JORGE NAGAO: Aí o Brasil Dançou, Filha!

– E aí, mãe, porque todo mundo só fala em 1964? – perguntou Paulinha.

– Já, já, te explico, querida.- disse a mãe, AídaTadura.

Aí, cinco minutos depois, Aída volta da cozinha e capricha no relato.

– Aí, em 1961, o presidente Jânio Quadros, renunciou ao cargo deixando o país perplexo. Aí, o Congresso não queria que o vice João Goulart, o Jango, assumisse a Presidência. Aí, implantou-se o Parlamentarismo, com Tancredo Neves como primeiro-ministro. Aí, em 1963, foi aprovado o Presidencialismo,  e Jango virou presidente. Aí, Jango foi governando até que em 13.03.64, fez um comício na Central do Brasil pedindo reformas de base e reforma agrária que desagradaram aos conservadores. Aí, os militares, os empresários, a imprensa e setores da igreja se mobilizaram contra Jango. Aí, os EUA deram o sinal verde e enviaram navios que chegaram  pra dar uma força armada às Forças Armadas caso houvesse resistência do governo Jango. Não houve. Aí, tinham que legalizar aquela situação.  Aí, veio o AI-1 com o marechal Castelo Branco, o novo presidente da República.

– AI-1? – O que foi isso aí?- quis saber a menina.

– AI, Ato Institucional número 1, podia cassar mandatos, prender comunistas, mas prometia devolver o poder aos civis em 1966. Aí veio o AI-2 que cancelou o AI-1 e  cassou os direitos políticos dos presidenciáveis e apresentou o novo presidente. A democracia não ia pra frente, ia de Costa e Silva. Aí, quando você, Democracia, foi embora fez-se noite em nosso viver; a travessia, caminho de pedra, “como posso sonhar?”, cantaria mais tarde Milton Nascimento. Arthur Costa e Silva também dizia que seria o último militar presidente. Aí, ele mesmo implementou  o AI-5 que fechou tudo de vez. Aí valia tudo: cassação, prisão, censura, tortura, ai, ai, ai, ai! Doente, foi afastado do cargo pelo triunvirato militar que impediu a posse do vice civil Pedro Aleixo. Dois meses depois, em outubro de 1969, assume o Gal. Médici que inspirou “Apesar de você”, canção que o Brasil cantou mas acabou censurada: hoje você é quem manda/ falou tá falado/ não tem discussão… Nesse período, Dom Hélder Câmara, arcebispo de Olinda e Recife, denunciou na Europa o que acontecia no Brasil e por isso foi indicado quatro vezes ao Prêmio da Paz. Mesmo favorito em 1974, por misteriosos motivos, não foi o escolhido.

– Mãe, antes de continuar, respire fundo e tome um pouco de água, que eu espero- disse Paulinha, notando a agitação da mãe.

– Obrigada, filha. Bem, aí vem o general Geisel. Nesse governo, em 1974, o MDB elegeu diversos senadores nos principais estados. Aí, em 1975, fizeram o que fizeram com o Vladimir Herzog. Aí, a ditadura começou a cair, enfatiza Audálio Dantas, presidente do sindicato dos jornalistas na época. Inicia, então, a Abertura lenta, gradual e segura que devolveria o poder aos civis. Aí começam as greves no ABC, lideradas por um tal de Lula. Aí, nas eleições de 78, Lula ajuda a eleger Montoro senador e o suplente FHC. Em 1979, toma posse o general João Figueiredo. Aí veio a Anistia que é objeto da polêmica atual sobre o julgamento dos torturadores. Em 1982, depois do nefasto episódio do Riocentro, o PMDB elege governadores nos estados mais importantes. Em 1984, Maluf já estava se achando presidente da República quando ACM e seus aliados  abandonam Pauluf, corruptela de Paulo Maluf,  e aderem à candidatura de Tancredo Neves que vence a disputa no Congresso Nacional. Aí, acontece o imprevisto, Tancredo é internado na véspera da posse. Aí assume José Sarney, mas aí acabava o regime militar.

– Caramba, mãe, você sofreu muito nesse tempo todo. Que sorte que eu tive de nascer um ano depois dessa confusão toda. – concluiu a Paulinha.

– Pois é, depois de aí em aí, 50 anos depois chegamos até aqui. Aí vem a Copa, aí vem as eleições, mas aí é futuro, só especulação. Aí, é hora de se preparar para o que vem por aí, filha.

– É isso aí, mãe!

 

===========================================================

 

 

Jorge Nagao

além do Nippak e www.nippak.com.br,  também está na constelação do www.algoadizer.com.br.  E-mail: jlcnagao@uol.com.br

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

HAICAI BRASILEIRO O Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô...
AKIRA SAITO: Garra de Campeão   “Quando entramos em uma competição em que a bandeira do nosso grandioso País está em nosso peito, a garra floresce de forma inexplicável” &nb...
ERIKA TAMURA: Ataque norte coreano   Pela primeira vez, nesses 15 anos de Japão, senti um certo medo em morar aqui. A culpa de tudo isso é a Coréia do Norte, que está fazendo um...
CANTO DO BACURI > Francisco Handa: Entardecer em o... Entardecer em outono Outono vai morrendo No fundo Mais profundo do poço Em que nenhuma luz Consegue entrar Os medos habitam Este lugar As ...

One Comment

  1. Manogao. A hitorinha é linda. Só que a Paulinha deve está meio confusa, porque, hoje estamos vendo algo diferente, trocaram os comunistas torturados, pelo povo. Hoje o povo e quem está sendo torturado, e pior, não por um governo ditatorial, mas sim por um governo que se diz socialista, e que tudo permite, desde de corrupção, falta de sáude, falta de locomoção, moradia, sucateamenteo, gastos desnecessários (caso Petrobrás), em suma Paulinha está entre a cruz e a espada. Oxe mainha!

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *