JOJOSCOPE: Life by Lufe especial Japão

O fotógrafo Lufe Gomes partiu munido apenas de sua excepcional sensibilidade, para uma imersão num Japão profundo. Foi um roteiro inusitado, pousando em templos e caminhando por silenciosos percursos de peregrinação. Nada de rotas turísticas desenhadas por guias. Nem tampouco, foi uma viagem perseguindo clichês.

 

“Mais uma jornada, destas que me jogo intensamente, está chegando ao fim. E cada vez mais percebo que sou um cara de constantes buscas pessoais. Busca no sentido de curiosidade, de querer perceber o mundo através de outros olhares que não sejam tão finitos ao meu único saber pessoal. Há tanto a ser visto e aprendido neste planeta. Tanto… O caminho continua. Ele sempre continuará. Este em especial me mostrou o quanto é simples viver. Eu pensava que chegaria ao “futuro” com pessoas inteligentíssimas, tecnologias a frente da nossa imaginação e que tudo fosse o mais perfeito como se estivéssemos em uma realidade idealizada. Realmente vim para o futuro, mas que me mostrou muito mais que tecnologia. Mostrou que educação nos mínimos detalhes te leva a patamares de desenvolvimento que em nada tem a ver com a melhor tv, carro ou equipamentos eletrônicos. A relação de respeito ao próximo me encantou. Mesmo com tamanha modernidade, observar a natureza é o grande prazer dos japoneses. Folhas amarelas e vermelhas, rios, jardins, montanhas, animais. Simples não é? Quero um futuro assim. Minhas maiores lembranças serão os “arigatou”s, os “bem vindos”, os sorrisos incessantes de todos ao nosso redor. Agora, aqui já olhando Tokyo ficando para trás, me lembro de cada momento que presenciei e fui surpreendido com tamanha cordialidade. Muito obrigado a toda luz que me permitiu estar aqui estes dias em um caminho pessoal e podendo dividir com vcs esta experiência, que acreditem, é muito mais que uma viagem de turismo. Aliás, Arigatou, muito obrigado, não é só o que tenho a dizer com a mais pura força do meu coração. É tbem a expressão mais falada no Japão e que representa muito bem o caminho de luz que acredito ser bacana seguir. Muito obrigado. Arigatou Gozaimasu!!! A todos e o tempo todo”. Foto: Alexandre Disaro

 

Para esta imersão foi necessário estar com o coração aberto para acolher o inesperado, o desconhecido e o imprevisível. Estar vazio e isento. Lufe optou por este estado de espírito para entrar fundo na alma japonesa. E conseguiu entrar nas dimensões ocultas do universo japonês. Como poucos conseguiram até agora.

Seu projeto Life by Lufe no Japão começa com esta matéria, de uma família em Narai, nos Alpes japoneses.

“Caminhar pela pequena cidade de Narai é uma viagem no tempo. Tudo preservado. As lojinhas, a arquitetura original do Japão antigo, as montanhas ao redor, as cores de outono. A casa de Yutaka tem 220 anos e ele é a oitava geração a cuidar deste estabelecimento conhecido como ryokan, pequena hospedaria típica do Japão. No passado, esta ryokan recebia os viajantes que faziam o caminho entre Kyoto e Tokyo. Ali ele mora com a esposa, Noriko, e as filhas, Suzuhi e Kotose. Eles fazem tudo sozinhos. Às vezes contam com a ajuda da mãe de Yutaka, Kikumi. Recebem, organizam as camas e cozinham uma das mais deliciosas experiências gastronômicas que tive por lá. Observem os detalhes da construção, os tatames, as escrituras nos quadros, as paredes de madeira e papel de arroz. Entre nesta viagem e conheça um típica casa japonesa, com a tradição bem mantida e valorizada por esta família que é só sorrisos. Estar ali alimenta a alma e recarrega energias para uma vida inteira. Todas as fotos aconteceram em tempo real, sem pausa, incluindo o ritual do jantar e do café da manhã”

 

Clique na foto para entrar no site Life by Lufe Foto: Lufe Gomes, 2014

Clique na foto para entrar no site Life by Lufe Foto: Lufe Gomes, 2014

 

 

 

Fonte: 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

AKIRA SAITO: FELIZ 2017 Que o ano de 2017 seja desde seu início, um ano de fortalecimento, de grandes conquistas, de autoconhecimento e auto aperfeiçoamento. O Shogatsu (lite...
MEIRY KAMIA: Aprenda a enfrentar a timidez Comunicação, sociabilidade, apresentações de projetos, são habilidades cada vez mais valorizadas pelas empresas. E a timidez pode atrapalhar (e muito)...
LEGISLAÇÃO com FELÍCIA HARADA: PLANOS DE SAÚDE   Entra ano passa ano, assistimos, com tristeza, o pesadelo das pessoas para correr atrás de planos de saúde compatível com seus ganhos. Princ...
CANTO DO BACURI > Mari Satake: Descer a rampa   Chegou sozinha. Imponente, com passos lentos, desceu a rampa apoiada em sua bengala. Lá em baixo, parou e com o olhar fez um giro pelo e...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *