JORGE NAGAO: Sindicalês, greves e fura-greve

Sindicalês, greves e fura-greve

 

Antes do golpe de 2016, no mês de setembro as greves dominavam o noticiário nacional. Hoje, com o desemprego assombrando os lares e a retirada dos direitos dos trabalhadores, a greve parece que deu um tempo.

Em abril de 1994, publiquei no boletim Nota Nova, da Delegacia Regional do Banco Central-SP uma glosa/glossário sobre o mundo sindical. O editor era Clovis Naconecy e eu publicava ali graças ao meu irmão Roberto que tinha um certo prestígio no BC. Dicionagao:

 

Acordo: é como o cheque: só assinando para ver a-cor-do dinheiro.

Classe: trabalhador de categoria.

Engrajadinho: militante metido a humorista.

Esquerda estiva: militante portuário que, às vezes, fica a ver navios.

Bancário: empregado que pode colocar o empregador em xeque.

Líder: o cabeça, sujeito a perder a própria.

CUT: central única porém tem outras como a Força/farsa sindical e outras centrais descentralizadoras.

DIEESE: entidade que assessora sindicatos. Tira os números de letra.

Reajuste salarial: ajuste retroativo par repor perda sobre perda.

Passivo trabalhista: prejuízo salarial a que fazemos jus mas dependemos do juízo do juiz.

Rodada de negociação: de rodada em rodada, o peão é o que mais roda.

Trabalhadores: classe que, quanto mais dividida, mais é subtraída.

Pelego: sindicalista pró-patrão. Peligro!

Petroleiro: é esperto-olheiro, de olhos nos óleos porque tem, por perto, olhos gordos.

Salário: nessa crise, cada vez mais vale cada vez menos.

Salário mínimo: aviltante, para dizer o mínimo.

ABCD: segundo o TJ, do SBT, dos trabalhadores regidos pela CLT, é a base mais organizada QCV.

Laerte: cartunista cujos desenhos pirateados pululam na imprensa sindical, largou tudo para morar com os Piratas do Tietê.

Sindicato dos trabalhadores: um lugar “assim de chatos”, segundo os patrões.

Sindicato patronal: Arrá! E quem disse que patrão não gosta de sindicato?

Sindicactus: sindicatos do agreste nordestino ou de uma flori de SJRP (piada interna).

Sindiquatro: sindicato comprometido com o patrão, segundo o Sussa.

SindyCrawFord: modelo sindical do ABC.

Síndico: quem chamou o síndico? O Tim Maia? Aqui ele é um estranho no ninho.

 

 

 

Greves e afins (Jornalzinho Paupite, BB-av.Paulista)

 

Greve: movimento pra ficar parado.

Greve de fome: sou contra. E como!

Grevista: acha que que só parando, o seu salário não ficará estacionado.

Patrão: sujeito que só valoriza o empregado quando ele resolve não fazer nada.

Puxa-greve: é contrário do puxa-saco: movimenta-se o máximo para que a categoria trabalhe o mínimo.

Operação tartaruga: método infalível para acelerar o aumento do salário.

Comando da greve: pessoal que ajuda muito quem não está fazendo nada.

Impasse: quando nem 30% de cada parte concorda 100% com um aumento de 70%, por chantagem.

Repressão: pressão de cima pra baixo contra a depressão de baixo pra cima.

 

 


 

Fura-greve (boletim Na Moita, Nov.95)

 

O fura-greve fica paralisado de medo mas se recusa a paralisar seu serviço.

Papo de fura-greve…………… FURAdo

Dedo de fura-greve…………… FURA-bolo

Inflamação de fura-greve……… FURÚNculo

Valor de um fura-greve……….. 1 fós-FURO

Valor de dois fura-greve……… 1 tostão FURAdo

Cidade do fura-greve…………. FURAnópolis

Temperamento do fura-greve……. FURIbundo

Molho do fura-greve………….. FURO FURÊ

Delírio de fura-greve………… FUROr

Filme de fura-greve………….. O dólar FURAdo

Ditado do FG: quem a greve FURA,com G será FURAdo

Material de fura-greve……….. FURAdor

Tempestade favorita de fura-greve FURAcão

Leva pra casa o fura-greve……. desaFURO

Greve, para o fura-greve……… FURO íntimo

Remédio de fura-greve………… FURAcim

Sentimento de fura-greve……… FURAsteiro

Banho de fura-greve nissei……. oFURÔ

O que o fura-greve não diz……. FURA Temer!

 

 

JORGE NAGAO

JORGE NAGAO

além do Nippak e www.nippak.com.br,também está na constelação do www.algoadizer.com.br.
E-mail: jlcnagao@uol.com.br
JORGE NAGAO

Últimos posts por JORGE NAGAO (exibir todos)

     

    Related Post

    SILVIO SANO > NIPÔNICA: Uma caminhada proveitosa, ...   Devido à vida sedentária atual, costumo me provocar a, sempre, fazer caminhadas. Por exemplo, para comprar remédios. Apesar de existir u...
    ERIKA TAMURA: Homenagem à Kazoshi Shiraishi Kazuyoshi Shiraishi e Dona Mitsuko (Foto: divulgação)   Em 1930, o imigrante japones Ichiro Shiraishi, com 28 anos e a esposa Toyoko com 19 ...
    SHIGUEYUKI YOSHIKUNI: BON ODORI EM LINS   Em comemoração aos 93 anos da emancipação do município, realizou-se no Bunkyô no dia 20, com participação das cidades da região. A todos os pr...
    AKIRA SAITO: DIVERSÃO COM RESPONSABILIDADE Todos os anos milhares de pessoas anseiam pela chegada do Carnaval. Uns pela simbologia religiosa que antecede a quaresma e outros pelas festividades ...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *