JORGE NAGAO: Japão, Garantido na Copa

 

O Japão é a primeira seleção classificada para a Copa do Mundo de 2014. REUTERS/Toru Hanai

Nesta terça-feira, dia 4, o Japão “King of Asia” tornou-se a primeira seleção a se classificar para a Copa-2014, no Burajiru. A Toshiba, digo, torcida lotou o estádio de Saitama para apoiar os samurais azuis que precisavam apenas de um empate para se garantir na Copa.

Esse Japão, pela primeira vez sem brasileiro naturalizado, comandado pelo técnico italiano Zaccheroni, agora é influenciado pelo melhor futebol da atualidade, o alemão. Atuam na Bundesliga, Hasebe, o capitão, no Wolfsburg; o astuto Uchida, no Schalke 04 e Okazaki, o artilheiro, do Stuttgart. O goleiro Kawashima defende o Standard de Liege-BEL, Honda, o ídolo, é do CSKA, de Moscou, Nagatomo é do Inter de Milão, Kagawa, o craque, joga no Manchester United e o zagueiro Yoshida atua no Southampton-ING. No Japão, atuam o veterano Endo e Konno, no Gamba Osaka, rebaixado para a série B, e Maeda no Júbilo Iwata.

A defesa japonesa não é muito confiável mas do meio pra frente a Zaccho-Nihon(ex-Zico-Nihon) joga um futebol rápido e envolvente, mas ainda carece de um finalizador eficiente que faria a torcida sofrer menos.

O jogo histórico contra a Austrália foi emocionante. O primeiro tempo terminou em 0x0 mas com muitas oportunidades de gols para ambos os lados, mais para o time azul. Na etapa final, a partida continuava movimentada mas com jeito de empate sem gols. Aos 34’, Zaccheroni, para não correr riscos, tirou Maeda e pôs Yuro. Mas, aos 36’, Oar chuta pro ar e surpreende o o goleiro japonês, calando a torcida que cantava sem parar. 1×0 Austrália. Desesperado, o técnico do Japão, trocou Uchida e Okazaki por Havenaar, um mestiço holandês, e Kiyotake, na tentativa de empatar o jogo. No fim do jogo, McKay pôs a mão na bola e deu uma mãozinha para o Japão. Honda, confiante, marcou o gol do empate, da classificação e da grande comemoração em Shibuya, Tóquio.

Agora, todos pensam no grande jogo da abertura da Copa das Confederações contra o Brasil, no dia 15. Depois têm mais dois jogos difíceis contra a Itália e México, na chave A, mas Honda acredita que o Japão será o campeão. Será? No fim de junho, saberemos.

 

 

 

*Jorge Nagao

além do Nippak e www.nippak.com.br,  também está na constelação do www.algoadizer.com.br.  E-mail: jlcnagao@uol.com.br

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

ERIKA TAMURA: O condomínio de Yokohama Esses meus dias aqui no Brasil tem sido proveitosos, mas também tenho observado muita coisa, e é difícil não usar o Japão como parâmetro em vários pon...
SILVIO SANO > NIPÔNICA: O Japão na Copa… e n...       Ontem, na comemoração do 106º aniversário da imigração japonesa no Brasil, ocorrida na Câmara Municipal de São Paulo...
AKIRA SAITO: SERVIR Á SOCIEDADE “O objetivo principal é servir a um proposito maior para uma sociedade melhor”   Para uma sociedade conviver de forma harmoniosa, é necessári...
LITERATURA: Kiyoshi Ikeda aborda futebol “sob o po... Acontece neste domingo (29), a partir das 10 horas, no Teatro CEU (Centro Educacional Unificado) Caminho do Mar, no Jabaquara (zona Sul de São Paulo),...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *