JAPÃO: Sentimento de Manifestação da Sociedade Brasileira é legítimo e chega também ao Japão

Por Miguel Kamiunten

 

Manifestações em Tokyo (foto: Douglas Wakimoto)

 

O sentimento de manifestação da sociedade brasileira é legítimo e vem demonstrar que os brasileiros mesmo com a melhoria do padrão de vida nos últimos 15 anos, não admite mais ser enganado e ter seus direitos oprimidos pela classe política. “Basta” é o sentimento que vem crescendo com o acesso facilitado as informações de como o dinheiro dos contribuintes são manejados.

 

Manifestações em Tokyo (foto: Douglas Wakimoto)

 

Acredito que as manifestações que ocorreram em Nagoya, dia 22 no Central Park e em Tokyo, no dia seguinte no Parque de Yoyo, local muito conhecido dos brasileiros por ser o mesmo local onde ocorre há sete anos o Brazilian Day, maior evento brasileiro da Ásia servirão para que haja uma consciência política e participação na hora de votar. Levantar cartazes e manifestar seus sentimentos pintando seus rostos de verde e amarelo foi um grande avanço. Espero e vou torcer que isso não pare aqui, o sentimento de mudança deve evoluir para uma plena consciência de seus direitos e deveres, mesmo longe do Brasil.

 

Manifestações em Tokyo (foto: Douglas Wakimoto)

 

Participaram em Nagoya cerca mil brasileiros e, em Tóquio, cerca de 500 pessoas, incluíndo alguns cidadãos japoneses e turcos. Diferente de Nagoya, onde a grande maioria tinha menos de 30 anos, Tóquio compareceu mais familias. Dos participantes de Tóquio haviam brasileiros que vieram das províncias de Aichi, cerca de 350 km da capital japonesa, Shizuoka, Gunma, Kanagawa e Saitama

 

Manifestações em Tokyo (foto: divulgação)

A ideia de fazer a manifestação na capital japonesa partiu da jovem Lú Iwai junto com alguns amigos que criaram o evento dentro de uma rede social. Todos os preparativos exigidos pela polícia e pela administração do parque foi feita com a colaboração de amigos e membros da da NNBJ.

 

Manifestações em Tokyo (foto: divulgação)

Acompanho as eleições no exterior desde 1998 e especificamente no Japão, o grau de interesse em participar é muito pequeno. Em 1998, com uma comunidade com mais de 250.000 brasileiros e com mais de 75% desses com direito à voto, somente 365 pessoas votaram. No últimos anos esse número subiu e em 2010, cerca de 4000 depositaram seus votos em urnas no Japão.

 

Manifestações em Tokyo (foto: divulgação)

Acredito que as manifestações que ocorreram em Nagoya, dia 22 e Tokyo, dia 23 servirão para que haja uma consciência política e maior participação na hora de votar. Levantar cartazes e manifestar seus sentimentos pintados de verde e amarelo foi um grande avanço. Espero e vou torcer que isso não pare aqui, o sentimento de mudança deve evoluir para uma plena consciência de seus direitos e deveres, mesmo longe do Brasil.

 

Manifestações em Tokyo (foto: divulgação)

Atualmente tenho 45 anos e continuo trabalhando como coordenador da Universidade Católica de Brasília Virtual e Secretário de Política da NNBJ (Network Nacional dos Brasileiros no Japão).

 

(Miguel Kamiunten)

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

ELEIÇÕES 2014: Candidatos nikkeis veem eleitores ‘... Neste domingo, 5, cerca de 143 milhões de brasileiros aptos a votar irão às urnas em 5.570 municípios para eleger seus representantes para os próximos...
MEDICAMENTOS: Walter Ihoshi reinstala Frente Parla... O deputado Walter Ihoshi (PSD/SP) reinstalou, em Brasília, a Frente Parlamentar Mista para Desoneração dos Medicamentos. O colegiado tem como objetivo...
SILVIA IN TOKYO: BRASILEIRO NO BEISEBOL JAPONÊS OSCAR NAKAOSHI É MAIS UM BRASILEIRO NA LIGA PROFISSIONAL DE BEISEBOL DO JAPÃO   Oscar Nakaoshi. Foto: news.mynavi   Ele é Oscar N...
JAPÃO: São Paulo é superado pelo Kashima Antlers n...   Ibaraki – O São Paulo encerrou nesta quarta-feira (7) em Kashima na província de Ibaraki, sua excursão internacional com a derrota para o Ka...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *