JORGE NAGAO: VÃO BORA, VÃO BORA, OLHA A HORA! VÃO BORA!

sao-paulo-plano-diretor40897

 

Na semana em que São Paulo festeja os seus  461 anos,  é um bom momento para a juventude conhecer uma joia musical, a sinfonia paulistana.  Composta pelo paraense Billy Blanco (1924-2011), autor de  grandes sucessos como “Tereza da praia”, “Estatuto da gafieira” e “Camelô”. Com Tom Jobim, ele também compôs  a Sinfonia do Rio de Janeiro. Você já deve ter ouvido na Rádio Jovem Pan esse refrão Vão bora, vão bora, olha a hora, vão bora, vão bora!, um pequeno trecho de Paulistana,  Sinfonia de Todos os Barulhos.

2884Ele chegou em Sampa, em 1946, para estudar no Mackenzie. Morou aqui  apenas dois anos, tempo suficiente para encontrar a mulher da sua vida, a quem dedicou essa sinfonia.  É talvez a música brasileira mais longa, o link que colo abaixo, registra que tem mais de 32 minutos e mais de 220 versos. Em entrevista à TV Cultura em 1973, Billy disse que a composição começa lá na fundação de São Paulo. Faz a louvação a Anchieta.  Louva também a índia Bartira que é lembrada pelos paulistas mas esquecida na história do Brasil. Para ele, Bartira fez os 400 e tantos anos de família paulista, formação que veio dela. Cita as monções, as bandeiras que na subida do rio recebiam esse nome. Os bandeirantes partiam de Porto Feliz em busca de esmeralda e pedras preciosas e, nas paradas, formavam cidades. A unidade nacional começou naquele tempo, conclui ele.

A São Paulo dos anos 70 é retratada logo após essa introdução.  Aqui entra a rua Augusta, o centro, o metrô, Pelé, Ademir da Guia, Rivelino, cita os italianos, sírios e japonês e finaliza com a sinfonia dos barulhos de Santo Amaro, Santo André e Guarulhos.

Billy sonhava em ver essa sua obra musical no teatro.  Isso dá movimento, dá balé, dá uma série de coisas dizia ele.  Isso, acho que ele não viu, mas a cada aniversário São Paulo deve exaltar a sua sinfonia Paulistana e o seu autor.

Vão bora, cantar o trecho da vinheta da Jovem Pan?

Sinfonia Paulistana (Billy Blanco)

 

Começou um novo dia, já volta

Quem ia, o tempo é de chegar

De metrô chego primeiro, se tempo é dinheiro

Melhor, vou faturar

Sempre ligeiro na rua, como quem sabe o que quer

Vai o paulista na sua, para o que der e vier

A cidade não desperta, apenas acerta a sua posição

Porque tudo se repete, são sete

E às sete explode em multidão:

Portas de aço levantam, todos parecem correr

Não correm de, correm para

Para São Paulo crescer

Vão bora, vão bora, olha a hora

Vão bora, vão bora, vão bora, vão bora

Olha a hora, vão bora, vão bora, vão bora

(a sinfonia completa, letra e música: http://letras.mus.br/billy-blanco/376623/)

 

 

==================================================================

 

 

ConFACEonário

 

Padre Feice,

Fiz uma coisa feia:

postei na linha

do tempo alheia.

 

Sei que pequei,

o que faço

pra ficar ok?

 

Curtir cem,

compartilhar dez?

Oh, yes. Amém!

 

 

==================================================================

 

 

SELFIAR

Eu selfeio

Tu selfeias

Ela selfeia

(imagina se fôssemos lindos!)

 

 

===================================================================

jorge-nagao

Jorge Nagao

além do Nippak e www.nippak.com.br,  também está na constelação do www.algoadizer.com.br.  E-mail: jlcnagao@uol.com.br

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

JORGE NAGAO: O futebol é o óbvio do povo   Neymar, marcação tripla (foto: divulgação)   O movimento #nãovaitercopa não vingou como era óbvio. Contra a paixão popular, não ...
JORGE NAGAO: TRÊS POEMAS DA MINHA JUVENTUDE   (publicados na revista A Recretiva, nos anos 70)     I) Lira dos Vinte Anos e Meio   Hoje completo...
AKIRA SAITO: QUAL O SEU IDEAL? “Trilhar o caminho de forma honrosa é mais importante do que apenas chegar”   A modernidade nos trouxe várias facilidades, que foram muito be...
SHIGUEYUKI YOSHIKUNI: Fenômeno decasségui: seus ef...   Não se pode afirmar se foi benéfico ou não para a comunidade japonesa como um todo. Que resolveu problemas financeiros para a maioria é ineg...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *