LINS: Centenário da Imigração terá presença do embaixador do Japão

A comunidade nipo-brasileira de Lins está comemorando 100 Anos da Imigração Japonesa. Para marcar a data, a Abcel (Associação Beneficente, Cultural e Esportiva de Lins), em parceria com a Prefeitura de Lins, programou uma série de eventos comemorativos que tiveram início no dia 16 de outubro do ano passado com a realização de um culto ecumênico.

 

Culto ecumênico celebrado em outubro de 2015 abriu as comemorações do Centenário em Lins. Foto: arquivo.

Culto ecumênico celebrado em outubro de 2015 abriu as comemorações do Centenário em Lins. Foto: arquivo.

 

Segundo o presidente da Abcel, Akio Matsuura – que também foi indicado para presidir a Comissão Organizadora – as festividades devem se estender até 15 de outubro deste ano. Ao todo, estão previstos 12 eventos alusivos ao Centenário.

O ponto alto acontece no próximo dia 21, feriado de Tiradentes, às 9 horas, com a inauguração do Memorial Comemorativo aos 100 Anos da Imigração Japonesa em Lins, na Praça IV Centenário – ao lado da Catedral de Santo Antônio. No local já existe uma obra em comemoração aos 50 Anos da Imigração Japonesa em Lins.

O monumento foi projetado pelo arquiteto Ken Mabe, que nasceu em Lins, e seu filho, o artista plástico Dan Mabe – filho e neto, respectivamente, do artista plástico Manabu Mabe, que viveu em Lins entre 1939 e 1957. O mosaico, medindo 2 m x 2 m, em pastilha, leva a assinatura da artista linense Mariana Benez Nava.

 

 

resized_FullSizeRender

O mosaico, medindo 2 m x 2 m, em pastilha, leva a assinatura da artista linense Mariana Benez Nava. Divulgação

 

Programação – Estão confirmadas as presenças do embaixador do Japão no Brasil, Kunio Umeda, e do cônsul geral do Japão em São Paulo, Takahiro Nakamae, além do ex-ministro do STJ, Massami Uyeda . Será uma ocasião especial, pois será a primeira vez que Lins estará recebendo a visita de um embaixador japonês.

Nesse dia, a programação tem incío às 8 horas, na Praça Coronel Piza. Às 11 horas, está prevista a inauguração da exposição “A Caminho do Centenário”, no Museu Histórico e Arqueológico de Lins. Às 11h30 está programada uma visita das autoridades e convidados à sede da Abcel. Em seguida, haverá uma recepção no Blue Tree Park de Lins.

A programação, no entanto, tem início um dia antes. Na quarta-feira (20), às 19 horas, a comunidade nikkei local participará do desfile cívico pelo Dia do Município, que está comemorando 96 anos de emancipação política. Também no dia 20 acontece a abertura da Exposição de Flores da Holambra na Abcel.

Para Matsuura, a vinda do embaixador do Japão e do cônsul geral demonstra a importância não só de Lins como também de toda a região Noroeste do Estado de São Paulo. “A região Noroeste é considerada o berço da imigração japonesa e para nós esse momento certamente ficará na história”, conta Matsuura, lembrando que, além do mundialmente consagrado artista plástico Manabu Mabe, Lins já serviu de moradia para outros personagens de destaque da história da imigração japonesa, como o príncipe Tarama. Hoje, a passagem do ilustre ex-morador é lembrado por um bairro que leva seu nome.

Das lavouras de café é que não sobraram muita coisa. “Lins já foi considerada o maior produtor de café do mundo”, conta Matsuura, acrescentando que o que movimenta a economia da cidade nos dias atuais são frigoríficos, usinas e universidades. “Mas, o forte mesmo é o comércio”, diz Matsuura, explicando que a presença japonesa na região também pode ser notada pelos dois templos construídos na cidade, o Honpa Hongwanji e o Taissenji.

 

Exposição no hall de entrada da Prefeitura de Lins. Foto: divulgação

Exposição no hall de entrada da Prefeitura de Lins. Foto: divulgação

 

Exposição – A Secretaria de Educação de Lins também está homenageando o Centenário com uma exposição de painéis no Hall de entrada da Prefeitura. De acordo com a supervisora de ensino Adriana Tomikawa Queiroz Mirandola, as escolas da rede municipal, durante este ano, estarão trabalhando em projetos alusivos a imigração japonesa no município, objetivando enriquecer o repertório cultural dos alunos, bem como divulgar e valorizar a cultura japonesa.

Os painéis foram realizados em parceria com a Arlene Bettez, Assistente Educacional da EMEI “Engº Lavoisier Monney Júnior”, sob a orientação da supervisora de ensino.

 

(Aldo Shiguti, com informações do site da Prefeitura Municipal de Lins)

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     

     

     

    Related Post

    COMUNIDADE: Governo japonês investirá US$ 30 milhõ... A partir do ano que vem, os paulistanos e turistas que visitarem a capital paulista ganharão um moderno centro multiuso para divulgar não só a cultura...
    SALVADOR-BA: Navio de bandeira japonesa é apreendi...   Do R7, com Jornal da Record   Embarcação estava com 200 toneladas de pescado e já estava em alto mar há 80 dias   A e...
    ARTIGO: Programa de Uso Racional da Água é urgente... (*) Aurélio Nomura   A atual crise hídrica na cidade de São Paulo é resultado de um conjunto de fatores que precisava ter sido visto há 10 ...
    VISTO PARA YONSEI: ‘Nossa luta está começando dar ... A concessão de visto de longa permanência para os yonseis – descendentes de japoneses da quarta geração – voltou a ganhar força em meados de maio, qua...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *