JORGE NAGAO: Silvio do Baú e a menina do bambu

Silvio do Baú

Silvio Santos vem aí! É o nome da exposição do rei dos domingos no MIS, Museu da Imagem

e do Som, em São Paulo, que fica em cartaz até março.

É o nome também do seu jingle que abria o seu programa na rádio e na TV. Em 2011, ele teve que pagar ao autor da música, Arquimedes Messina,  R$5 milhões,de indenização pelo uso

da música por décadas.

 

Acompanho Silvio Santos desde criança. Ele tinha um programa de rádio e lembro que tinha um quadro assustador  “Histórias que o povo conta”.

Ele já vendia o seu carnê do Baú da Felicidade.

Ele alugava 8 horas da programação da TV Paulista, futura TV Globo. No domingo, do meio-dia às 8 da noite,ele reinava como reina até hoje.

 

Quando morei no bairro Santa Cecília, próximo ao Centro, nos anos 70, via-o esporadicamente pois ele atuava na Radio Globo, vizinho do “meu” prédio. Lembro-me

que meu irmão Roberto me apresentou a uma senhora, sua amiga, que era superfã do homem do Baú. Depois de um bate papo com ela, recebi o mais estranho elogio nesta vida.

– Você é mais Silvio Santos que o seu irmão!

 

 

O caso do bambu

Naquele domingo, 12.05.82, Silvio Santos fazia o programa Domingo no Parque, ao vivo, e entrevistava as crianças  que perguntavam a

diferença entre uma coisa ou outra. Tudo seguia normalmente quando uma menina, nissei talvez, perguntou ao SS:

– Qual a diferença entre um poste, uma mulher e o bambu?

– Não sei. Lá vem besteira!– disse o apresentador.

– Um poste dá à luz em cima. A mulher dá à luz embaixo. – explicou ela.

– E o bambu? – perguntou Silvio.

– Enfia no teu *! – concluiu a menina, bem descontraída, rindo com as outras crianças.

–  Boca suja! Sem vergonha! Sem vergonha! – comentou SS.

– E o bambu? – perguntou Silvio e tapou a boca da menina.

 

Em 2008, o programa Pânico dizia ter encontrado aquela criança que surpreendeu SS com aquela pegadinha. Em entrevista, foi identificada como Izaura de Almeida Garrido Paes. Admitiu que se arrependeu amargamente por ter feito aquela brincadeira.

O bambu virou a sua maldição. Uma amiga revelou que  ela, que era extrovertida, passou a ficar fechada, recatada e triste. O apresentador do programa Pânico, encerrou a matéria assim:

– A maldição do bambu a atingiu de tal forma que ela, hoje em dia, só anda com uma bengala, um cajado de bambu.

O apresentador, claro nunca esqueceu daquela história. Recentemente, ela fez a mesma pergunta para a pequena apresentadora Maísa. As colegas de trabalho de SS, que conheciam a piada, gargalharam quando a Maísa perguntou: E o bambu?

Vamos deixar o bambu pra lá- disse SS, rindo.

 

Em abril de 2009, o blog babyreiepaula.blogspot.com.br deu outra versão da menina do bambu.

Izumi Honda é o nome daquela menina que aprontou com SS.

 

Izumi Honda – a menina do bambu

 

“Residente na cidade de Curitibanos/SC, Izumi parece ter se dado muito bem na vida apesar  do episódio ocorrido no programa SS. A menina do bambu cursou Engenharia na Universidade do Estado de Santa Catarina e conseguiu um belo emprego de engenheira agrônoma no governo estadual.

Antes disso, ela também viajou para o Japão.

Hoje com 36 anos, Izumi vive uma vida normal e totalmente alheia ao famoso vídeo que protagonizou. Mas, vejam só a ironia do destino, a menina do bambu é praticante de Kendo – arte marcial caracterizada pelo uso da espada de bambu.  Talvez essa seja a forma que ela encontrou para afastar todos os engraçadinhos que vinham perguntar: e o bambu?”

 

Postado por Reinaldo Ferraz – Blog às 21:21

EM 2012, Izumi foi candidata a vereadora, em Curitibanos-SC, aos 47 anos, pelo PSD, obteve 234 votos, sendo a segunda suplente.

Como presidente da Associação Cultural Brasil-Japão, núcleo Celso Ramos, da cidade Frei Rogério, Izumi Honda, é também vice-presidente da FANSC, Federação das Associações Nikkeys de Santa Catarina.  Izumi tem uma vida agitada e produtiva, tem potencial para ser uma liderança cultural ainda maior.

Nas Olimpíadas do Rio, em junho, ela estava lá como intérprete para emissoras japonesas como a NHK, a maior delas,  e que já esteve em Frei Rogério para a cobertura da chegada da Chama da Paz, em dezembro de 2015. Integraram o grupo, além de Miwa Onaka, Izumi Honda, Julia Orie Yamamoto, Elizabeth Yoshie Ugaji Sato, Ernesto Eisaku Onaka, Elina Hideko Onaka e Megumi Takizawa.
Estava encerrando o texto quando uma notícia recente, de 04.01.17, trouxe as últimas de Izumi Honda, no site festasno brasil.catracalivre.com.br/as-festas/sudeste/sakura-matsuri-festa-que-traduz-o-japao-no-brasil/ Vale a pena ler, na íntegra.

Quem diria que o mais charmoso sakura matsuri do Brasil, acontece numa pequena cidade de SC, comandada pela “menina do bambu”.

 

JORGE NAGAO

JORGE NAGAO

além do Nippak e www.nippak.com.br,também está na constelação do www.algoadizer.com.br.
E-mail: jlcnagao@uol.com.br
JORGE NAGAO

Últimos posts por JORGE NAGAO (exibir todos)

     

    Related Post

    ERIKA TAMURA: Aniversário do Imperador Akihito Domingo, dia 7 de dezembro, participei de um evento comemorativo no Nipo de Araçatuba. Foi comemorado o aniversário de 81 anos do Imperador japonê...
    SHIGUEYUKI YOSHIKUNI: Dia dos Namorados   (Nem sempre o primeiro amor é a primeira namorada). Nunca concordei com os versos da velha canção. Pelo menos para mim, a primeira namora...
    ERIKA TAMURA: Jovens araçatubenses retornados do J... Semana passada, a escola de língua japonesa do Nipo de Araçatuba, recebeu a visita de um grupo formado por três japoneses que trabalham na Divisão Int...
    JORGE NAGAO: Carrtunistas Nikkeis Mesmo sem desenhar bem, talvez seja eu, desculpe a imodéstia, o cartunista nikkei mais premiado do país, ainda. (Adoraria ser contestado). Graças ...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *