JORGE NAGAO: Frases de Para-choques

 

" Sou louco pelas meninas... dos teus olhos."

” Sou louco pelas meninas… dos teus olhos.”

 

Os revoltados caminhoneiros fizeram um grande protesto, recentemente. Para entendê-los, neste feriadão de Páscoa, ao pegar a estrada, um passatempo legal é curtir as frases nos para-choques dos caminhões. Elas nos fazem rir, refletir e emocionar. O poeta cearense Carneiro Portela pesquisou e publicou o livro acima, em 1980. Selecionei o crème de la crème desta obra que recebeu o seguinte comentário do genial poeta Carlos Drummond de Andrade: “que delicioso rol de Legendas de Caminhão há no seu livro”.

Boa viagem!

 

Ele, o caminhoneiro:

Sutiã e caminhão, só vai quem tem peito.

Feliz foi Adão que não teve sogra e nem caminhão.

Não sou pipoca mas dou os meus pulinhos.

Não sou detetive mas estou na pista.

Não sou parafuso mas ando apertado.

O bom tanque não faz xixi na estrada.

Respeite meu trabalho que respeitarei seu passeio.

Seja paciente na estrada para não ser paciente no hospital.

Este não GM na rampa.

 


 

 

Ele aos colegas:

Antigamente, todo caminhão tinha um cachorro; hoje, todo cachorro tem um caminhão.

Na subida, você me aperta; na descida, nós se acerta.

Não aponte meus defeitos com seus dedos sujos.

Pode buzinar que eu sou surdo.

Quem corre muito é o veado do mato.

60 é pouco mas 70 passar dos 80 pode chegar aos 100 vida.

 


 

 

Filosóficas

A vida é um barato, o povo é que acha caro.

A vida de solteiro é vazia mas a de casado, enche.

Dor de cotovelo não se cura em farmácia.

Direito tem quem direito anda.

Hoje é o primeiro dia do resto da sua vida.

O amor faz passar o tempo e o tempo faz passar o amor. Preguiça é o hábito de descansar antes de estar cansado.

 


 

 

Mulher (segundo ele)

A mulher ri quando pode e chora quando quer.

Adoro a sogra da minha mulher.

Mulher é como abelha, ou dá mel ou ferroada.

Mulher que dá muita bola, leva chute.

Mexa com as mulheres, mas conserve a sua direita.

Mullher feia e frete barato, eu não carrego.

 


 

 

Líricas

Coração sem amor é o mesmo que caminhão sem motor.

Pneus cheios e um coração vazio.

Nas longas estradas moro e às vezes de saudade choro.

Vi os seios da saudade no decote da distância.

Nunca se esqueça de me lembrar, nunca se lembre de me esquecer.

No baralho da vida, só uma dama encontrei.

Saudade é a presença dos ausentes.

Se mulher fosse saudade, nunca eu estaria sozinho.

Na cabine cabe muitas, no coração só uma.

Viajo porque preciso, volto porque te amo.

 


 

 

Engraçadas

Agora, só se morre de amores quando o marido tem um revolver.

É triste a dor do parto, mas tenho que partir.

Enquanto Maria reza, Mercedes Benz.

Mais vale um galo no terreiro do que dois na testa.

Meu coração é de Jesus, meu pulmão é da Souza Cruz.

Marido de mulher feia detesta feriado.

Rico tem veia poética, pobre tem varizes.

Homem é como o mar, quer levar a mulher na onda.

Os que estão loucos de amor deviam se casar no hospício.

Não sou palmeirense, só carrego a torcida.(num caminhão

carregado de porcos)

 

 

JORGE NAGAO

JORGE NAGAO

além do Nippak e www.nippak.com.br,também está na constelação do www.algoadizer.com.br.
E-mail: jlcnagao@uol.com.br
JORGE NAGAO

Últimos posts por JORGE NAGAO (exibir todos)

    Related Post

    MUNDO VIRTUAL: Podem retirar o meu direito de ace... Volto ao tema que anteriormente já abordei aqui, porque o assunto ainda não foi resolvido em definitivo, e porque há poucos dias o ministro das Comuni...
    AKIRA SAITO: SENSO DE DEVER   “Há sempre uma escolha para todos: Sou aquele que cumpre ou aquele que não cumpre com o dever de cidadão?”   Em uma sociedade democrá...
    CANTO DO BACURI > Mari Satake: 2018 Mais um ano que chega! Aqueles dias iniciais já se foram, já é hora de se mexer. As contas chamam. A agenda lembra os compromissos do ano que entro...
    AKIRA SAITO: MUITOS CAMINHOS   “A mesma montanha pode ser escalada de muitas formas diferentes”   Hoje muito se fala sobre igualdade entre as pessoas, mas infel...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *