JORGE NAGAO: Corínthians, faz me rir! e Balanço do Brasileirão

 

Corínthians, faz-me rir!

 

O Corínthians de 2017 que faz os adversários chorar já os fez rir muito nos anos 60. No final dos anos 50 e início dos 60, dizia-se que, quando uma moeda era lançada ao alto, se desse cara, o campeão seria o Santos; se desse coroa, quem vencia o Paulista era o Verdão; se ela caísse de pé, o São Paulo levaria o título; o Corínthians só seria campeão se a moeda parasse no ar.

Curtindo o livro ” O pior do futebol”, do apresentador Felipe Andreoli, Panda Books, relembra essa história engraçada, para os anti, sobre a seca corinthiana que durou 23 anos. Muitos corinthianos não vão gostar de ler isso mas história é história e viva a gozação!

No Paulista de 1961, após 11 jogos, o SCCP venceu 2 jogos, empatou 2 e sofreu 7 derrotas. O hit daquele ano era Faz me rir, cantada por Edith Veiga. Algum gozador começou a dizer que “o Corínthians faz me rir” e o apelido pegou. O alvinegro até reagiu no segundo turno mas tomou de 7×0 da Portuguesa, aí não teve jeito já estava carimbado como faz me rir.

No auge da crise, Gilmar, o grande goleiro, brigou com o presidente do clube e se transferiu para o Santos. Lá foi bicampeão mundial de clubes e campeão mundial pelo Brasil, no Chile.

Agora, corinthiano, volte a rir com seu Timão.

 

 


 

Brasileiro, 30.08.17

 

Neste campeonato, o destaque são os times paulistas. No top 4, Corínthians, Santos e o Palmeiras. O São Paulo, vice lanterna, é o destaque negativo, na companhia dos catarinenses Avaí e Chapecoense. SC que há poucos anos tinha 4 clubes na série A corre o risco de ficar sem nenhum em 2018.

Na Segundona, quase sempre tem um grande clube. Neste ano, está o glorioso Internacional.

Enquanto, uns pensam na Libertadores e Copa Sul Americana, outros lutam para não cair.

Os cariocas parecem não correr riscos neste ano. Galo e Cruzeiro estão no meio da tabela.

O Grêmio, se não tivesse poupado seus titulares, poderia estar disputando o título, assim como o Santos que vem de 4 empates seguidos, e o Corínthians mesmo perdendo duas partidas em casa, continua folgado na ponta.

Nunca a expressão “futebol é uma caixinha de surpresas” foi tão verdadeira. No clássico, Flu x Vasco, o primeiro não perdia há 5 partidas e o segundo não vencia também há 5 jogos, pois o Vasco venceu bem por 1×0. O lanterna ACG visita o líder no Itaquerão e sai com uma vitória, como o Vitória saiu com uma vitória na semana anterior. O Timão parece que mudou de rota. rsrs O tricolor paulista mesmo com craques como Rodrigo Caio, Hernanes e Lucas Prato,  não decola e preocupa a torcida. O Fla que não vencia com a chegada de Rueda agora está  entre os cinco melhores. A Ponte vinha bem mas se continuar vacilando pode cair pra B.

Nunca teve tantos sul-americanos como nesse Brasileirão: Guerrero, Berrio, Copete, Guerra, são os destaques. Nestas Eliminatórias eles enfrentarão o Brasil de Tite e Neymar. Muita emoção ainda vai rolar. Prepare o seu coração. E bola pra frente!

Este é o Brasil: país do futebol, do fuleco, e agora é do Fufuca. God save the Brazil!

 

JORGE NAGAO

JORGE NAGAO

além do Nippak e www.nippak.com.br,também está na constelação do www.algoadizer.com.br.
E-mail: jlcnagao@uol.com.br
JORGE NAGAO

Últimos posts por JORGE NAGAO (exibir todos)

     

     

     

    Related Post

    ERIKA TAMURA: A importância da qualificação do tra...   No artigo dessa semana vou ressaltar um assunto que venho falando insistentemente, e que infelizmente, a comunidade brasileira que vive no J...
    JORGE NAGAO: O japonês da Federal   Newton Ishii, chefe do Núcleo de Operações da Polícia Federal de Curitiba-PR, sede da Lava-Jato, foi o personagem nikkei da semana passa...
    SILVIO SANO: Ainda uma longa estrada… Qualquer saída do lugar em que se nasce, seja como for, sempre é valiosíssima porque, no mínimo, contribui para o engrandecimento pessoal, mesmo que n...
    SHIGUEYUKI YOSHIKUNI: Ó N G Á E S H I O Crisântemo e a Espada de Ruth Benedict (foto: divulgação) Há um livro “O Crisântemo e a Espada” da antropóloga Ruth Benedict, já bem antigo, edi...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *