JOGOS OLÍMPICOS: Em SP, entidades nipo-brasileiras lançam site para turistas japoneses

Não será por falta de informações que os turistas japoneses que eventualmente passarem por São Paulo – seja para fazer escala ou a passeio – durante a realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 ficarão desamparados. A exemplo do que aconteceu na Copa do Mundo de 2014, as cinco principais entidades nipo-brasileiras mais uma vez se mobilizaram e criaram um site especial de orientação aos visitantes japoneses. O trabalho da Comissão Nipo-Brasileira de Apoio às Olimpíadas será orientado pelo Consulado Geral do Japão em São Paulo.

A apresentação à imprensa nikkei foi feito no último dia 5, no Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social) e contou com a presenças de representantes das entidades envolvidas: Kenren (Federação das Associações de Província do Japão no Brasil), Enkyo (Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo), Aliança Cultural Brasil-Japão e Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil,  além do Bunkyo. O cônsul para Assuntos Políticos e Gerais, Jiro Takamoto, também esteve presente.

Desta forma, os turistas que estiverem na capital paulista nesse período poderão obter informações não só relacionadas a tudo que estará acontecendo nos Jogos como também terá dicas de hospedagem, de lazer e de  segurança, além de informações de como proceder em caso de assalto ou ainda como se proteger do mosquito Aedes aegypti, transmissor do vírus  da dengue, zika e chikungunya ou, na pior das hipóteses, o que fazer caso apresente sintomas das doenças.

 

Claudio Kurita apresenta o site à imprensa observado pelos representantes das entidades nikkeis. Foto: Jiro Mochizuki

Claudio Kurita apresenta o site à imprensa observado pelos representantes das entidades nikkeis. Foto: Jiro Mochizuki

 

Como acessar – Tanto o site (www.bunkyo.org.br/ja-JP/rio2016) como o Facebook (www.facebook.com/rio2016.nikkey.brazil/?ref=bookmarks) já estão em funcionamento. Também é possível acessar a página através do site de cada entidade e, futuramente, dos jornais da comunidade nipo-brasileira.

Responsável pela coordenação dos trabalhos, Claudio Kurita explicou que o conteúdo no site está todo em japonês. Apenas no Facebook há informações também em português, “mas a prioridade é sempre o idioma japonês”. “O objetivo é atender os turistas japoneses e os residentes no Brasil que dominam o idioma japonês”, explicou Kurita, acrescentando que as páginas serão atualizadas quase que diariamente com notícias do Rio de Janeiro e de São Paulo, “além de eventos da comunidade nipo-brasileira”. “A ideia é promover também a integração entre os turistas japoneses e a comunidade nikkei”, contou.

O cônsul Jiro Takamoto justificou a criação do site afirmando que, apesar de o Rio de Janeiro concentrar praticamente todas as atividades relacionadas às Olimpíadas – exceto o futebol, que terá jogos também em outros Estados – o governo japonês considera São Paulo “muito importante” por três razões.

 

Tarefas – Primeiro, porque algumas delegações japonesas, como a de rugbi e a de natação escolheram São Paulo para sua aclimatação e treinamentos. Segundo, porque existe uma preocupação quanto à segurança dos turistas japoneses que virão para São Paulo e, finalmente, porque São Paulo concentra a maior comunidade nikkei do país.

E até por isso, conta Takamoto, trata-se de um momento propício para que a comunidade, empresas japonesas instaladas no país e o Consulado Geral do Japão em São Paulo se reúnam para promover uma ação em conjunto para receber bem não só os turistas japoneses como também as delegações japonesas”, disse Takamoto, destacando que a previsão é receber o mesmo número de turistas japoneses que vieram assistir aos jogos da Copa do Mundo em 2014. Apesar de não ter uma estatística oficial, Takamoto explica que a previsão era de que 10 mil japoneses viessem ao Brasil.

 

Tarefas – E como na Copa do Mundo, cada entidade participante ficará responsável por um setor, no caso, aquele em que é “especializado”. O Enkyo, por exemplo, ficou encarregado pela área de saúde. Tanto o presidente da entidade, Yoshiharu Kikuchi como o cônsul Jiro Takamoto, confirmaram à reportagem do Jornal Nippak que o risco de contrair o zika vírus, ao lado do alto índice da criminalidade, especialmente n o Rio de Janeiro, são as principais preocupações da Comissão e do Governo Japonês. Para o cônsul, são preocupações também do governo japonês.

Kikuchi explicou que, em São Paulo, os atendimentos médicos aos turistas japoneses serão concentrados no Hospital Santa Cruz, Hospital Nipo-Brasileiro e no Ambulatório Médico do Enkyo no bairro da Liberdade.

 

DNA – Segundo Kikuchi, a entidade distribuirá três mil cartões, em São Paulo e no Rio de Janeiro, com endereços e telefones dos hospitais, que terão atendimento 24 horas para esses casos.

Já Yasuo Yamada, presidente do Kenren, encarregado da hospedagem, admitiu que “até agora não recebemos nenhum comunicado de nenhuma província”. Para Toshifumi Murata, da Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil, a tarefa será dar suporte às empresas associadas. “Vamos colaborar para buscar um único DNA japonês”, disse Murata.

Já o presidente da Aliança Cultural Brasil-Japão, Yokio Oshiro explicou que ficou surpreso ao comunicar aos alunos que, como membro da Comissão Nipo-Brasileira de Apoio às Olimpíadas, a Aliança necessitaria de voluntários para atuar coo intérpretes.

“A receptividade foi muito grande e surgiram muitos candidatos”, conta Oshiro, destacando que a ideia é disponibilizar os nomes dos voluntários com telefones e endereços de e-mails no site oficial e nos materiais de divulgação que por eventualidade venham a ser distribuídos para os turistas japoneses. “Quando necessário, também poderemos dispobilizar gente para atuar em eventos externos”, antecipou.

 

Hina Ningyo – Além do site, a Comissão também trabalha na organização de outros eventos, como a transmissão do jogo de futebol masculino entre as seleções do Japão e da Suécia, que se enfrentarão no dia 10 de agosto, às 19 horas. O evento será realizado no Espaço Multiuso do Bunkyo. Kurita lembra que, no mesmo dia jogam Brasil e Japão no vôlei feminino. Como o confronto está marcado para às 22h35 (horário de Brasília), a ideia é transmitir flashes da preparação durante a transmissão de futebol.

Outra ação programada é uma visita a um dos treinos abertos da seleção japonesa masculina de rúgbi, que realizará sua preparação no Clube Atlético São Paulo. Falta confirmar o dia, se 31 de julho ou 3 de agosto.

Por último, a Comissão planeja a doação de cerca de 150 kits de Hina Ningyo (bonecas japonesas) que serão expostas pela Associação Japonesa de Arte Esportiva durante os Jogos Olímpicos. O material deve ser distribuído para entidades e apoio da comunidade nipo-brasileira.

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     

    Related Post

    ESPECIAL: Associação Okinawa Kenjin do Brasil come... Fundada em 22 de agosto de 1926 com o nome de Kyuyo Kyokai, a Associação Okinawa Kenjin do Brasil (AOKB) comemorou seu 90º aniversário de fundação com...
    SILVIA IN TOKYO: NOVO TUFÃO TRARÁ FORTES CHUVAS EM... MESMO NAS ÁREAS AFASTADAS DO TUFÃO, AS CHUVAS PODEM SER INTENSAS       O novo tufão número 13 que se formou nesta terça-feira...
    BUDISMO: Missão Sul Americana da Ordem Otani do Bu... A publicação do livro “60 Anos Através das Imagens” foi organizada e editada pela Missão Sul Americana do Budismo Shin da Ordem Otani. A obra apresent...
    ATIBAIA: 36ª edição da Festa de Flores e Morangos ... O Parque Municipal Edmundo Zanoni já está recebendo os últimos retoques para a realização da 36ª edição da Festa de Flores e Morangos de Atibaia, que ...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *