Junji Abe é nomeado vice-presidente do Parlamentar Grupo Brasil-China

POLÍTICA

 Liderada pelo vice-presidente do Comitê Permanente da Assembleia Popular da China, Wang Zhaoguo, a delegação oficial da China foi recepcionada no último dia 21 na presidência da Câmara Federal, em solenidade que teve a participação do deputado federal Junji Abe (PSD-SP). No mesmo dia, ele comemorou sua nomeação como vice-presidente do Grupo Parlamentar Brasil-China, reinstalado na Casa com a presença do embaixador da China no Brasil, Jinzhang Li.

“Sinto-me extremamente honrado pela oportunidade de integrar o Grupo Parlamentar Brasil-China, objetivo que persigo desde o ano passado, quando cheguei à Câmara. Meu compromisso é contribuir tanto quanto possível para o fortalecimento dos laços que unem os dois países. Fico ainda mais feliz por tudo estar acontecendo em 2012, quando se comemora os 200 anos da imigração chinesa para o Brasil”, manifestou-se Junji.

Ao enaltecer o trabalho do deputado federal Aldo Rebelo (PCdoB-SP), à frente da presidência do colegiado – cargo que deixou para assumir o Ministério do Esporte –, Junji agradeceu o colega pela indicação de seu nome para a diretoria, assim como expressou “toda gratidão” à acolhida do atual presidente Osmar Júnior (PCdoB-PI).

Informada sobre a reinstalação do grupo na Câmara, a delegação chinesa festejou a iniciativa reiterando a importância da relação bilateral Brasil-China. “Há um interesse mútuo na consolidação da amizade e cooperação econômico-comercial, social, cultural e tecnológica”, apontou Junji que teve suas palavras endossadas pelo presidente da Casa, deputado Marco Maia (PT-RS).

O embaixador da China reiterou sua convicção quanto ao sucesso da união de esforços entre brasileiros e chineses na busca da meta comum de estreitar o relacionamento.  “É uma parceria estratégica para aperfeiçoar a convivência entre as duas nações”, definiu Jinzhang Li.

Junji destacou um dos pontos de maior interesse da China: o setor agrícola. Em especial, a produção de alimentos, próspera até em localidades com condições naturais adversas, como o Cerrado. “A tecnologia empregada pelos nossos produtores em segmentos como a sojicultura assombra o mundo pela audácia e eficiência. Assim como outras nações, a China reconhece os méritos do nosso agronegócio, diferentemente do governo brasileiro”, alfinetou, referindo-se à dificuldade para colocar a reforma do Código Florestal  em votação na Câmara.

Na avaliação de Junji, fortalecer os negócios entre os dois países é primordial para o cenário econômico nacional. Se o Brasil não tivesse ampliado o intercâmbio comercial com a China, teria enfrentado muitas dificuldades para superar a crise mundial de 2008. “Após o desaquecimento da economia americana, japonesa e da comunidade europeia, os chineses conquistaram o epicentro internacional das atenções como polo consumidor”, observou assinalando o interesse brasileiro na exportação de commodities (agrícolas e minerais) e de vários produtos industrializados.

 

Fungicultura – Junji citou ainda uma particularidade. Ele relatou que Mogi das Cruzes, sua terra natal na Grande São Paulo, foi o município escolhido por chineses, há 40 anos, para o desenvolvimento da fungicultura. “A comunidade chinesa introduziu o cultivo de cogumelos comestíveis e estimulou a expansão da atividade, envolvendo, inclusive, muitos nipo-brasileiros. Hoje, a Cidade responde por cerca de 70% da produção nacional do alimento”.

Além dos motivos apresentados, Junji tem um interesse extra em integrar o Grupo Parlamentar Brasil-China: pavimentar o caminho para honrar um compromisso firmado, em julho último, com o cônsul-geral da República Popular da China em São Paulo, Sun Rongmao. Na ocasião, o deputado aceitou a incumbência de representar, no Congresso Nacional, a comunidade chinesa residente no País. “Não pouparei esforços para responder com muito trabalho e toda dignidade esta honrosa missão”, garantiu à autoridade chinesa.

Reportagem: Aldo Shiguti

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *