JAPÃO: Bomba Atômica de Hiroshima completa 68 anos

 

Cerimonial realizado no Parque da Paz em Hiroshima (foto: divulgação)

A cidade japonesa de Hiroshima completou  hoje o 68.º aniversário do lançamento da bomba atômica, que matou centenas de milhares de vidas no final da II Guerra Mundial, numa cerimonia com apelos ao fim da proliferação nuclear.

Durante o memorial, celebrado no Parque da Paz da cidade, foi feito um minuto de silêncio às 08:15 locais, conforme noticiou a agência Efe.

A essa mesma hora, no dia 6 de agosto de 1945, era lançada a primeira bomba atômica em cenário de Guerra, pelo bombardeiro norte-americano Enola Gay. A bomba tinha o nome de código “Little Boy”,  com três metros de comprimento, 71 cm de largura e uma potência equivalente a 13 quilotoneladas de TNT.

Estima-se que a bomba, que detonou a cerca de 600 metros de altura muito próximo do local onde foi erguido o Parque da Paz, acabou de forma imediata com a vida de cerca de 80.000 pessoas.

No final de 1945 o número de mortos era elevado a cerca de 140.000, sem contar as vítimas da radiação nos anos posteriores.

Na cerimônia participou o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, que no seu discurso pediu a abolição das armas nucleares.

O governador de Hiroshima, Kazumi Matsui, filho de um dos sobreviventes da bomba conhecidos no Japão pelo nome de “hibakusha”, defendeu uma Coreia do Norte e um “nordeste da Ásia” livres de armas nucleares e recordou que o Japão ainda sofre, mais de dois anos depois, os efeitos do acidente na central nuclear de Fukushima.

 

Catedral de Hiroshima marco da Bomba Atômica (foto: divulgação)

 

Também pediu ao Governo central mais esforços para “um mundo sem armas atômicas” e mostrou-se preocupado com os desejos demonstrados pelo Japão e Índia de firmarem um pacto de cooperação nuclear.

A cerimônia deste ano reuniu representantes de 70 países, incluindo o embaixador norte-americano no Japão, John Roos.

Depois do ataque sobre Hiroshima, os Estados Unidos lançaram uma segunda bomba nuclear a 9 de agosto de 1945 sobre a cidade de Nagasaki, o que forçou a capitulação do Japão seis dias depois e pôs fim à II Guerra Mundial.

Os ataques atômicos sobre as duas cidades japonesas foram os únicos levados a cabo até hoje.

Em março passado, o número total de “hibakusha” em Hiroshima e Nagasaki era de 201.779, menos 9.051 do que no ano passado, e a sua idade média era de 78,8 anos.

 

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

NEGÓCIOS: Governador do AP se reúne com empresário... O governador do Amapá (AP), Waldez Góes (PDT), esteve em São Paulo no último dia 18 com a missão de apresentar a empresários e industriais novos negóc...
CURITIBA: Nikkei assume comando do Cindacta II O 2º Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta II), organização militar da Força Aérea Brasileira (FAB) sediada na cidade...
ESPORTE: Poliana Okimoto e Jorge Zarif conquistam ...   Poliana Okimoto e Jorge Zarif são os melhores do esporte olímpico brasileiro em 2013. Após votação através de um colégio eleitoral e do públ...
SÃO PAULO: 6º Japan Sul acontece neste fim de sema... Com expectativa de receber um público de mais de 20 mil pessoas, acontece neste fim de semana (3 e 4 de outubro), no Clube da Eletropaulo, em Santo Am...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *