KENDÔ: Brasil mantém hegemonia no 3º Campeonato Latino-Americano

 

A Seleção Brasileira de Kendô retornou recentemente de Medellín, na Colômbia, palco do 3º Campeonato Latino-Americano de Kendô. Realizada de14 a17 de novembro, a competição contou com a participação de atletas de 16 países: Argentina, Aruba, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Guatemala, México, Panamá, Peru, República Dominicana, Trinidad e Tobago, Uruguai e Venezuela.

 

Seleção Brasileira confirmou o favoritismo em Medellin (foto: divulgação)

 

Dia 14 foi reservado para o Seminário de Iaido e Kendô e o dia 17 para o Exame de Graduação de Iaido e Kendô. As disputas ocorreram nos dias 15 e 16.

O Brasil participou com uma delegação formada por 23 atletas na categoria adulto, sendo 14 homens e 9 mulheres, e cerca de 15 atletas na categoria juvenil.

“Com exceção da categoria master, que levamos apenas um atleta, nas demais conquistamos as três primeiras colocações comprovando, mais uma vez, a supremacia do kendô brasileiro na América Latina”, destacou o chefe da delegação, Paulo Yoshinibu Hayashi, lembrando que a Seletiva para o Latino-Americano foi realizada em maio, na capital paulista.

 

(foto: divulgação)

 

Segundo o presidente da Confederação Latino-Americana de Kendô, Ciutoco Kogima, os três primeiros classificados, exceto a categoria infantil, poderão pleitear benefícios do Programa Bolsa Atleta. “Os casos serão analisados individualmente”, explica Kogima, antecipando que o próximo Latino-Americano será realizado no México, em 2014.

(Aldo Shiguti)

 

 

Confira os resultados:

 

Categoria Individual Infantil: 1) Guilherme Yuiti Hayashi (BRA), 2) Alex Daiki Ito (BRA), 3) Elton Massanori Tsuchida (BRA)

Categoria Individual Júnior Feminino: 1) Caroline Naomi Ueda (BRA), 2) Nicole Miho Yamamoto (BRA), 3) Anna Chiba (BRA)

Categoria Individual Júnior Masculino: 1) Luiz Fernando Hanashiro (BRA), 2) Victor Kenzo Fujikura (BRA), 3) Guilherme Tadatoshi Yanagita (BRA)

Categoria Individual Master: 1) Sergio Velásquez (ARU), 2) Giovane Rodriguez (PER), 3) Wilson Otsuka (BRA)

Categoria Individual Masculino: 1) Alberto Massumi Takayama (BRA), 2) Eduardo Muzetti da Costa (BRA), 3) Edson Jundi Toida (BRA)

Categoria Individual Feminino: 1) Cristiane Lie Toida (BRA), 2) Elzani Miwa Onaka (BRA), 3) Aline Lie Kimura (BRA)

Feminino Por Equipes: 1) Brasil, 2) México, 3) Equador

Masculino Por Equipes: 1) Brasil, 2) Chile, 3) Uruguai

Classificação Final Por Pontos: 1) Brasil (67 pontos), México/Chile (8 pontos), 3) Uruguai/Equador (6 pontos)

 

=====================================================================

 

Luiz Fernando Hanashiro estreia em competições internacionais com o pé direito

 

Luiz Fernando Hanashiro exibe o trofeu de campeão (foto: divulgação)

Entre os brasileiros que se destacaram no 3º Campeonato Latino-Americano de Kendô, disputado nos dias 15 e 16, em Medellín, na Colômbia, está o paulista Luiz Fernando Hanashiro, de apenas 15 anos. E logo em sua estreia em competições internacionais, Hanashiro conquistou o lugar mais alto do pódio na categoria juvenil, superando os também brasileiros Victor Kenzo Fujikura e Guilherme Tadatoshi Yanagita, segundo e terceiro colocados, respectivamente.

“Sinceramente não esperava ir tão bem porque não sabia o nível dos adversários que enfrentaria”, admite o atleta, que começou a praticar kendô em 2008, então com nove anos da idade, por influência da prima Tami Nishimura, que por coincidência também fez parte da Seleção Brasileira que disputou o Latino-Americano.

Atleta da Shofukan, academia eu fica no bairro Bosque da Saúde (zona Sul de São Paulo), Luiz Hanashiro treina, em média, duas vezes por semana na Associação Cultural e Esportiva Saúde.

Segundo ele, o que mais o atraiu no início foram os equipamentos usados pelos praticantes. “Achei interessante a armadura e a espada”, conta Hanashiro, que treina atualmente com o professor Tomomi Harashima e Harashima sensei.

“Depois, fiquei curioso pela história dos samurais”, explica Hanashiro, que sagrou-se campeão Brasileiro Juvenil em 2011 e coleciona ainda um vice-campeonato, em 2012, e uma terceira colocação no Campeonato Brasileiro realizado este ano.

Com mais um ano na categoria, sua meta é atingir o nível dos atletas japoneses e coreanos, considerados os melhores do mundo. “O Brasil está num degrau mais abaixo, mas treinando bastante acho que dá para chegar lá”, destaca Luiz Hanashiro, que gosta também de jogar futsal na escola.

(Aldo Shiguti)

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

ÚLTIMA ETAPA: “TRAVESSIAS EM CONFLITO” Apresenta a...   O Núcleo HANA de Criação e Pesquisa teatral apresenta a série EXTRA-ORDINÁRIOS, uma série de 10 histórias de vida de imigrantes japoneses e ...
JAPÃO por SILVIA KIKUCHI: Brasileiro que atropelou... Brasileiro de 31 anos foi detido por atropelar e fugir sem prestar socorro. A vítima, que atravessava a rua, morreu     As imagen...
TÊNIS DE MESA: Aceas Suzano organiza 8ª etapa da L... Modelo de organização e trabalho em equipe, a Aceas Suzano organizou a sua segunda etapa da Liga Nipo-Brasileira de Tênis de Mesa, aumentando a sua es...
COMUNIDADE: Província de Hiroshima quer intensific... O Centro Cultural Hiroshima do Brasil comemorou 60 anos de fundação em grande estilo.   O governador da província de Hiroshima, Hidehiko Y...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *