JAPÃO: Abe diz que reflexão sobre crimes de guerra do passado é “masoquismo”

TÓQUIO (IPC Digital) O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, indicou que o governo não irá reiterar um pedido de desculpas aos países vizinhos pelos crimes de guerra cometidos durante a ocupação japonesa na Segunda Guerra Mundial.

 

resized_shinzo-abe1

 

Um novo pedido de desculpas oficial estava sendo esperado na declaração de 70 anos do fim da guerra, que será emitida no fim do ano.

“Eu defendo o pensamento básico por trás do pedido de desculpas feito no passado, o que significa que não há necessidade de reitera-los.”, disse Abe durante uma entrevista à Fuji TV, na segunda-feira (20). Ele também descreveu a auto-reflexão da nação sobre as atrocidades em tempo de guerra como “masoquismo”.

As declarações recentes de Abe confirmam que o Japão está tentando minimizar as ações de guerra no passado, entre as quais está o uso de mulheres asiáticas como “mulheres de conforto”, que segundo a visão dos países vizinhos, eram tratadas como “escravas sexuais” em bordéis militares japoneses.

(ipcdigital.com)

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

RIO DE JANEIRO: Memorável “Miss Nikkey Rio de Jane... Loanda Oliveira Fukuma, 25 anos, representante de Niterói, foi eleita “A mais bela nikkey do Estado do Rio de Janeiro em 20 de maio de 2017 no Salão A...
SILVIA IN TOKYO: Cartão postal do Japão em Yamanas... O Parque Asakurayama Sengen, localizado na cidade de Fujiyoshida, em Yamanashi, costuma atrair turistas do Japão e do exterior devido à bela visão do ...
VISITA DO PRÍNCIPE: Empresário Hatiro Shimomoto ac... O diretor-presidente da Organização King de Contabilidade, Hatiro Shimomoto, foi um dos convidados para a visita de Suas Altezas Imperiais, príncipe A...
FOTOGRAFIA: SAL – RICARDO HANTZSCHEL Onde: Instituto Tomie Ohtake (Rua Coropés 88, Pinheiros) Quando: De 06/02 a 29/03/2015 Horário: de 3ª a domingo das 11h às 20h Ingresso: Entr...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *