KUMON: Concurso Nacional de Leitura em Voz Alta reúne 123 alunos de 31 filiais

No dia 11 de junho foi realizado o 25º Concurso Nacional de Leitura em Voz Alta do Método Kumon, promovido pela filial japonesa da instituição, no auditório da matriz sul-americana, localizada no bairro do Paraíso (zona Sul de São Paulo). “O primeiro ocorreu em 7 de novembro de 1993. Muita coisa mudou. A principal mudança foi em relação à idade dos participantes. No início, a quase totalidade era de crianças. Atualmente, metade são adultos”, explica Tsay Chia Jong, uma das 31 orientadoras e que teve três alunos inscritos de sua escola em Pinheiros. “Antes o aluno escolhia o que ler, treinava em casa e na respectiva unidade. Atualmente recebe o texto só na hora que chega ao evento, aumentando a dificuldade a fim de lhe propiciar maior fluência na língua japonesa”, completou.

 

Momento de premiação de um grupo. Foto: Silvio Sano

 

“Ao concurso deste ano, foram inscritos 123 alunos de 31 filiais, com participação, inclusive, de alunos vindos do Rio de Janeiro, Sorocaba, Campinas, Arujá, Santo André, São Bernardo do Campo, Osasco, Barueri, Suzano, Vargem Grande Paulista e Guarulhos. Até por isso, tivemos de realizá-lo em dois períodos. E pela primeira vez, trouxemos jurados de fora como Kazue Takahira (cantora e apresentadora de karaokê), Yudi Yamamoto (instrutor de taikô da Federação Japonesa) e Silvio Sano (escritor e jornalista)”, explicou Nelson Kazikava, coordenador do evento.

O auditório da instituição estava lotado e os pais e amigos dos alunos aplaudiam a todos os candidatos, com algumas escolas trazendo até cartazes pró seus alunos. Como a maioria dos alunos era de não descendentes, alguns pais estavam boquiabertos com as performances dos filhos e os jurados admirados e orgulhosos pela difusão da cultura japonesa por esse meio.

 

Kumon Osasco: A orientadora Simone S. Santos com alunos. Foto: Silvio Sano

 

 

Jurados – “Nasci no Japão, vim ao Brasil com dez anos e, lá, estudei até a 5ª série, suficiente para já desenvolver boa leitura, mas vendo o desempenho deles, principalmente dos não descendentes, para mim foi uma grata surpresa”, afirmou Kazue, agradecida por ter sido convidada a compor o júri.

“Para mim também foi muito proveitoso participar do júri porque pude entender melhor como os alunos se relacionam com uma língua diferente da de sua pátria, como lidam com a respiração nas vírgulas e pontuações, e nas entonações de uma pergunta ou para expressar sentimento. E de modo geral se saíram bem diante de uma plateia e banca de jurados”, contou Yudi Yamamoto, também primeira vez jurado nesse tipo de evento.

Simone Sayuri Santos, que tem escola em Osasco e inscreveu cinco de seus alunos ao concurso, afirmou que “quase todos meus 20 alunos de japonês tem algum dom artístico… de desenho, música ou mesmo literário, e vieram atraídos pelos mangás, animês ou músicas japonesas”.

 

 

Jurados: Yudi, Silvio e Kazue. Foto: Silvio Sano

 

Raciocínio – Kumon é um método de ensino autoinstrutivo e individualizado, com material didático constantemente aprimorado, como no caso de línguas, com CDs gravados por nativos como referências autênticas. O método propõe estimular o raciocínio lógico, capacidade de leitura, concentração, autoconfiança, além de desenvolver as habilidades acadêmicas dos alunos.

“O método Kumon nasceu em 1958, desenvolvido pelo prof. Toru Kumon, com o objetivo de desenvolver ao máximo o potencial do seu filho, Takeshi. Hoje, está presente em 49 países do mundo, desenvolvendo mais de 4 milhões de alunos”, afirmou Yumi Kajihara, gerente da filial japonesa

 

Yumi Kajihara, gerente da Filial Japonesa. Foto: Silvio Sano

 

Os orientadores que tiveram alunos participantes foram: Andrea Tsuzukibashi, Célia Assahara, Cintia Owatari, Cristina M. Morinaga, Daniela Akemi Yamamoto, Eliane Yamamoto, Emi Hirooka, Etsuko Uchijima, Felipe Naine, Hisako Sakamoto, Ivete Okamoto, Kazue Yoshizaki, Kimiko Tomo, Kumiko Kanematsu, Lina Nakamura, Lúcia Naomi Arai, Lucia Yamane, Margaret Ishikawa, Maria Angélica Endo, Massae Makuta, Michiko Miyata, Midori Kiyohara, Roseli Yoshimura, Shigeo Kajimoto, Simone S. Santos, Sumako Matsumoto, Tsuneko H. Miyashiro, Tsay Chia Jong, Yasuko Ogasawara, Yoshiko Makita Saito e Yuko Kamakura.

 

Vista geral da platéia. Foto: Silvio Sano

 

(Silvio Sano, especial para o Jornal Nippak)

 

SILVIO SANO

SILVIO SANO

é arquiteto, jornalista e escritor.

E-mail: silvio.sano@yahoo.com
www.nikkeypedia.org.br/index.php/Silvio_Sano
SILVIO SANO

Últimos posts por SILVIO SANO (exibir todos)

     

     

    Related Post

    RELAÇÕES BILATERAIS: Brasil e Japão firmam acordo ... O presidente da República, Michel Temer, reuniu-se com o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, nesta quarta-feira (19), em Tóquio, como parte da visi...
    MÚSICA E DANÇA FOCLÓRICAS JAPONESA: 51º Gueinosai ... A Comissão do Festival de Música e Dança Folclórica do Bunkyo – Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social – realiza neste fim d...
    HOTELARIA E TURISMO: CERIMÔNIA NA CÂMARA DOS DEPUT... Fundada em 9 de novembro de 1936, a Abih (Associação Brasileira da Indústria de Hoteis) Nacional, entidade mais representativa da hotelaria no país, e...
    SOCIAL: Julio Okubo inaugurou mais uma loja, desta... JULIO OKUBO – No último dia 19, a Julio Okubo inaugurou mais uma loja, desta vez no Morumbi Shopping (zona Sul de São Paulo). Com arquitetura zen, ike...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *