KARAOKÊ: Por dentro dos bastidores do karaokê

 

Nos bastidores do Karaokê, a movimentação é intensa. Antes de subir no palco, as cantoras se preparam, dos pés à cabeça, literalmente. E uma das razões é vencer o Concurso através de uma voz afinada, performance impecável e agradar o público, os jurados enfim, a todos os familiares e amigos. A beleza é importante e ser uma estrela por uns momentos faz parte do maior espetáculo musical conhecido como Brasileirão e Paulistão. E para que isso aconteça, uma profissional sempre está lá, a espera de suas clientes, que incansavelmente, esperam a sua vez. A cabeleireira Julia Tanabe Tsai, 62 anos, se dedica a embelezar todas, desde crianças até as adultas, com os seus penteados especiais, próprios para o espetáculo musical.

 

A cabeleireira Julia Tanabe Tsai, 62 anos, se dedica a embelezar todas desde crianças até adultas (foto: Célia Kataoka)

 

No Brasileirão 2012, em Campo Grande, lá estava ela, no camarim, arrumando os cabelos das crianças, porta-bandeiras, cantoras e também de algumas juradas. Esta história se repete em todos os concursos de karaokê.  Há 42 anos, ela é cabeleireira e se especializou em penteados artísticos, e possui um arsenal de grampos, apliques, laquês e adereços para colocar nos cabelos. “Antes eu converso com a cantora e tento captar a idéia que ela quer e também procuro dar as minhas”, disse Julia, sempre com o pente na mão e muita criatividade.

A entrevista foi concedida por Julia, nos bastidores do 27º Concurso Brasileiro da Canção Japonesa que aconteceu em Campo Grande (MS) no mês de julho, em meio à movimentação do domingo, com uma programação intensa. Na abertura oficial, as porta-bandeiras são prioridade e também as primeiras cantoras mirins.

Sem parar, a Julia dava a entrevista, pressionada pelas mães ansiosas e apressadas, crianças se trocando, porta-bandeiras colocando o quimono, criança chorando, gritaria e muita ansiedade. “Tudo, no final, dá certo”, disse Julia, calma e serena, mas as mãos ágeis e sem parar. “Não é bom afobar, neste momento é preciso transmitir tranquilidade e fazer o trabalho de acordo com as necessidades de cada uma”, completa.

Lembra Júlia que tudo começou, em 2005, quando Alberto Nashiro a convidou para arrumar os cabelos das cantoras, quando o Paulistão aconteceu em Jundiaí. E depois disso, nunca mais parou. Ela sempre é requisitada no Paulistão e Brasileirão, com espaços pagos por ela para exercer a profissão que abraçou com “amor e muita dedicação”.

Julia Tanabe Tsai nasceu em Pompéia(SP). Atualmente mora em Jundiaí(SP), cidade onde fez amigos e participa do Nipo local. Pertence à Liga Centro -Oeste da Canção Japonesa e canta nas associações da região. Na adolescência, o seu sonho era ser aeromoça, mas a mãe não deixou. Ela é a mais velha de oito irmãos e sempre foi obediente. Acatou a decisão da mãe e seguiu a profissão atual. ”A beleza sempre foi o destino da minha vida e eu me sinto realizada na minha profissão”, disse Julia. ”Fiz vários cursos de cabelo artístico e sempre estou me atualizando”, disse, quando preparava o cabelo de Isabela Kataoka, porta-bandeira da  Liga Centro- Oeste. Preparou também a porta-bandeira do Higashi, Fernanda Nakae, acompanhada da mãe Miriam. A Masako Nozaki já estava aguardando a vez da netinha Stella ser transformada pela cabeleireira Júlia. No espelho, a lista da ordem das interessadas. As próprias cantoras ou mães colocavam a ordem do pentear. Tudo muito organizado. Julia sente-se feliz em contribuir para o karaokê e pretende sempre estar nos bastidores da fama, mesmo que seja por alguns minutos no palco.

 

Isabela, durante e depois de passar pelas mãos de Julia (foto: Célia Kataoka)

 

Segundo a cantora Aquico Miyamura, “ela faz verdadeiras esculturas com os cabelos e tem visão de palco e sabe o que é apropriado para o momento”, disse.  Antes em taikais da região, as pessoas davam “orei”, uma espécie de contribuição em agradecimento pelo trabalho desenvolvido por Júlia. Muitas cantoras fazem parte do círculo  de amizade de Júlia e sempre solicitam os trabalhos dela. Entre elas, Neusa Kakinoki, Akemi Okamoto, Sandra Higaki, Maria Hirai e muitas portas- bandeiras de outras ligas da Canção Japonesa, inclusive juradas dos taikais, organizadas pelas associações ligadas a Liga Centro- Oeste.

(Célia Kataoka)

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

PEDRO DE TOLEDO: Centenário da Imigração Japonesa ... A Associação Japonesa de Alecrim, Prefeitura Municipal de Pedro de Toledo e a Fenivar - Federação das Entidades Nikkeys do Vale do Ribeira, entidade q...
KARAOKÊ: Confira os resultados do 31º Karaokê Taik... O Bunka de São Bernardo do Campo realizou no dia 29 de maio, em sua sede, em São Bernardo do Campo, o seu 31º Karaokê Taikai. Confira a classificação....
KARAOKÊ: 14º Satie Akamine Karaokê Taikai atraiu c... Realizado no último dia 20, na sede social da Acrec (Associação Cultural Recreativa e Esportiva Carrão), o 14º Satie Akamine Karaokê Taikai atraiu um ...
QUADRINHOS: 22ª FEST COMIX FEST COMIX! Desde sua primeira edição, realizada em 2001, a Fest Comix tem marcado por uma evolução constante. De uma grande feira de quadrinhos da...
Tags:

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *