JORGE NAGAO: LITERATURA É EÇA, HESSE, É ISSO AÍ! (jn)

!cid_ii_15055027243e4b59

Literatura corta azar.

Literatur sara, amigo.

Literatu É mil(e), Zola!

Literat Dá o tom, Trevisan.

Litera é Camões, com os pés, não.

Liter é U baú do Ribeiro, João.

Lite é muito Millôr que Paulo Coelho.

Lit lima Barreto e exalta Jorge de Lima.

Li Kerouac/ quero a que me encante.

L ainda é um estiGmarães, Rosa.

Li, dos Passos mais importantes da vida.

Lit está em Boccacio, não Nabocov do povo.

Lite não é rápida, é Vargas Llosa

Liter é Florbela ou Flaubert, escolha.

Litera é uM achado de Assis.

Literat é viver Bolaños histórias.

Literatu é ficção, não fique doente.

Literatur Riu da Hilst.

Literatura é Clarice, não trevas.

Literatur é, Georges, Sim e non.

Literatu é Décio, Campos, Campos de Carvalho.

Literat de Balzac a Bilac, só tem craque.

Litera, viva os poetas Drummond(o)inteiro.

Liter é Oswald e Mário de Andrade, na fita.

Lite, Érico very very Veríssimo.

Lit, como a lua, cresci Hemingway.

Li é descobrir Cabral e curtir o Velho Graça.

L é mais que isso, é Eça.

Sou uma Pessoa que lê, eu me Gabo de ler tanto.

Mentira, ainda confundo Rimbaud com Rambo.

Depois, d’Eça,

Shaw!

 


 

 

 

SER METAMORFOSEADO

(jn no livro Sobre lagartas e borboletas, gracias, AdrianaChrisAdrianeMaria Balé e Cristina Arruda).

Para que serve esse ovinho?

– Pra um fenômeno ser iniciado,

em breve, você verá algo inusitado.

Para que serve esta lagartinha?
– Pra comer feito um desesperado

e virar um bicho bem encorpado.

Para que serve esta simples pupa?

– Está sendo poupada, um ser guardado

Que quando vier será muito apupado.

Para que serve esta borboleta?

– Sou filha da pupa, meu prezado,

e musa desses tantos

poetas pirados.

Isso é mourão voltado

Isso é voltar mourão

Ser metamorfoseado

é sentir muita emoção.

JORGE NAGAO

JORGE NAGAO

além do Nippak e www.nippak.com.br,também está na constelação do www.algoadizer.com.br.
E-mail: jlcnagao@uol.com.br
JORGE NAGAO

Últimos posts por JORGE NAGAO (exibir todos)

    Related Post

    SILVIO SANO > NIPONICA: 2015, o ano da Fênix   Passei os primeiros dias do novo ano fora de Sampa, mais precisamente na praia de Bertioga, onde achei que ficaria distante dos assuntos...
    SHIGUEYUKI YOSHIKUNI: Discurso proferido na Igreja...   INTRODUÇÃO: Meus agradecimentos à presença de todos, e a todos que de alguma maneira contribuíram nesta minha caminhada de quase duas década...
    MUNDO VIRTUAL: É necessário entender Ao mesmo tempo em que há aqueles que vêem o mundo virtual como algo totalmente novo, há aqueles que têm grande familiaridade com ele, e a meu ver, há ...
    SILVIO SANO > NIPÔNICA: 2016, um ano do macacoR...   Ora, ora... para escrever esta primeira Nipônica do ano, por curiosidade, fui ver o que escrevi na do ano passado, até para pegar algo a...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *