JORGE NAGAO: Fala, Temer!

Temer com amigos: dois presos, hoje; outros 2 indiciados.

 

O G1 divulgou 82 perguntas pela Polícia Federal no “interrogatório por escrito” apresentado a Michel Temer. Uma cópia foi entregue à Rede Globo e divulgada pela repórter Camila Bonfim. Tiririca “açeçora” o presidente do golperno. A quantas ele responderá? Leia algumas questões do “vestibular da queda”:

 

1. Qual a relação de Vossa Excelência com Rodrigo da Rocha Loures?

T:  Era o meu laranja favorito. Não sabia que era um banana.

4. Vossa Excelência confirma ter realizado contribuição financeira à campanha de Rodrigo da Rocha Loures à Câmara dos Deputados, nas eleições de 2014, no valor de R$ 200.650,30? Quais os motivos dessa doação?

T :  Queria que ele tivesse o foro privilegiado.
5. Vossa Excelência realizou contribuições a outros candidatos nessa mesma eleição? Se a resposta for afirmativa, discriminar beneficiários e valores.

T: Pergunte ao Cunha.

 

6. Vossa Excelência gravou um vídeo de apoio à candidatura de Rodrigo da Rocha Loures à Câmara dos Deputados em 2014. Fez algo semelhante em prol de outro candidato? Quais?

T:  A  Marina Silva também fez. Por que me perseguem?

 

7. Rodrigo da Rocha Loures, mesmo após ter assumido vaga na Câmara dos Deputados, manteve relação próxima com Vossa Excelência e com o Gabinete Presidencial?

T: Por que não?

 

8. Vossa Excelência confirma ter estado com Joesley Batista, presidente do Grupo J&F Investimentos S/A em 7 de março de 2017, no Palácio do Jaburu, em Brasília, conforme referido por ele em depoimento de fls. 42/51 dos autos do Inquérito nº 4483?

T: Tá tudo gravado. Como desmentir?

9. Qual o objeto do encontro e quem o solicitou a Vossa Excelência?

T:  Segredo. Não vou me entregar.

 

10. Rodrigo da Rocha Loures teve prévio conhecimento da realização desse encontro?

T:   Ele que agendou. O fanfarrão gravou e divulgou.
11. Por qual motivo a reunião em questão não estava inserida nos compromisso oficiais de Vossa Excelência?

T:  Porque detesto assistir o Fantástico.

 

12. Vossa Excelência tem por hábito receber empresários em horários noturnos sem prévio registro em agenda oficial? Se sim, cite ao menos três empresários com quem manteve encontros em circunstâncias análogas ao de Joesley Batista, após ter assumido a Presidência da República.

 T: Não me lembro. Na minha idade, a memória falha muito.

 

13. Vossa Excelência já havia encontrado Joesley Batista fora da agenda oficial? Quando, onde e qual o propósito do(s) encontro(s)?

T:  Ele era o meu chapa. Hoje minha chapa está quente.

 

14. Em pronunciamento público acerca do ocorrido, Vossa Excelência mencionou que considerava Joesley Batista um “conhecido falastrão”. Qual o motivo, então, para tê-lo recebido em sua residência, em horário, prima facie, não usual, em compromisso extraoficial e sem que o empresário tivesse sido devidamente cadastrado quando ingressou às instalações do Palácio do Jaburu (segundo as declarações do próprio Joesley Batista)?

T: Ele disse ao porteiro que era o Rodrigo Loures. Esse é o Joesley Safadão.

 

15. Vossa Excelência aventou a possibilidade de realizar viagem a Nova York, no período de 13 a 17 de maio de 2017? Rodrigo da Rocha Loures chegou a comentar com Vossa Excelência sobre o interesse de Joesley Batista de encontrá-lo na sede da JBS, naquela cidade?

T:  Marcela e eu adoramos NY. Aceito qualquer convite para ir pra lá.

 

16. Vossa Excelência sabe se o ex-ministro Geddel Vieira Lima mantinha encontros ou contatos com o empresário Joesley Batista, segundo referido por este às fls. 42/51? Se sim, esclarecer a finalidade desses encontros?

T:  Quem é Geddel mesmo. Ora, pergunte pra ele?

 

17. Vossa Excelência tem conhecimento se o Ministro Eliseu Padilha mantinha encontros ou contatos com o empresário Joesley Batista, segundo referido por este às fls. 42/51? Se sim, esclarecer a finalidade desses encontros?

 T:  O que eu tenho a ver com isso? Eles são eles, “elesieu” somos diferentes.

18. No mesmo depoimento de fls. 42/51, Joesley Batista disse ter informado Vossa Excelência, no encontro, sobre a cessação de pagamentos de propina a Eduardo Cunha e da manutenção de mensalidades destinadas a LÚCIO BOLONHA FUNARO, ao que Vossa Excelência teria sugerido o prosseguimento dessa prática. Em seguida, o empresário afirmou “que sempre recebeu sinais claros de que era importante manter financeiramente ambos e as famílias, inicialmente por GEDDEL VIEIRA LIMA e depois por MICHEL TEMER para que eles ficassem ‘calmos’ e não falassem em colaboração premiada”. Vossa Excelência confirma ter recebido de Joesley Batista, na conversa havida no Palácio do Jaburu, a informação de que ele estaria prestando suporte financeiro às famílias de LÚCIO FUNARO e de Eduardo Cunha, como forma de mantê-los em silêncio? Em caso de resposta negativa, esclareceu a Joesley Batista, na ocasião, que não tinha qualquer receio de eventual acordo de colaboração de LÚCIO FUNARO ou de Eduardo Cunha?

T: Quem tem Cunha, tem medo.

21. Vossa Excelência conhece LÚCIO BOLONHA FUNARO? Que tipo de relação mantém ou manteve com ele? Já realizou algum negócio jurídico com LÚCIO BOLONHA FUNARO ou com empresa controladas por ele? Quais?

T: O Funaro não morreu? Aquele ministro da Fazenda do Sarney.

22. LÚCIO BOLONHA FUNARO já atuou na arrecadação de fundos a campanhas eleitorais promovidas por vossa Excelência ou ao PMDB quanto Vossa Excelência estava à frente da sigla? Se sim, especificar a(s) campanha(s).

T: O contrato de fidelidade não mo permite dizer.

 

26. Vossa Excelência sabe se RODRIGO DA ROCHA LOURES efetivamente reuniu-se com Joesley Batista, após o encontro mantido entre Vossa Excelência e esse empresário, no Palácio do Jaburu? Se sim, qual a finalidade do encontro?

T: Pegar umas carnes da Friboi pro churrasco dominical no Jaburu.

 

27. Rodrigo da Rocha Loures reportou a Vossa Excelência algum assunto tratado com Joesley Batista? Quais?

T: Ele me disse que o Joesley não quis cobrar a carne.

 

29. Recorda-se de Joesley Batista, na conversa mantida com Vossa Excelência no Palácio do Jaburu, ter feito comentários acerca do comando do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), assim como da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e da Receita Federal do Brasil? Qual o interesse manifestado pelo empresário acerca desses órgãos?

T: Não sei. CADÊ as provas?
31. Vossa Excelência determinou a Rodrigo da Rocha Loures que interviesse junto ao CADE no sentido de atender a interesses do Grupo J&F Investimentos S/A?

T: Esse Loures fala demais. Cala, Loures!

 

32. Vossa Excelência tomou conhecimento (antes da divulgação jornalística) de encontros mantidos entre Rodrigo da Rocha Loures e Ricardo Saud, diretor do grupo J&F Investimentos S/A? Se sim, soube do encontro antecipadamente? Qual a pauta dessas reuniões?

T: Pauta? Só sei que o pau tá comendo.

 

33. Vossa Excelência compareceu à inauguração da Casa Japão, em São Paulo, em 30 de abril de 2017. Rodrigo da Rocha Loures viajou com Vossa Excelência no avião presidencial? Se sim, Rodrigo da Rocha Loures reportou a Vossa Excelência , durante a viagem, detalhes dos encontros que tivera com Ricardo Saud, executivo do Grupo J&F Investimento S/A, naquela mesma semana? Se sim, em que termos foi o relato?

T: Casa Japão/Japão House, que maravilha! Depois daquela visita, esqueci tudo.

 

34. Vossa Excelência soube que Ricardo Saud, em encontros realizados em 24 e 28 de abril de 2017, expôs a Rodrigo da Rocha Loures, em detalhes, um “esquema” envolvendo o pagamento de vantagens indevidas decorrente da suposta intervenção do então parlamentar junto ao Cade, em prol dos interesses do Grupo J&F Investimentos S/A?

T: Se o Ricardo tinha dívidas, certamente teria que “Saudá-las”.

36. Rodrigo da Rocha Loures chegou a levar ao conhecimento de Vossa Excelência a disponibilidade do grupo J&F Investimentos S/A em fazer pagamentos semanais que girariam entre R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais) e R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais), por conta da resolução da questão que estava em trâmite no Cade?

T: Sou o Michel e não tenho nada a Temer. Isso são outros 500!

 

37. Vossa Excelência soube, também por Rodrigo da Rocha Loures, que tais pagamentos semanais estavam garantidos até dezembro do corrente ano e, a depender da extensão do contrato firmado entre empresa do Grupo J&F Investimentos e a Petrobras, poderiam se prolongar por até vinte e cinco anos?

T: Não fiz isso por Michel mas pelo Michelzinho, meu garoto. E por amar cela, ôps, Marcela.

 

42. Vossa Excelência considera a hipótese de Rodrigo da Rocha Loures ter usado o nome de Vossa Excelência para obter valores espúrios do grupo J&F Investimentos S/A?

T: Ele é um golpista. E golpista é capaz de tudo.

 

43. Vossa Excelência conhece Ricardo Saud? Qual a relação que mantém com ele?

T:  Estou preocupado com a minha saúde e não com a Saud do Ricardo.

 

44. Vossa Excelência já esteve com Ricardo Saud em alguma ocasião? Onde e qual o motivo do encontro?
45. Já solicitou ou recebeu algum valor através de Ricardo Saud, pretexto de contribuição de campanha?
46. Vossa Excelência, em campanhas eleitorais nas quais foi candidato, recebeu alguma contribuição financeira de empresas pertencentes ao Grupo J&F Investimentos S/A? Discriminar as campanhas, os valores, quem os solicitou e como foram encaminhados (se via diretórios ou diretamente)
47. Vossa Excelência tem alguém chamado “Edgar” no universo de pessoas com quem se relaciona com certa proximidade? Se sim, identificar tal pessoa, mencionando a atividade profissional, eventual envolvimento na atividade partidária, descrevendo, ainda, a relação que com ela mantém.

T:  Edgar? Não sei quem é Edgar Silveira Bueno Filho, desembargador aposentado. Ele foi sócio do meu escritório mas, estou velho nem lembro 

 

59. João Batista Lima Filho já atuou na arrecadação de valores a eventual campanha política de Vossa Excelência ou ao PMDB de São Paulo?

T: Ora, só porque ele pegou um milhão de reais pra mim vocês acham que ele me conhece? Se ele gosta de militar pra mim, é problema dele.

 

60. Joesley Batista afirmou que desde a assunção de Vossa Excelência como Presidente da República, vinha mantendo contatos com o ministro Geddel Vieira Lima. Vossa Excelência tinha conhecimento desses encontros? A que se destinavam?

T: Esse Geddel já deu o que tinha que dar. É carta fora do baralho.

 

65. Em seguida, Joesley Batista, em outros termos, mencionou que investigações envolvendo Eduardo Cunha e Geddel Vieira Lima haviam tangenciado o Grupo J&F Investimentos S/A, afirmando, com conotação de prevenção, que estava “de bem com o Eduardo”, ao que Vossa Excelência interveio com a colocação “tem que manter isso, viu?”, tendo o empresário complementado dizendo “todo mês”.

T:  Sou muito grato ao Cunha que tirou Dilma e me pôs na Presidência. Por isso tem que manter isso, todo mês, até dezembro de 2018.

 

71. Se, no entando, Vossa Excelência confira ter entendido, naquele momento, o imediato sentido que emana das expressões usadas pelo empresário, explique o porquê de não ter advertido Joesley Batista quanto à gravidade daquela revelação, e também, por qual razão não levou ao conhecimento de autoridades a ilícita ingerência na prestação jurisdicional e na atuação do Ministério público que lhe fora narrada por Joesley Batista?

T: Ora, no capitalismo, o dinheiro compra tudo. Até amor verdadeiro,não é Marcela?

 

72. Mais à frente, em contexto diverso, Joesley Batista aparentemente procurou estabelecer (ou restabelecer) um canal de contato com Vossa Excelência: “queria falar como é que é, para falar contigo, qual melhor maneira? Porque eu vinha através do Geddel, eu não vou lhe incomodar, evidentemente”. Vossa Excelência confirma ter mencionado Rodrigo de Rocha Loures nesse momento?

73. Qual função ele deveria efetivamente exercer?

74. Joesley Batista já conhecia Rodrigo Rocha Loures?

 

75. No tocante à menções feitas pelo empresário à nomeação de presidente do Conselho Administrativo de Defesa econômica (CADE), Vossa Excelência sugeriu a Joesley Batista que procurasse o novo Presidente do CADE para ter uma “conversa franca” com ele? Qual o exato significado dessa orientação?

T: Franca é como entrada Franca. Aliado com como o Joesley não tem preço

 

82. A pessoa aludida por Vossa Excelência no contexto é Maria Silvia Bastos Marques, ex-Presidente do BNDES? O que solicitou a ela?

T: Aquela traíra pediu demissão no meu pior momento. Acho que aprendeu muito comigo. Ó céus! Ó vida! Ó azar!

 

 

Estava escrevendo a coluna quando o amigo/ mestre  Luca Barbabianca  formulou algumas questões temerárias:

1. Sr. Temer, quem mais anda lendo os jornais que o senhor compra?

2. Tem câmeras de vigilância na sua garagem? Elas gravam?

3. Se o senhor aparecer mais vezes acompanhado da prima dona, digo, dama, o senhor não acha que seu próprio traseiro poderia ser menos cobiçado?

4. Por falar nisso, quem cobiça mais o que senhor senta na cadeira que era da Dilma: os adversários ou os aliados?

 

E, não resisto a uma última perguntinha:

– Senhor Temer, o senhor acredita no “verdadeiro amor”?

 

Respondi citando os tuiteiros:

1) Dorme no sarcófago?

2) Prefere sangue A ou B?

3) Pode tomar banho de sol?

4) Aparece no espelho?

5) Usa algum antimofo? Se sim, especifique.

6) O senhor tem foto de quando era vivo?

7) O senhor anda tem imóvel na Transilvânia?

8) O senhor preferesuiço ou dinheiro vivo?

9) Há malas que vêm pro bem?

JORGE NAGAO

JORGE NAGAO

além do Nippak e www.nippak.com.br,também está na constelação do www.algoadizer.com.br.
E-mail: jlcnagao@uol.com.br
JORGE NAGAO

Últimos posts por JORGE NAGAO (exibir todos)

     

    Related Post

    JORGE NAGAO: Sayonará, Dilma!   Hoje é um dia histórico porque Dilma pode cair você pode estar histérico, feliz, sem parar de rir   porque chegou esse dia mas ...
    JOJOSCOPE: SER – Monja Coen   HARMONIA NA CIDADE GRANDE COMPAIXÃO, GANÂNCIA, RAIVA E IGNORÂNCIA       &n...
    MEMAI: UM MESTRE DE SHAKUHACHI VOLTA AO BRASIL   Marco Lienhard, mestre de shakuhachi (flauta japonesa) (foto: jornal memai) A partir desse fim de semana  Marco Lienhard, mestre de shak...
    ERIKA TAMURA: Show do Begin em Tokyo No último dia 20, passei por uma experiência única e inesquecível. Fui ao show da banda Begin, aqui no Japão. Para quem não sabe, Begin é uma banda...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *