KARAOKÊ: Toshio Yamao é reeleito presidente da UPK e comemora superávit

Por unanimidade, o atual presidente da UPK (União Paulista de Karaokê), Toshio Yamao, foi eleito para mais um mandato frente à entidade. A eleição foi realizada  no último dia 7, nas dependências da Associação dos Shizuoka Kenjin do Brasil. Foram computados 111 votos para a chapa única encabeçada por Yamao. A nova diretoria para o biênio 2012-2014 terá ainda Pedro Mizutani como 1º vice-presidente; Ivani Tiyomi Takase, como 2ª vice-presidente; e Neusa Yukie Kitamura Kakinoki, a 3ª vice-presidente. A posse acontece no dia 2 de maio, na sede da UPK, no bairro do Paraíso (zona Sul de São Paulo).

Diferentemente da eleição anterior, quando foram contabilizados cinco votos em branco, desta vez Yamao obteve 100% da apuração. “Considero que já foi uma vitória ter concorrido apenas uma chapa. Nem mesmo o meu antecessor quis se candidatar”, disse Yamao, referindo-se a Luiz Yuki, que comandou a entidade por dois mandatos.

Toshio Yamao (arquivo pessoal)

Segundo apurou o Jornal Nippak, durante a o 18º Concurso de Karaokê do Estado de São Paulo, o Paulistão, realizado em fevereiro, na Associação Cultural Suzanense, em Suzano, Yuki teria cogitado lançar sua candidatura. Na época, procurado pela reportagem do Jornal Nippak, Yuki negou a informação.

“Como não houve nenhuma inscrição no prazo estabelecido, acabei ficando numa situação cômoda”, admitiu o presidente, afirmando que não pretendia se reeleger. “Lancei minha candidatura durante o 16º Paulistão, em 2010, no Nippon Country Club, em Arujá. Apesar de não ter nenhuma experiência no cargo, decidi aceitar o convite e acabei ficando sozinho no páreo, já que também naquela ocasião fiquei sozinho no páreo. Mas mal terminei o primeiro ano de mandato e já fui procurado para que tocasse mais dois anos. Poderia ter recusado, mas novamente aceitei”, lembrou Yamao, explicando que “perdi várias noites de sono”.

“De qualquer forma, a gente perde várias noites de sono fazendo ou não fazendo o Paulistão. No entanto, estaria sendo ingrato se não aceitasse”, conta Yamao, acrescentando que o fato de ter sido o único concorrente transmiti “credibilidade”. “E quando se tem unanimidade e responsabilidade cresce ainda mais”.

Para ele, a aprovação não é uma vitória pessoal. “Não sou só eu que dirijo a UPK, conto com a retaguarda de toda uma equipe”, observa Yamao, garantindo que “esta gestão é completamente diferente das outras”.

“Às vésperas da primeira eleição consultei todas as 15 Regionais e disse que só me candidataria se todos trabalhassem juntos, justamente por não ter experiência. Esse mesmo pedido foi feito também para a diretoria. Com união, conseguimos mudar o sistema de administração resolvendo sempre as questões nas assembleias, pela votação da maioria. E deu certo”, afirma ele, que aponta a “democratização” e a “transparência” como as principais marcas de sua gestão.

Para Yamao, outra conquista importante de sua primeira passagem pela UPK foi ter não só quitado as dívidas como ter um superávit em caixa. “Quando assumimos, a UPK tinha um déficit de cerca de R$ 15 mil e, no dia 29 de fevereiro de 2012, tínhamos pouco mais de R$ 100 mil de saldo. Foi um dinheiro que sobrou graças ao sacrifício de todos com o objetivo de melhorar a situação”, explicou.

Segundo Yamao, o “aperto de cinto”, gerou críticas porque “fechamos uma torneira”. A entidade cortou, por exemplo, gastos com hotéis e passagens dos dois últimos Paulistões realizados nas cidades de Sorocaba e Suzano. “Arcamos só com a alimentação porque achamos que todos que estão ajudando o fazem de forma voluntária”, destaca o presidente, afirmando que “dinheiro do Paulistão é diferente do dinheiro da UPK”.

 

Sede – “Fechamos um balanço à parte e, depois de apurado o resultado, o líquido é dividido entre as duas partes. Isso é ser chato? Acho que sim, mas a maioria aprovou”, analisa Yamao, que coloca como principal desafio da próxima gestão conseguir uma sede própria para a entidade. “Atualmente, estamos num espaço alugado e podemos sair a qualquer hora. Sonhamos ter nosso própria sede, mas se for um local pequeno, mas já nos daria tranqüilidade. Mas isso vai depender da situação”, destaca Yamao.

(Aldo Shiguti)

 

Membros da Diretoria Executiva para o Biênio 2012-2014

Presidente: Toshio Yamao

1º Vice-Presidente: Pedro Isamu Mizutani

2º Vice-Presidente: Ivani Tiyomi Takase

3º Vice-Presidente: Neusa Yukie Kitamura Kakinoki

1º Tesoureiro: Arlindo Eiji Ito

2º Tesoureiro: Isao Ito

3º Tesoureiro: Tomoharu Kawano

1ª Secretária: Mutsumi Matsuo

2ª Secretária: Neuza Sizuko Sato

3ª Secretária: Ruth Okubo Kino

 

Membros do Conselho Fiscal

Efetivos: Presidente: Mario Masamiti Sakamoto; 1º Vice-Presidente: Antonio Toshio Kiyohara; 2º Vice-Presidente: Kendi Nakajima

Suplentes: 1º Membro: Takashi Motomura; 2º Membro: Mario Koba; 3º Membro: Luiza Furuuchi

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

PARANÁ: Beto Richa assina acordo com Japão para at...   Com o objetivo de atrair novas empresas para o Estado, o Governo do Paraná, Beto Richa (PSDB), fez contato com mais de 300 indústrias japone...
VINHEDO: 7º Festival do Japão atrai 25 mil visitan... A Associação Cultural e Esportiva Nikkey de Vinhedo (Acenvi) realizou nos dias 13, 14 e 15 deste mês, no Parque Municipal Jayme Ferragut, a sétima edi...
PARQUE DO CARMO: 38º Festa das Cerejeiras recebe g... O tempo bom colaborou muito para que a 38ª Festa da Cerejeiras do Parque do Carmo (zona Leste de SP) recebesse um grande público, principalmente no sá...
FESTIVAL DO BAMBU: Takenoko Matsuri da Associação ... No último dia 6, a sede da Associação Kumamoto Kenjin do Brasil, na Vila Mariana (zona Sul de São Paulo), recebeu grande número de associados e amigos...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *