar a parceria com o Paraná na área da educação, iniciada em 2008, e estender a cooperação para outras áreas, como ciência e tecnologia e turismo O assunto foi tratado pelo prefeito da cidade, Sahara Koichi, em reunião na vice-governadoria no último dia 29. Koichi foi recebido pelo assessor especial Paulo Schmidt, que representou o vice-governador Flávio Arns.

 

Comitiva japonesa é recebida na governadoria, Luiz Nishimori participou do encontro (foto: divulgação)

 

Toyohashi possui uma das maiores colônias de brasileiros do Japão – os chamados dekasseguis – e tem 680 alunos brasileiros matriculados em suas escolas. Com o objetivo de apoiar o aprendizado desses estudantes, mantém intercâmbio com o Paraná na área educacional.

“Nosso principal desafio hoje é ensinar a língua e a cultura japonesa a esses alunos e também encaminhá-los ao mercado de trabalho e ao ensino superior, visto que as famílias brasileiras têm prolongado sua estadia no Japão”, disse Koichi.

Outro aspecto abordado foi o retorno de brasileiros devido à crise econômica que atingiu o Japão após o tsunami de 2011. “Muitas famílias voltaram ao Brasil com filhos que perderam sua língua pátria”, disse o secretário de educação de Toyohashi, Kato Masatoshi.

Além de ampliar a parceria com o Paraná no apoio aos dekasseguis que estão em Toyohashi e às famílias que retornaram ao Brasil, com ações pedagógicas e professores capacitados, os representantes do município manifestaram interesse em ampliar a cooperação para outras áreas. “Queremos reafirmar nosso interesse na cooperação com o Paraná, ampliando nossas relações para as áreas de ciência e tecnologia, além de parcerias econômicas”, disse Koichi.

“Estamos empenhados para que essa relação de amizade prospere, com bons resultados tanto para o Brasil como para o Japão”, disse Schmidt.

 

O prefeito de Toyohashi, Sahara Koichi (foto: divulgação)

 

UNIVERSIDADES – A expansão da parceria com o Paraná para o ensino superior foi destacada pela comitiva japonesa. Toyohashi possui a única universidade do mundo com laboratórios próprios para produção de circuitos impressos, a Universidade de Tecnologia de Toyohashi. “Queremos estender o intercâmbio para o ensino superior, promovendo a ida alunos das universidades paranaenses para os cursos de doutorado que a universidade oferece”, disse Koichi.

A proposta foi aceita de imediato pelo governo. “Vamos envolver a secretaria de Ciência e Tecnologia nesse processo e identificar as universidades que têm interesse nessa iniciativa”, disse Schmidt.

Durante o encontro, também foram discutidas parcerias na área do turismo e indústria. Participaram da reunião o diretor-presidente da Paraná Turismo, Marcos Vinícius Meyer, o deputado federal Luiz Nishimori e o presidente da Associação Brasileira de Toyohashi, Alcides Tanaka

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

ANDRADINA: Jamil Ono e Márcio Makoto recebem homen... A comunidade nipo-brasileira de Andradina foi destaque no último dia 17 durante as comemorações alusivas ao Dia do Exército. Em solenidade no Comando ...
MAJAN: Associação Naguisa realiza torneio A Associação Naguisa realizou em sua sede, na zona Sul de São Paulo, no dia 19 de junho, o seu tradicional Torneio Interno de Majan, coordenado pela p...
BRASILIA: Espaço Cultural do STJ inicia programaçã...   O Espaço Cultural do STJ abre a temporada de exposições de 2013 com a mostra Hana No Sei (Espírito das Flores), de Konomi Miwa. A artista pl...
SILVIA IN TOKYO: PRODUTOS BÁSICOS FICAM MAIS CAROS... PRODUTOS QUE PERMANECIAM INALTERADOS HÁ 41 ANOS NÃO RESISTEM À INFLAÇÃO.     Chocolates da Lotte sofrem reajustes pela 1ª vez em 41 ...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *