JORGE NAGAO: Proibido para salva vidas

 

Boa noite, é da CV…

— Sim, minha linda. Quantos dias livres a minha querida tem?

— Uma semana. Se a minha vida não melhorar em uma semana…

— Uma semana, amor, temos várias opções como Disney, Chile, Argentina e Uruguai…

— Pode parar, não sei falar Inglês, nem Espanhol, moço, mal falo o Português.

— Então, que tal as cidades históricas de Minas, o Rio de Janeiro, o Nordeste? Diga, fofa.

— Quero morrer…

— Morrer de rir? Então, o Ceará cai como uma uva madura pra você. Na terra de Chico Anysio e Renato Aragão, toda noite tem show pra você gargalhar galhardamente, humoreco.

— Sabe que nasci lá e nunca mais voltei?

— Então, amor, está na hora de você voltar pra sua terra natal.

— Natal, não, Fortaleza. Sai caro?

— Em 10x no cartão, não pesa no bolso de ninguém.

— Onde você está?

— Aqui no shopping ABC. Meu nome é Agnaldo, me procure.

— Não sabia que a CVV estava num shopping vendendo viagem aos deprimidos.

— CVV? Não, sou da CVT, a maior agência de viagem do pais.

— CVT? A CVV mudou de nome?

— Não, minha deusa, CVT é pra curtir a vida e CVV é pra salvar vidas.

— Agnaldo, me desculpe, foi engano.

— Não, não, você vai pra Fortaleza. Já estou agendando pra você, maravilhosa.

— Me desculpe. Estou dopada. Tomei meia caixa de comprimidos antes de ligar pra você.

— Ah, meu amor, não faça mais isso. Pensando bem, a vida tem mais coisas boas que ruins. Como está a sua saúde?

— Tá boa, o problema…

— Saúde é o que interessa, o resto não tem pressa, não era isso que dizia aquele aluno da escolinha, minha querida.

— Mas, veja bem, sou viúva, até que tenho uma bela pensão porque meu finado marido foi um militar graduado e minha aposentadoria de professora, porém não tive filhos, vivo muito só.

— Percebo que a minha fofa é muito sensível e inteligente, e está precisando de mudar de ares por uns tempos para reencontrar a sua paz. Viaje, querida.

— Nunca viajei. Viajar é caríssimo diga-se de passagem. Sempre evitei as prestações com medo de ficar endividada. Fiquei com fama de pão-duro e minhas amigas se afastaram de mim.

— Se elas te abandonaram é porque não eram amigas de verdade. Numa viagem, faz-se muitos amigos, não falo por mim, mas pelos clientes que vêm para me agradecer por isso.

— Você deve ser mesmo da CVV pois está perdendo o seu tempo ouvindo os meus lamentos.

— Não, sou da CVT, mas gosto de ouvir as pessoas e de me colocar na posição delas. Nós estamos no barco da vida pra viver e não pra sofrer, meu amor.

— O meu barco está encalhado, Agnaldo.

— Basta sorrir que desencalha.

— Rá rá… Há quanto tempo eu não ria. Você é fogo! Agradeço muito a sua atenção, Agnaldo. Vou passar aí no shopping para te dar um abraço.

— Venha mesmo, querida, será um grande prazer te conhecer pessoalmente.

— Tchau!

— Tchau, linda!

No dia seguinte, ela, Maria do Socorro, foi ao shopping para conhecer o Agnaldo. Depois foi à Fortaleza e fez alguns amigos. Viajou com eles do Oiapoque ao Chuí. Resolveu estudar Inglês e Espanhol e caiu no mundo. Curtiu de Nova Iorque a Paris. Quem diria que uma ligação errada daria numa ligação certa para uma nova vida. Grande Agnaldo! Salve a vida!

 

 

 

Jorge Nagao

além do Nippak e www.nippak.com.br,  também está na constelação do www.algoadizer.com.br.  E-mail: jlcnagao@uol.com.br

 

 

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

CANTO DO BACURI > Francisco Handa: Enquanto molhav...   Enquanto molhava os pés   Foi pelas areias molhadas Que caminhei enquanto do lado Esquerdo a água rolava em ondas A rebe...
ERIKA TAMURA: Japão, exemplo em atendimento ao cli... O Japão é um dos melhores países, senão o melhor, em respeito ao cliente. Para nós, brasileiros, isso é um diferencial, afinal, no Brasil, o atendimen...
SHIGUEYUKI YOSHIKUNI: De Tupã, a Miss Nikkey de Li...   O concurso realizado no dia 4 de agosto, a partir das 18h, no Blue Tree Park Lins, como abertura da VI Semana da Cultura Japonesa, consagrar...
CANTO DO BACURI > Mari Satake: A “bisa”     Às vezes, conhecemos pessoas com quem não de­senvolvemos relações e, no entanto, são pessoas que de alguma forma nos mar­cam. ...

2 Comments

  1. Nagao, estava pensando, vc bem que poderia resgatar seus roteiros, semelhante a esse, para short citicom (é assim em inglês?), gravar e postar na internet. Tá na hora de expor o talento, ao invés da modéstia. Se precisar de equipamento para isso e/ou edição, podemos juntar as forças e as ideias. Pense ai.

  2. Vou pensar e te escrevo. Thanks, por enquanto.

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *