KENJINKAIS: Yamagata comemora 60 anos de fundação e 106 anos de imigração da província

 

A Associação Yamagata Kenjin do Brasil realizou no último dia 27, no salão de festas da Associação Miyagi Kenjinkai do Brasil, no bairro da Liberdade,em São Paulo, cerimônia em comemoração de seu 60º Aniversário de Fundação e dos 106 Anos Japonesa da Província de Yamagata.

 

Governadora de Yamagata na solenidade comemorativa (foto: Aldo Shiguti)

 

O destaque ficou por conta da presença de uma comitiva de Yamagata liderada pela governadora Mieko Yoshimura e pelo presidente da Assembléia Legislativa, Masanori Suzuki.

 

Cerimônia Kagami Wari com Oshikiri, Suzuki, governadora Mieko Yoshimura e cônsul Noriteru Fukushima (foto: Aldo Shiguti)

 

Também estiveram presentes à solenidade o cônsul geral do Japão em São Paulo, Noriteru Fukushima, o deputado federal Junji Abe (PSD-SP), o deputado estadual Jooji Hato (PMDB), a presidente em exercício do Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social), Harumi Goya; o presidente do Enkyo (Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo), Yoshiharu Kikuchi; e o vice-presidente do Kenren (Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil), Mikihisa Motohashi, além do artista plástico Yutaka Toyota, que assinou as obras ofertadas pela associação aos membros da comitiva de Yamagata.

 

Associação homenageou comitiva de Yamagata com obra do artista Yutaka Toyota (foto: Aldo Shiguti)

 

Antes da cerimônia, foi feito um minuto de silêncio em homenagem aos pioneiros. Em seu discurso, o presidente da Associação Yamagata, Flavio Tsuyoshi Oshikiri, explicou o motivo dos 106 anos de imigração. “Consta-nos que, no ano de 1907, o Sr. Teijiro Suzuki, de Yamagata-Ken, veio para o Brasil, isto é, um ano antes do início da imigração japonesa no Brasil”, destacou Oshikiri, afirmando que “ele deu grande contribuição na assistência aos primeiros imigrantes japoneses no Brasil que vieram com o Kasato Maru”.

 

O deputado federal Junji Abe também homenageou a governadora (foto: Aldo Shiguti)

 

Segundo ele, há registros que 4.341 pessoas de Yamagata vieram para o Brasil, e após 106 anos, estima-se que existem hoje entre 25 e 30 mil isseis e seus descendentes.

 

Doação do governo de Yamagata para o Bunkyo, Enkyo e Kenren (foto: Aldo Shiguti)

 

Oshikiri traçou um paralelo entre a fundação do kenjinkai e os acontecimentos que marcaram a história brasileira no ano de 1953, tais como a eleição de Getúlio Vargas pelo voto popular, a fundação da Petrobras e o reinício da imigração japonesa com a entrada da Matsubara Imin, no Paraná, e Tuji Imin, na região Amazônica.

 

Yuubi – Japanese Dance Company e Taiko Shuudan Kiraku, com coreografia e figurino Hanayagi Sumitomihiro (Hiroka Sato) e Leo Sato (taiko) (Foto: Aldo Shiguti)

 

Segundo ele, “graças aos trabalhos realizados pelos nossos ancestrais e patrícios, hoje a comunidade nipo-brasileira goza de imensa credibilidade e de confiança do povo brasileiro”.

 

Yuubi – Japanese Dance Company e Taiko Shuudan Kiraku, com coreografia e figurino Hanayagi Sumitomihiro (Hiroka Sato) e Leo Sato (taiko) (Foto: Aldo Shiguti)

 

“O fluxo migratório do Japão para o Brasil terminou na década de 70, mas acreditamos que o Japão pode continuar dando sua contribuição para o progresso do Brasil através do intercâmbio esportivo, científico, cultural e artístico, em especial, na transferência de tecnologia, no campo de controle e combate à poluição, bem como na conservação de recursos naturais”, destacou Oshikiri.

 

Yuubi – Japanese Dance Company e Taiko Shuudan Kiraku, com coreografia e figurino Hanayagi Sumitomihiro (Hiroka Sato) e Leo Sato (taiko) (Foto: Aldo Shiguti)

 

Yuubi – Japanese Dance Company e Taiko Shuudan Kiraku, com coreografia e figurino Hanayagi Sumitomihiro (Hiroka Sato) e Leo Sato (taiko) (foto: Aldo Shiguti)

 

Yuubi – Japanese Dance Company e Taiko Shuudan Kiraku, com coreografia e figurino Hanayagi Sumitomihiro (Hiroka Sato) e Leo Sato (taiko) (Foto: Aldo Shiguti)

 

Yuubi – Japanese Dance Company e Taiko Shuudan Kiraku, com coreografia e figurino Hanayagi Sumitomihiro (Hiroka Sato) e Leo Sato (taiko) (Foto: Aldo Shiguti)

 

 

 

Mieko Yoshimura (a direita) participação no filme Oshin (foto: divulgação)

 

Oshin – Demonstrando muito simpatia, a governadora da província de Yamagata revelou à platéia presente no salão de festas da Associação Miyagi que participou na regravação da novela Oshin, produção da estatal japonesa que fez muito sucesso no Japão na década de 80 (com média de audiência de 62,9%) e foi exportada para mais de 60 países, inclusive o Brasil.

 

Governadora Mieko Yoshimura (foto: Aldo Shiguti)

Mieko Yoshimura comparou a trajetória da personagem principal aos sofrimentos dos imigrantes japoneses. “Tenho a sensação que existe muito em comum entre a história de Oshin e dos associados oriundos de Yamagata, que enfrentaram inúmeras dificuldades, seja de língua, costumes e comidas diferentes, mas sem jamais desistir, uma característica do povo de Yamagata”, explicou a governadora, lembrando que aproveitou para visitar a “floricultura do ex-presidente Araki” e também prestou homenagens a todos os imigrantes falecidos no Parque do Ibirapuera, onde conheceu também o Pavilhão Japonês, reaberto ao público no último dia 25.

Mieko Yoshimura também lembrou que a província de Yamagata acolheu cerca de 13 mil desabrigados do grande terremoto seguido de tsunami que devastou a costa leste do Japão em 11 de março de 2011. Segundo ela, hoje ainda vivem cerca de 7 mil refugiados em Yamagata.

A governadora agradeceu ainda não só o apoio financeiro mas também as palavras de incentivo que fortaleceram o espírito dos japoneses. Yoshimura finalizou seu discurso afirmando que o Brasil vem apresentando “notável desenvolvimento econômico e vem desempenhando um papel de liderança no século 21 e que certamente irá se maximizar com a realização da Copa do Mundo e das Olimpíadas”.

“Nesse contexto, queremos contar com os esforços de todos os associados para fortalecermos o intercâmbio não só com a província mãe como também entre os dois países”, destacou a governadora.

 

(Aldo Shiguti)

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

SALVADOR-BA: Salvador recebe o VII Festival da Cul...   Em sua sétima edição, a Associação Nipo-Brasileira de Salvador (Anisa) realizará o VII Festival da Cultura Japonesa – XXII Bon Odori, que te...
CULTURA: SESC REGISTRO PROMOVE WORKSHOP DE SHODO Participantes do Workshop de Shodo no Sesc de Registro. Foto: divulgação   O Sesc Registro promoveu, no último dia 7, o Workshop de Shodo ...
COMUNIDADE: 3º Tosa Matsuri conquista espaço entre...   Realizado nos dias 23 e 24 de agosto no Parque da Água Branca (zona Oeste de São Paulo) pela Associação Cultural dos Provincianos de Kochi e...
KARAOKÊ: Harumi afirma que o Bunkyo também quer se... Conforme antecipou o Jornal Nippak na edição de 19 de maio, representantes das entidades nikkeis do interior do Estado de São Paulo, liderados por Tos...
Tags:

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *