JOGOS OLÍMPICOS 2020: Olimpíada de Tóquio 2020 também será sustentável, diz governadora

O Comitê Organizador dos Jogos Tóquio 2020 trouxe 50 artistas e dançarinos japoneses para sua apresentação durante a cerimônia de encerramento dos Jogos Rio 2016. Vinte deles entraram no estádio do Maracanã deslizando em hoverboards e em fantasias super futuristas, enquanto o hino do Japão tocava e a bandeira do país se formava no meio do campo. O prefeito do Rio, Eduardo Paes, passou a bandeira olímpica ao presidente do COI, Thomas Bach, que passou o símbolo para a governadora de Tóquio, Yuriko Koike.

 

Governadora de Tóquio quer aplicar ‘conceito de 3Rs’. Foto: divulgação

Governadora de Tóquio quer aplicar ‘conceito de 3Rs’. Foto: divulgação

 

Para expressar o agradecimento pelo apoio que recebeu após a tragédia de 2011, quando terremotos deixaram mais de 15 mil mortos no Japão, um grande “arigato” (obrigado em japonês) foi formado durante uma coreografia de crianças japonesas, exibida nos telões.

Os organizadores explicaram que o agradecimento foi também pela oportunidade de sediar os Jogos Olímpicos pela segunda vez e pelos maravilhosos Jogos Olímpicos Rio 2016. As palavras foram soletradas por estudantes de escolas de Tóquio e de três cidades atingidas pelos desastres (Iwate, Miyagi e Fukushima).

A grande surpresa da apresentação japonesa foi a chegada do primeiro-mistro do país, Shinzo Abe. Para não perder a hora, ele contou com uma ajudinha do personagem de videogames Mario Bros. Após uma projeção que passou por pontos turísticos de Tóquio, Abe surgiu de um cano verde no meio do campo, usando o chapéu do astro do famoso jogo.

O símbolo de Tóquio 2020 foi apresentado e estampado no meio do palco. Ele foi inspirado no padrão tradicional de xadrez japonês chamado “ichimatsu” e tem como conceito a diversidade e a harmonia. Uma coreografia com 45 peças luminosas tomou conta do estádio, com dançarinos japoneses.

Ao final, as peças formaram uma imagem urbana da capital japonesa, com o Monte Fuji, o prédio do governo municipal, a ponte do Arco Íris e outros marcos. Uma grande escultura saiu do cano verde representando o Skytree, uma das torres mais emblemáticas de Tóquio.

Tóquio já foi sede de Jogos Olímpicos, em 1964. Em 2020, a capital japonesa volta a receber o megaevento, entre os dias 24 de julho e 9 de agosto.

A governadora de Tóquio disse que pretende dar continuidade ao que foi feito no Rio, “seguindo o exemplo do baixo custo, da sustentabilidade e sem elefante branco e desperdício”. “Vamos trabalhar ainda com o que chamamos de ‘conceito de 3Rs’, que é reduzir, reutilizar e reciclar. Esses são os princípios que nortearão os Jogos Olímpicos de 2020”, disse Yuriko Koike.

 

(Fonte: Site Rio 2016 – com Agência Brasil)

 

 

 

Related Post

SOFTBOL: Nikkei Curitiba é heptacampeã Brasileira ...   Nikkei Curitiba heptacampeã (Foto: Nelson Yajima)   Com uma vitória sobre Maringá por 5 a 2, a categoria mirim do Nikkei de Curi...
SOFTBOL: Gigante-Gecebs é Campeã da 10ª Taça Brasi...   Disputado nos dias 16 e 17 março, no campo do Nikkey Clube de Marília, na cidade de Marília - SP, a 10ª edição da Taça Brasil de Softbol Fem...
PARCERIA BRASIL-JAPÃO: São Paulo ganha projeto iné... A partir de amanhã (28), a cidade de São Paulo recebe o descarte ON, projeto piloto de logística reversa de resíduos eletroeletrônicos. Resultado de p...
MARÍLIA: Médico Keniti Mizuno assume presidência d... O médico ortopedista, Keniti Mizuno, é o novo presidente do Nikkey Clube de Marília. A eleição ocorreu neste mês e o mandato da nova diretoria começou...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *