JORGE NAGAO: ARIGATOO, TOMIE!

Tomie Ohtake com os filhos, Ruy e Ricardo (crédito Julio Taubkin)

Tomie Ohtake com os filhos, Ruy e Ricardo (crédito Julio Taubkin)

 

Tomie Nakakubo vivia no Japão mas sentia uma estranha atração pelo Brasil onde vivia o seu irmão rebelde que imigrou porque causava problemas por lá. Tanto pediu  que sua mãe consentiu que ela viesse para cá com outro irmão, para saber como vivia o mano no Brasil. Chegaram em 1936. Quando planejavam a volta, porém, estourou a guerra  sino-japonesa obrigando-os a ficar por aqui. Graças a Deus, disse ela numa entrevista recente, pois se apaixonou por este país tropical abençoado por Deus. Conheceu o engenheiro agrônomo Ushio Ohtake, também japonês, com quem se casou e teve dois filhos, Ruy e Ricardo. A família estabeleceu-se na Mooca, na capital paulista.

Com os filhos criados, em 1953, aos 40 anos, finalmente dedicou-se à pintura. Iniciou com o artista Keisuke Sugano, integrou o Grupo Seibi com Manabu Mabe, Tikashi Fukushima, Flávio Shiró e Tadashi Kaminagai. Em 1957, expôs no MAM, Museu de Arte Moderna.

Em 1961, estreiou na Bienal de São Paulo. Revelou afinidade com a obra do pintor norte-americano Mark Rothko,  “na pulsação obtida em suas telas pelo uso da cor e nos refinados jogos de equilíbrio” escreveu Cecília França Lourenço, ao comentar a obra de Tomie Ohtake  quando ela atingiu um nível de maturidade, compara com a obra da artista com a de Fukushima e Mabe,  no contexto que os três tinham “certa contenção, sem permitir extravasar totalmente a emoção da obra”.

Naturalizou-se brasileira em 1968. A partir dos anos 1970, passou a trabalhar com serigrafia, litogravura e gravura em metal, informa o Wikipédia. Participou da Bienal de Veneza em 1972. Abandonou a arte figurativa, adotando o Abstracionismo.

Sua arte na década de 80, foi influenciada por outros artistas como o pioneiro Tomoo Handa. Tomie se destacou também com esculturas em grandes dimensões em espaços públicos. Na 23ª Bienal Internacional de Sao Paulo, em 1995, teve uma sala especial de esculturas. Foi parceira de Oscar Niemeyer no Auditório Ibirapuera. Enquanto ele cuidou da parte externa, ela construiu uma grande escultura vermelha, de gesso, que encanta os visitantes.

Consagrada, trabalhava todos os dias, mesmo depois de completar 100 anos.

 

 

As obras públicas

A arte de Tomie Ohtake ameniza a vida do paulistano. Está na estação do metrô Consolação, na 23 de maio – a obra dos 80 anos da imigração japonesa-, na Avenida Paulista, no Memorial da  América Latina – obra que está sendo reconstituída após o incêndio-  no MAC, Museu de Arte Contemporânea entre outras tantas. Em Santos, cidade onde aportou o Kasato Maru, na praia José Menino, tem uma belíssima escultura que Tomie fez em homenagem ao centenário da imigração.

Por tudo isso, ela era chamada de A Grande Dama da Pintura Brasileira.

PS- Leia a biografia de Tomie Ohtake feita por Meire Kusumoto para a revista Veja:

http://veja.abril.com.br/infograficos/especiais/tomie-ohtake/index.shtml

 


 

 

 

HAICAIS NA FOLIA (jn)

 

I
Bateria tem bambas,
com calma, essa ala é a alma
da escola de samba.

 

II
É gay, na folia,
na quarta, descarta
volta homofobia.

 

III
Uma festa nobre
Perfeita, amigo, feita
por gente bem pobre.

 

IV
Curta de montão,
Cachaça, já sabes, parça,
não é água, não!

 

 

MEU CARNAVAL

Bateria, no notebook.
Confete, chocolate confeti.
Serpentina, de chopeira.
Vassourinhas, pra fazer a faxina.
Mangueira, desativada, agua rdando.
Vai-Vai, vai-vai dormir que é melhor.
Bloco, blocosonline.com.br

 

Destaque, livros, pondo em dia.
Baianas, Gal e Bethânia, no Youtube.
Alegoria, alegria de japonês.
Passarela, passar ela, a roupa.
Frevo, frevo água e faço um café.

Quesito chuva, nota dez! Nota dez!

Fim, quarta-feira, 50 tons de cinza.

 

 

===================================================================

jorge-nagao

Jorge Nagao

além do Nippak e www.nippak.com.br,  também está na constelação do www.algoadizer.com.br.  E-mail: jlcnagao@uol.com.br

 

 

 

 

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

Beleza by YUMI KATAOKA: A importância da hidrataçã...   Olá Amigas, hoje iremos falar um pouquinho sobre a pele e os cuidados diários que fazem toda a diferença na maquiagem, e para isso, conto co...
AKIRA SAITO: NEGATIVISMO “Um copo dágua pode parecer meio vazio, mas também pode parecer meio cheio, depende de como você o vê”   Atualmente o mundo em que vivemos pa...
ERIKA TAMURA: Joso, enchente no Japão aflige os br... Durante 17 anos, morei em Joso, na província de Ibaraki no Japão. E foi com muita dor no coração que acompanhei pela TV todo o drama vivenciado, d...
CAMPO GRANDE: ‘Maior e com mais atrações’, Bon Odo...   Considerada a maior festa da comunidade japonesa de Campo Grande (MS), o tradicional Bom Odori chega este ano a sua 30ª edição. O evento mar...

One Comment

  1. Vida LINDA nos lega a Artista Tomie Ohtake: será EXEMPLO e INCENTIVO!!!

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *