JORGE NAGAO: APOCALÁPIS

“o mundo dá 12 passos rumo ao medo. a imprensa e, em especial os cartunistas, 

deram 4 rumo à certeza de que não podem se render. 

                         (Orlando Pedroso no blog do uol, 07.01.14)

 

opp_0

 

Nunca os cartunistas estiveram na mídia como na última semana. Como ex-cartunista e modesto ex- colaborador do Pasquim, nosso ‘Hebdo”, senti profundamente    a dor dessa tribo dos lápis, canetas e pinceis. E, no day after, escrevi esses mini-poemas, e outro com os problemas do ano novo, além de Atlectual.

 

JE SUIS CHARLIE

LUTO
PELO MASSACRE
DESOLAÇÃO.

LUTO
PELA LIBERDADE
DE EXPRESSÃO.

 

…………………………………

 

Je suis Charlie
Nous sommes Charlie
Porque ningún hombre
Es una isla.
Isla mismo.

 

====================================================================

 

FELIZ ÔNUS NOVOS (jn)

Começou o ano da fartura.
Farta água. Farta luz.
Farta grana. Farta tudo.

Busão, metrô, tarifa subiu
Diga-se de passagem.
Material escolar, tudo caro,
meu caro, sacanagem.

E ainda vem IPTU
E IPVA, vixe!
Viva dois mil e crise!

 

===================================================================

 

ATLECTUAL

 

A vida começa(a piorar) aos 40.Cabelos grisalhos, pança proeminente, dor aqui, ali, são alguns sinais que pedem uma atitude para ter uma vida saudável com a qualidade devida.

Tem gente que prefere ser atleta. Investe seu tempo e energia em academia para manter o corpo sarado aliado a uma alimentação equilibrada que afasta doenças e vive numa boa.A obsessão pelo bem estar físico, contudo, pode torná-la sem graça no bate-papo.

Há quem prefira a vida de intelectual. Lê e escreve compulsivamente desde que abre os olhos  até dormir. Admirado por sua cultura, no entanto, não cuida do físico, se alimenta de qualquer jeito, por isso adoece com frequência e pode ter uma vida breve.

Físico e mente, o que é melhor? Nem um, nem outro.

O melhor é o equilíbrio entre o atleta e o intelectual. Para ser uma pessoa interessante, é preciso também cuidar tanto do corpo quanto da mente. Repito o toque latino: mens sana incorpore sano.

É muito legal ser sarado ou intelectual, mas que tal ser um mix dos dois? Nem 100% atleta nem 100% intelectual: seja um atlectual ou inteleta, você decide. Millôr, mesmo depois dos oitenta anos, preferia trotar em vez de simplesmente caminhar para não ouvir dos rapazes:

– Cara, ele ainda anda…

Mire-se no exemplo do setentão Chico Buarque que diz que se não andar/correr seu trabalho não anda. Ou seja, é preciso que haja um equilíbrio entre os lados atleta e intelectual.

Pensando bem, à medida que se envelhece, a solidão é a nossa principal companhia. Enquanto a saúde se degrada apesar de todos os cuidados, a memória também falha dia sim, outro também. Então, é importante ter uma vida espiritual que nos conforte. Oração ou meditação, a busca da serenidade é essencial para contornar os inevitáveis solavancos da vida.

Uma vida plena de paz, saúde e conforto é uma utopia. O melhor caminho, creio, é ser um atlectual.

 

 

===================================================================

jorge-nagao

Jorge Nagao

além do Nippak e www.nippak.com.br,  também está na constelação do www.algoadizer.com.br.  E-mail: jlcnagao@uol.com.br

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

ERIKA TAMURA: Palestra de Gestão Empresarial no Ja... No dia 16 de maio, assisti a uma palestra de Gestão Empresarial, com o tema: Melhoramento Contínuo. O palestrante foi o professor Francisco Pereira Fr...
ERIKA TAMURA: O meu retorno ao Brasil  Faz um mês que cheguei no Brasil, apesar dos pesares, estou amando viver por aqui. Amo o Japão, respeito muito o país que me acolheu, me deu condiçõe...
BEM ESTAR: No limiar de um Novo Ano Feito o balanço de mais um ciclo de vida, dos anos vividos, vem o momento de renovação, inflando o coração e a mente de promessas das mudanças e esper...
AKIRA SAITO: AVENTURA NO JAPÃO – PARTE 4   Bom, este é o último artigo que faço aqui do Japão, um país de beleza excepcional e cheio de conceitos admiráveis.     Saí de...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *