JAPÃO/COMUNIDADE BRASILEIRA: Sabrina Hellsh viaja pelo Japão para divulgar a música brasileira

Brasileira de sobrenome alemão e sangue japonês, a cantora Sabrina Hellsh, 32 anos, chegou ao Japão em 2001. Teve de encarar o trabalho duro nas fábricas, quando morava em Hamamatsu (Shizuoka), mas nunca deixou a veia musical de lado. Deu aulas de música e logo se engajou em projetos com artistas conterrâneos.
Ainda na cidade mais brasileira do Japão, construiu uma cena de Música Popular Brasileira onde, até então, só se ouvia música sertaneja. Em 2004, Sabrina criou a “Casa das Artes”, na cidade vizinha Kakegawa. O espaço durou pouco, mas, como ela define, “foi uma espécie de janela para a cultura brasileira”.

Sabrina Hellsh divulga a música brasileira pelo Japão (Foto: Divulgação)

 

Em fevereiro deste ano, a cantora realizou o sonho de botar o pé na estrada, com o Sabrina On The Road, projeto que, como ela conta, “vinha sendo acalentado há anos”.
Até fevereiro do ano que vem, ela espera visitar incontáveis pontos de norte a sul do arquipélago japonês. A ideia é mostrar o melhor da música brasileira, em cada parada, e encontrar novos parceiros musicais. Pela internet – com um perfil no Facebook e um blog chamado Na Estrada com Sabrina – ela vai mostrando os bastidores da viagem e divulgando sua rota e shows.
Numa das paradas, em Hachinohe, Sabrina conheceu dois músicos japoneses, Tac e Yam, que fazem duo de voz e violão, e voz e percussão, que a deixaram muito animada. Além de gravarem juntos, Sabrina e a dupla japonesa pretendem viajar juntos para o Brasil. “(A turnê) Tem sido melhor do que eu esperava, pois encontrar músico e pessoa que se encaixe assim já no começo da viagem dá um gás para criar e assim, quem sabe, surgem mais parcerias”, comemora.

 

Longa jornada – Cinco anos depois de desembarcar no arquipélago, Sabrina se mudou para Tóquio. Carismática e dona de uma belíssima voz, ganhou espaço facilmente na cena de música brasileira da capital. Tocou em lugares lendários como o Saci Pererê e em outras casas conceituadas como o Praça Onze, o Alvorada, o Aparecida, o Barquinho e o Que Bom!. Em 2008, foi puxadora-de-samba da Nakamise Bárbaros, a maior escola do Carnaval de Asakusa, ajudando na conquista de mais um campeonato. Participou, ainda, de três edições consecutivas do Brazilian Day in Tokyo.
Os projetos não pararam por aí. Junto com o agitador cultural e barista Takashi Horiuchi, Sabrina formou a banda Zamba Ben, que se apresentava nas noites de soul brasileiro chamadas “Terça”. Também foi uma das fundadoras e agitadoras do The Rabadas Cultura Clube, grupo que ocupou o restaurante Que Bom! com festas que reuniram o melhor da música e do cinema brasileiro em Tóquio e em outras cidades japonesas.
Sabrina também se enveredou no cinema e participou do documentário de curta-metragem “Pátria Amada: Brasil”, produzido pelo The Rabadas Cultura Clube e dirigido por Roberto Maxwell. Ela ainda está no elenco do filme “Ikiteiru”, dirigido pelo diretor japonês Yuichiro Konno e produzido pelo coletivo Busstrio.
O teatro é outra arte vivida pela brasileira. Ela fez parte da montagem japonesa do espetáculo “Cargo Tokyo-Yokohama”, do grupo alemão Rimini Protokol. Participou também das montagens “The Girl Problem” e “Wakaru, Ki Mo Suru”, dirigidas e produzidas pela mesma equipe do filme “Ikiteiru”.

A cantora brasileira vem fazendo amizades pelo arquipélago todo. Nas fotos que ilustram essa página, um pouco dos bastidores da jornada dela pelo nordeste do país

 

“A Rosa e o Girassol” –  O primeiro disco de Sabrina é fruto da parceria com o cantor, compositor e instrumentista Arthur Vital. Juntos, eles formaram a dupla Arthur & Sabrina, em 2010, e lançaram “A Rosa e o Girassol”, em todo o território japonês pela Rambling Records. A dupla se apresentou em diversas casas de Tóquio, nos famosos Saravah Tokyo, Motion Blue Yokohama, e fez uma turnê que chegou até Fukuoka, no sul do país. Arthur voltou a morar no Brasil, mas Sabrina segue cantando pelo Japão.

 

[kkytv id=”gvTHsDBpzjg” width=”600″ height=”361″]

 

 

Vídeo: O Barquinho/小舟 Sabrina Hellsh Canal: Moro No Japão

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

INTERNACIONAL: Proibidos de falar português, preso...   Ewerthon Tobace De Tóquio para a BBC Brasil     O brasileiro Diógenes, de 32 anos, está preso há seis anos numa casa de ...
JAPÃO/EDUCAÇÃO: Futuro das crianças no Japão é tem...   Preocupada com o futuro das crianças estrangeiras, principalmente brasileiras, no Japão, a organização sem fins lucrativos (NPO, na sigla em...
MEMÓRIA: Luta de nipo-argentinos ‘quebra’ silêncio... Depois de romper o silêncio na Argentina, a luta do Grupo dos Familiares de Desaparecidos Nipo-Argentinos, que reúne familiares das vítimas dos crimes...
SILVIA IN TOKYO: Nagoya Brasil Festa dias 30 e 31 A segunda edição do Nagoya Brasil Festa está programada para os dias 30 e 31 de maio no parque Hisawa Odori Koen.   Nagoya Brasil Festa 2015...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *