KYUDÔ: Brasil é vice-campeão na Copa do Mundo de Kyudô

 

A II Copa do Mundo de Kyudô aconteceu em Paris nos dias 19 e 20 de julho de 2014, com patrocínio da Federação Internacional de Kyudô (IKYF), copatrocínio da Federação Japonesa de Kyudô ((ANKF), e supervisão da Federação Francesa de Kyudô Tradicional (FFKT). Segundo Elisa Figueira, vice-presidente da Associação de Kyudô do Rio de Janeiro, kyudoca desde 2006, “nas competições individuais, a grande surpresa foi a medalha de prata para o brasileiro Igor Devulsky Prata, categoria 0 a 3º Dan (Iniciantes): nascido no Rio de Janeiro, 34 anos, analista de segurança, o único kyudoca brasileiro a participar do evento.”  Nessa categoria, a medalha de ouro foi conquistada por Akos Nagy, 1º Dan, Hungria, e a de bronze por Isabelle Rosaz, 2º Dan, França. De 58 competidores de todo o mundo somente esses kyudocas conseguiram passar para a segunda fase. “Na categoria 4º a 5º Dan. e na categoria shogosha (a de mais alto nível: renshi ou kyoshi), os campeões e os vices foram japoneses, ficando os bronzes com kyudocas franceses. A Copa do Mundo de Kyudô deste ano contou com centenas de inscritos, divididos entre a competição individual (com três categorias diferentes, baseadas no grau de habilidade do arqueiro) e a competição por países. Nesta última categoria, o vencedor foi o Japão, ficando a França em segundo, e a Alemanha em terceiro. Sendo os grupos muito recentes no Brasil, não houve nenhum representante brasileiro na I Copa do Mundo de Tóquio, em 2010, quando a grande vencedora foi a seleção francesa.”

 

Paris, 20/7/2014 – Igor Prata competindo na Categoria 0 a 3º Dan (Iniciantes). (foto: Nicholas Mead)

Paris, 20/7/2014 – Igor Prata competindo na Categoria 0 a 3º Dan (Iniciantes). (foto: Nicholas Mead)

 

“Apesar de Kyudô ser a mais antiga das artes marciais japonesas, não existia grupo no Brasil até 2007”, relata Igor Prata que narra: “desejando continuar a prática dessa arte após retorno do Japão, Nobuo Yanai e ElisaFigueira procuraram outros interessados, e conseguiram montar um dojo alocado no Club Municipal do Rio de Janeiro, na Tijuca. Nobuo Yanai sensei, atualmente presidente da Associação de Kyudô do Rio de Janeiro, plantou a semente dos grupos: no Rio de Janeiro (2008), Brasília e Fortaleza (2010), São Paulo (2012), João Pessoa (2013) e Porto Alegre (2014). O grupo de Kyudô do Paraguai começou a sua prática em 2013 também por intermédio do Brasil. Para consolidar a pratica de Kyudô no Brasil – como ensinado pela Federação Internacional – precisamos promover mais intercâmbios com os nossos estudantes e de mais pessoas dedicadas em trazer a experiência e o conhecimento para cá”, exterioriza o kyudoca Igor Prata, que afirma: “em 2018 teremos seleção brasileira competindo na Copa de Kyudo do Japão.”

 

Paris, 20/7/2014 – Medalha de Prata outorgada a Igor Prata, na Categoria 0 a 3º Dan (Iniciantes). (FOTO: Phillipe Dequincey )

Paris, 20/7/2014 – Medalha de Prata outorgada a Igor Prata, na Categoria 0 a 3º Dan (Iniciantes). (FOTO: Phillipe Dequincey )

 

 Paris, 20/7/2014 - Igor Prata, Medalha de Prata, com seus prêmios. (foto: Phillipe Dequincey)

Paris, 20/7/2014 – Igor Prata, Medalha de Prata, com seus prêmios. (foto: Phillipe Dequincey)

Associação Brasileira de Kyudô (BKK) – Por incentivo da própria Federação Japonesa de Kyudô (ANKF), foi criada a Associação Brasileira de Kyudô em 23/03/2008,coordenada por Nobuo Yanai, detentor do 2º Dan, com assessoria de Yoshiko Buchanan, renshi e detentora do 6º Dan, presidente da Federação Estadunidense (à distância e em visitas eventuais).

Em 2010 foram realizados os primeiros workshops: I e II Workshop de Kyudô em Brasília (DF), e o I Seminário Brasileiro de Kyudô, no Rio de Janeiro.

Em 2011 ocorreram os workshops em Fortaleza e em Ponta Grossa, e o I Treino Intensivo de Kyudô em Brasília.

Neste ano, pela primeira vez, 4 brasileiros – Cesar Ortiz, Elisa Figueira, Igor Prata, Luiz Bhering – representaram o país em um Seminário Internacional de Kyudô em Minnesota (EUA).  Diversos grupos surgiram destes encontros em 2010: como o de Brasília (DF), então coordenado por Ricardo Lopes, e o de Fortaleza (CE), por Álvaro Tachibana. Em Brasília tem aulas semanais, mas o grupo de Fortaleza se encontra momentaneamente parado.

 

 Paris, 20/7/2014 – Da esquerda para a direita, Igor Prata, Brasil, medalha de prata, Takeo Ishikawa, presidente da International Kyudo Federation, Yoshitaka Sakurada vice-ministro da Ciência, Esporte, Educação e Cultura do Japão , Akos Nagy, Hungria, medalha de ouro e Isabelle Rosaz, França, medalha de bronze.  (foto: Phillipe Dequincey)

Paris, 20/7/2014 – Da esquerda para a direita, Igor Prata, Brasil, medalha de prata, Takeo Ishikawa, presidente da International Kyudo Federation, Yoshitaka Sakurada vice-ministro da Ciência, Esporte, Educação e Cultura do Japão , Akos Nagy, Hungria, medalha de ouro e Isabelle Rosaz, França, medalha de bronze. (foto: Phillipe Dequincey)

 

Luciano Nishikawa – Elisa Figueira comunicou pelo site da Associação Brasileira de Kyudô que – no Seminário Internacional de Paris,10 a 13 de julho de 2014 – Luciano Nishikawa, de São Paulo, passou na prova para 1º Dan. O seminário foi dividido em língua de instrução e nível (Dan/shogo). Cada categoria recebeu instrução por três dias de cinco senseis vindos do Japão e, no quarto dia, pôde fazer a prova de Dan (1º ao 6º) ou para renshi, no caso de quem já tivesse 5º Dan.

 

Rio de Janeiro, fevereiro de 2014 – Recebendo diplomas: direita, Igor Prata/2º kyu, Nobuo Yanai sensei, Elisa Figueira/2º kyu, e Ian Romano/1º kyu.  (foto: Nobuo Yanai)

Rio de Janeiro, fevereiro de 2014 – Recebendo diplomas: direita, Igor Prata/2º kyu, Nobuo Yanai sensei, Elisa Figueira/2º kyu, e Ian Romano/1º kyu. (foto: Nobuo Yanai)

 

Os interessados – em saber mais sobre Kyudô e onde praticar esta arte – podem entrar em contato com a Associação Brasileira de KyudôBKK através do website: http://www.kyudo.com.br/

 

 

Por Teruko Okagawa Monteiro

 

 

 

 

 

=========================================================================

 

 

 

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

PALESTRAS PREPARATÓRIAS: Ciate promove cursos grat... O Ciate - Centro de Informação e Apoio ao Trabalhador Retornado do Exterior realiza um novo ciclo de palestras gratuitas durante o mês de janeiro. As ...
EDUCAÇÃO: UEL abre inscrições para intercâmbio no ...   Inscrições podem ser feitas até 1º de novembro   Universidade Estadual de Londrina (foto: divulgação)   A UEL - Universid...
NIPPAK PESCA: MATERNATIVA Site reúne empresas geridas por mães e dissemina o empreendedorismo materno     O Empreendedorismo Materno é uma modalidade de em...

One Comment

  1. É feito que orgulha os brasileiros: ser Vice-campeão em Copa do Mundo em Kyudô!!! PARABÉNS para IGOR PRATA SAN pela façanha, e que sua aspiração para 2018 se realize: ter seleção brasileira participando da III Copa do Mundo de Kyudô em Tóquio!!
    Agradecemos ao conceituado JORNAL NIPPAK pela boa publicação, e também pela divulgação do panorama em Kyudô no Brasil, as quais acreditamos que incentivarão a prática dessa mais antiga arte marcial japonesa.

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *