JAPÃO: Investigação conclui que acidente em Fukushima também foi causado pelo homem

O acidente na Usina Nuclear de Fukushima, no Japão, foi “causado pelo homem” e não só pelo tsunami de 11 de março de 2011, conclui uma comissão de inquérito mandatada pelo Parlamento do país no relatório final sobre a catástrofe.

 

A usina de Fukushima após o tsunami de 11 de março de 2011 (foto: divulgação)

 

“É claro que esse acidente foi um desastre causado pelo homem. O governo, autoridades reguladoras e a Tokyo Electric Power Company [Tepco, administradora da central] falharam no seu dever de proteger a vida das pessoas e a sociedade”, diz o documento divulgado hoje (5).

De acordo com os resultados da investigação, “a central nuclear de Fukushima Daiichi encontrava-se em uma situação vulnerável a 11 de março [de 2011], sem garantias de que pudesse resistir a sismos e a tsunamis”.

“Apesar de terem tido uma série de oportunidades para adotar medidas, as agências reguladoras e a Tepco adiaram decisões deliberadamente, não agiram ou tomaram decisões que eram convenientes para si próprias”, acrescenta o relatório sobre a catástrofe.

(da Agência Brasil)

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

PROJETO SATOGAERI: JCI Brasil-Japão inaugura mapa ...   Como o objetivo de estreitar os laços de amizade entre Brasil e Japão, fortalecer o relacionamento entre os membros da JCI do Brasil e do Ja...
SILVIA IN TOKYO: Nagoya Brasil Festa dias 30 e 31 A segunda edição do Nagoya Brasil Festa está programada para os dias 30 e 31 de maio no parque Hisawa Odori Koen.   Nagoya Brasil Festa 2015...
JAPÃO: Brazillian Press Awards Tóquio - Aconteceu no dia 19 de julho em Tóquio, no Japão, o Brazillian Press Awards 2013, tradicional evento que premia e homenageia personalidades, ...
INTERNACIONAL: Proibidos de falar português, preso...   Ewerthon Tobace De Tóquio para a BBC Brasil     O brasileiro Diógenes, de 32 anos, está preso há seis anos numa casa de ...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *