JORGE NAGAO: Jovem Guarda (flashback com 69 canções)

hqdefault

 

Menin@s, eu vi! Vi, ouvi e curti muito a Jovem Guarda que, neste ano, está completando 50 anos! Parece que 1965 foi anteontem.

Sem comprar LP, compacto simples (duas músicas) ou duplo (com quatro),os discos de vinil, a gente sabia de cor os sucessos da JG, o “sertanejo” da época.

Rock melo(dio)so como a música “Gatinha manhosa”(1) encantava a moçada que esquecia a ditadura que engatinhava manhosamente ou caminhava com “O passo do elefantinho”(2). Tinha uma música que acho que falava do nariz “Perto dos olhos, longe do coração”(3). E tinha aquela que era um origami, “Coração de papel”(4).

Quando surgiu o programa, “Parei, olhei”(5) e falei: — Bicho, isso é barra limpa! “Se Você Pensa”(6) que foi um movimento fútil, uma “Coisinha estúpida”(7),  “Nem Vem Que Não Tem”(8).  Não foi um “Filme Triste”(9), a Jovem Guarda foi uma “Festa de Arromba”(10).

“Renato e seus Blue Caps tocavam na piscina, The Clevers no terraço, Jet Black’s no salão, os Bells de cabeleira não podiam tocar, enquanto a Rosemary não parasse de dançar.” (“Festa de Arromba”, gravada por Erasmo)

Enviarei uma “Carta”(11) ao senhor do tempo. Minha “Mensagem”(12) é  “Devolva-me”(13) a JG. Troco os meus 60 anos pelos anos 60. Troco estes tons de cinza por uma brasa, mora!

“Eu Daria a Minha Vida”(14) para ter “A Volta”(15)daquelas “Jovens Tardes de Domingo”(16), velhos tempos, belos dias. Eu era um “Bom Rapaz”(17), “Alguém na Multidão”(18), que vivia “Pensando Nela”(19), a “Menina Linda”(20), “Meu Bem”(21), O “Tijolinho”(22) que faltava na minha construção. É verdade! É verdade! Uhuhuhu! Tá boa, santa?

Eu também “Era Um Garoto que amava os Beatles e os Rolling Stones”(23), que cantava no “Ritmo da Chuva”(24) e dizia “Sou Rebelde”(25), curtia “Minha Fama de Mau”(26) e chutava o balde “Quero que vá tudo pro Inferno”(27).

A Jovem Guarda agradava da turma da “Pobreza”(28), como o “Vagabundo”(29) e o “Vendedor de bananas”(30), ao  “Milionário”(31).  Eu, por exemplo, era gamado na “Garota do Baile”(32), saía pra “Pescaria”(33) pra esquecer “A Namoradinha de um amigo meu”(34), se não teria de pedir “Pare o casamento”(35).

“E por isso estou aqui”(36) pra dizer: “Foi assim”(37), “Parei na Contramão”(38) e fiquei “Sentado à beira do Caminho”(39), mas “Como é grande o meu amor por você”(40), Jovem Guarda. “As canções que você fez pra mim”(41), tudo isso, “É meu, é meu, é meu!”(42) Vou guardar “Com muito amor e carinho”(43), “Custe o que custar”(44) porque “Ninguém vai tirar você de mim”(45).

“Como vai você?”(46), “Não quero ver você triste”(47), pois “Uma lágrima” eu vi rolar”(48). “Não precisa chorar”(49). “Não quero ver você triste”(50). A vida não é um “Mar de rosas”(51) por isso “quero ter você perto de mim” “E não vou deixar você tão só.”(52)

Agora, se você é daqueles que “Querem acabar comigo”(53), “Deixa de banca”(54), vou marcar você n’”O Caderninho”(55). “Esqueça”(56), “Vá embora daqui!”(57), “Veja se me esquece”(58), “Pode vir quente que eu estou fervendo”(59). Sem essa de “Eu te amo mesmo assim.”(60) Agora, “Só vou gostar de quem gosta de mim”(61).

“Impossível acreditar que perdi você”(62), Jovem Guarda, “Você me acende”(63) e será sempre a “Nossa Canção”(64). Seu fim foi a “Minha primeira desilusão”(65) porque você foi “Meu doce, doce amor”(66). “Eu disse adeus”(67) porque “O show já terminou”(68) e agora, vocês me desculpem, mas tenho que ir embora:

— Meu “Calhambeque”(69), bi! bi! Meu calhambeque, bi bi, bye! Vruuuuuuuuuuuuuuuuuum!

 

JORGE NAGAO

JORGE NAGAO

além do Nippak e www.nippak.com.br,também está na constelação do www.algoadizer.com.br.
E-mail: jlcnagao@uol.com.br
JORGE NAGAO

Últimos posts por JORGE NAGAO (exibir todos)

    Related Post

    AKIRA SAITO: CITANDO EXEMPLOS “A melhor forma de ensinar é através de seus próprios exemplos”   Se analisarmos hoje a situação do mundo de forma geral, veremos que em muit...
    SILVIO SANO > NIPÔNICA: Não se abstenha, cidadão b... Às vésperas da data que deverá se transformar num marco histórico ao país, conforme afirma o historiador Marco Antonio Villa, não poderia deixar de re...
    AKIRA SAITO: COMPANHEIRISMO   “Todo esforço move o plano para algum lugar, quando este esforço é feito de forma conjunta, o resultado pode ser muito melhor”   Quan...
    AKIRA SAITO: KATA – Molde para a Vida Nas Artes Tradicionais Japonesas, é comum e quase que obrigatório ouvir o termo “Kata” que significa algo como se fosse o molde, a forma original, o m...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *