JORGE NAGAO: Neymar, obrigatoo!

Se tive uma infância feliz que, certamente, se estendeu pra vida adulta, devo muito ao futebol e, especialmente, ao glorioso Santos FC. Jogava bola várias horas por dia e não perdia um jogo do Santos, pelo rádio, ou pelo televizinho porque, naquela época, o aparelho de tv era coisa da elite.

Torcer para a Baleia (sim, era Baleia, com o passar das décadas o Santos encolheu e virou Peixe) era a maior moleza. Bebi muita guaraná, de grátis, por ser santista como o Seu Lourival que apostava no Santos e se empapuçava de cerveja às custas dos corinthianos, palmeirenses e são-paulinos. Aquele time da Baixada: Gilmar, Dalmo, Mauro, Calvet, Zito e Lima, Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe, conquistou em 1961/2/3 nove títulos seguidos, informa Odir Cunha, jornalista-santista, autor do livro Time dos Sonhos. Não está na hora de atualizar o livro, Odir, para contar minuciosamente os feitos de Neymar, Ganso & cia.?

Aos 11 anos, o menino da Vila Fidélis aqui, já estava cansado de ser campeão, além de ser bi-campeão mundial com o Santos, era também bi-mundial pelo Brasil, não era pouca coisa não. Depois que o Pelé parou, os títulos minguaram tanto que tive que aturar as gozações de alguns torcedores que, finalmente,  saíram da fila depois de 23 anos. Até que, em 2002, a dupla Diego e Robinho, os novos meninos da Vila, lançados pelo técnico Leão, proporcionaram um biênio santástico para o Peixe. De 2005 a 2008, os são-paulinos deram as cartas, mas em 2009, surgiu você Neymar, com 17 anos, e nos deu o vice-paulista, e, na sequência, faturou o tri-Paulista, além da Copa do Brasil, Libertadores e Recopa nuestra. Jamais esqueceremos esses títulos, seus dribles e gols, as dancinhas que nos divertiram tanto e irritaram tanto os gaviões, porcos e bambis.

Agora, você chora, vai embora, estamos tristes, enquanto os nossos rivais festejam a sua saída. Depois de Romário, Ronaldo, Rivaldo e Ronaldinho, é a sua vez de representar o Brasil em gramados europeus. Vai, Neymar, leva a sua alegria e ousadia para o mundo inteiro curtir. Vai, Neymar-Neymito, fazer bonito no Barcelona e na Champions League. Vai, Neymar-Neymonstro, vai mostrar aos culés o futebol como é que é, sambando com a bola nos pés.

Sou Santos, sempre Santos, “alvinegro da Vila Belmiro/ o Santos vive no meu coração/ É o motivo de todo o meu riso/ de minha lágrima e emoção”, mas agora sou também FC Barcelona, neymarista, sinuqueiro e gozador, graças a Deus. Neymar sai, mas Robinho e Diego podem retornar para retomar aquele ciclo interrompido em 2004.

Valeu, garoto, jóia rara, voa, #toiss! Grazie, Merci, Thanks, Obrigatoo, Neymar! Já estou vendo suas tabelas com Messi, seu parça no Barça, dando um show e levantando a galera do Camp Nou. Hasta a la vista, Baby!

 

 

*Jorge Nagao

além do Nippak e www.nippak.com.br,  também está na constelação do www.algoadizer.com.br.  E-mail: jlcnagao@uol.com.br

 

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

Beleza by YUMI KATAOKA: Batom Vermelho Degradê   Ter os lábios lábios perfeitos e deixar o visual mais sexy, é o sonho de toda mulher... ainda mais falando em batom vermelho! Muitas ainda t...
SILVIO SANO: 2014, ano da Copa em ritmo de trote   Bom, na prática, esta é a primeira Nipônica do ano já que a de abertura foi escrita no ano passado, há 3 semanas, período longo demais a...
AKIRA SAITO: RECONHECIMENTO E AGRADECIMENTO “Devemos sempre agradecer, independentemente das circunstâncias, devemos agradecer”   Quando nos dedicamos de coração em busca de nossos obje...
TÊNIS DE MESA: Pais de atletas ajudam ou atrapalha... Em 1975, comecei minha carreira de técnico de tênis de mesa precocemente, ainda menor de idade, no Nippon Country Club. Ou seja, este é o 38º ano de c...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *