JORGE NAGAO: POEMAIO 2015

FB_IMG_1432740466285

COLO RINDO

Compre um livro de colorir
Coloque-o nas coxas
E pegue um lápis
Aleatoriamente
E vá colorindo
Aqui é ali
E rindo sempre.

É divertido demais
O livro de colo, rir.


DOMINGO

De manhã:
Missa/culto na igreja.
Que paz benfazeja!

Á tarde:
Churras e breja,
Picanha na bandeja.

Á noite:
Vale tudo: menos Veja
E música sertaneja.

Boa noite!
Domingo se vai e te beija.
Segunda será bom, que seja!


RECEPÇÃO

Fui área Casa Rosada
Que estava fechada.
Christina, que mancada!
Vou ficar mais esperto.

Fui á Casa Branca
Que o povo de lá banca
Mas não tem entrada franca.
Oo, Obama, isso tá certo?

Fui à Casa Amarela
Do Anita e da galera.
Que recepção mais bela,
Risos e braços abertos!


SURFANDO

Ando
Curtindo
Onda
Redonda
Rodando
Descendo
Subindo
Que lindo
Nesta
Segunda
Molhando
A bunda.


CONSOLO

Violão, não sei tocar.
Parei de desenhar
Não sei pintar

Só me sobraram
As palavras
Para brincar.


HOMULHER

Ela abre
A torneira
E sai água.

Ele abre a boca
E sai asneira
E mágoa.

JORGE NAGAO

JORGE NAGAO

além do Nippak e www.nippak.com.br,também está na constelação do www.algoadizer.com.br.
E-mail: jlcnagao@uol.com.br
JORGE NAGAO

Últimos posts por JORGE NAGAO (exibir todos)

     

    Related Post

    SILVIO SANO > NIPÔNICA: Hiro: — Bai, Corintiansu!!... Inspirado no desenho animado Capitão Tsubasa, no Japão, Hiroaki aprendera a admirar muito o futebol brasileiro e, assim como o personagem principal, d...
    AKIRA SAITO: FUNDO DO POÇO “Você decide a hora de se levantar”   Em um cenário caótico, é normal que muitos de nós talvez percamos as esperanças e em muitos casos até m...
    SILVIO SANO > NIPÔNICA: Educação básica, só não vê...     Sempre que me valho do transporte coletivo sozinho, carrego um livro, como nesta semana. Título: “Os tortuosos caminhos da educaçã...
    ERIKA TAMURA: Mulheres, são frágeis? Nesses últimos tempos, tenho observado muito as mulheres brasileiras que vivem aqui no Japão. E confesso que estou muito feliz com o que eu vejo. São ...

    One Comment

    1. É rata: no poema Recepção, onde se lê Anita, leia-se Akira, culpa do corretor ortográfico do celular. Alex, dá para corrigir? Bom fim de semana!

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *