KARAOKÊ: Mário Chibana debuta em taikai com formato diferenciado

 

Foi assim e foi como se expressou, em sua mensagem no livro-programa, o coordenador geral, Marino Uehara, sobre o I Mário Chibana Karaokê Taikai: “Por estarmos na primeira edição… com formato e premiação diferenciados, todos da equipe, apesar da apreensão e ansiedade pela concretização do evento, estamos certos de que, com todo o empenho da comissão organizadora, apoio imprescindível dos patrocinadores, participação dos cantores e presença do público, este evento se torne um marco positivo dentro da comunidade do karaokê”.

 

Abertura (FOTO: Celia Kataoka)

 

Da mesma forma se manifestou o presidente, Mário Chibana, que “um dos nossos objetivos foi o de criar um concurso de alto nível, além de incentivar a dedicação e o aperfeiçoamento à música até por uma premiação diferenciada”. E prosseguiu afirmando que “outro propósito é o de também fortificar esta maravilhosa atividade que é o karaokê porque, além de tudo, proporciona grandes amizades, une e harmoniza várias pessoas, independentemente das distâncias geográficas e das diferenças de opiniões.” E, feliz, completou agradecendo a toda Comissão Organizadora e a todos que, direta ou indiretamente, colaboraram para o sucesso desse evento.

 

Mario Chibana, Paulo Kameya e Marino Uehara (foto: Celia Kataoka)

 

Célia Kataoka, grande colaboradora do Jornal Nippak, mãe de três excepcionais cantoras e sempre muito presente em grandes taikais, apesar de se considerar suspeita para opiniar sobre o evento pela forte relação com os organizadores, considerou “que está surgindo uma nova maneira de apresentar um taikai, com a valorização dos cantores e também das crianças, com premiações especiais em dinheiro e em presentes. Onível foi excelente e a nata do karaokê estava aqui dando um presente para o público com suas interpretações impecáveis. É preciso coragem para inovar e procurar fórmulas criativas a fim de atrair os admiradores da música japonesa”.

 

HIroshi Chibana (foto: Celia Kataoka)

 

O diferenciado em relação aos taikais normais estava no fato de que, em princípio, cantores das categorias consideradas mais qualificadas, como Extra, Super extra e Star se inscrevessem pelas idades, no que foram divididos em Juvenil, Adulto, Veterano, Master e Pop; enquanto os das demais categorias participariam conforme estavam acostumados.

 

Isadora Kataoka (foto: Celia Kataoka)

 

Foram 373 inscrições no total, sendo 223 ao normal e 150 ao diferenciado. No caso do diferenciado, por ser realizado em duas etapas (eliminatórias e final), os cantores tiveram de demonstrar suas qualidades em apenas uma estrofe. Pela qualidade da maioria dos cantores inscritos neste, a tensão esteve presente a ponto de derrubar fortes cantores por simples esquecimento de letra. Foi emocionante.

O corpo de jurados foi composto pelos professores: Cecília Ohira, Tereza Kato, Cláudio Tsutiya, Setsuko Osawa, Hideo Hirose e Solange Miyagui. O evento teve início às 7h00 e se encerrou próximo das 23h.

 

Jurados: Setsuko Osawa, Hideo Hirose e Solange Miyagui (foto: Celia Kataoka)

 

 

Alexandre Hayafuji vence o 1º Mário Chibana Karaokê Taikai

 

Alexandre Hayafuji (foto: Celia Kataoka)

 

O cantor Alexandre Hayafuji aumentou sua coleção de troféus, sagrando-se campeão do Grand Prix do I Mário Chibana Karaokê Taikai, realizado no dia 17 de março na Associação Okinawa da Vila Carrão. Para o público presente ouvir grandes intérpretes da música japonesa foi um espetáculo inesquecível  e o nível está cada vez melhor. “Foi difícil, como todos os concursos, mas é preciso sempre se aprimorar”, disse Hayafuji, feliz com o troféu e pelo prêmio de R$ 1,500,00, além dos abraços e felicitações de todos os amigos e familiares presentes. Renato Chibana, em segundo lugar, ganhou R$ 1.000,00. Já Kazue Fugi, em terceiro, levou para casa, R$ 500,00 e R$ 300,00 foi para Sayuri Kohatsu.

 

Pedro Mizutani (foto: Celia Kataoka)

 

Os prêmios foram muitos e os cantores foram prestigiados em suas categorias. No Grand Prix Master a cantora Yumi Takahashi ganhou R$ 1000,00 e Chie Sato ficou com R$ 500,00. Outros cantores  também foram premiados. São eles: Minoru Enjoji,, Katsuko Asato, Alexandre Uehara, Mutsunori Kinjo, Miyoko Shima, Letícia Oshiro, Rafael Yassunaga e Enzo Sabanai, entre outros.

 

Pose final (foto: Celia Kataoka)

 

 

(Silvio Sano, com colaboração de Célia Kataoka)

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

BEISEBOL: São Paulo, Marília, Gecebs, Nippon Blue ...   Disputado simultaneamente em Curitiba-PR e em Ibiúna-SP,  nos dias 30 e 31 de março o XIII Campeonato Brasileiro de Beisebol Inter clubes SU...
MARÍLIA: 15ª edição do Japan Fest começa nesta qui... Considerado um dos mais tradicionais e importantes eventos da comunidade nipo-brasileira em todo o país, o Japan Fest chega este ano a sua 15ª ediçã c...
SOCIAL: BAILE ÉRIKA KAWAHASHI BAILE ÉRIKA KAWAHASHI – Foi realizado no dia 25 de março, no salão da Associação Miyagui Kenjinkai do Brasil, no bairro da Liberdade, em São Paulo, ma...
COMUNIDADE: 44º Engueikai da Acrec resgata históri...   A Acrec (Associação Cultural, Recreativa e Esportiva Carrão) realizou no último dia 26 (domingo), em sua sede, o 44º Engueikai. O evento con...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *