LITERATURA: Francisco Pascoal Pinto lança E-book “O Okinawano”

Capa de O Okinawano (Foto: divulgação)

Capa de O Okinawano (Foto: divulgação)

O escritor cearense, Francisco Pascoal Pinto para declarar seu amor a comunidade japonesa, lança E-book “O Okinawano”. A obra fala de um momento ímpar na vida  jovem e auspicioso  Sumotori, em que suas esperanças e suas frustrações perdem o valor e a importância que ele lhes confere. O ebook é a versão digital das obras de cunho literário ou didático impressas, muitos, como no caso do autor são contos escritos apenas na forma digital. Este tipo de livro pode ser baixado e lido em computadores e leitores a eles adequados.

Em entrevista ao Jornal Nippak, o autor Pascoal Pinto relata como quando começou a escrever contos. “Eu sou paulista de coração, e cresci no bairro da Liberdade. Morava e estudava a poucos metros da Sociedade Brasileira e de Assistência Social – Bunkyo (Bunka) e sempre gostei de literatura. Uma imagem que me impressionou na adolescência foi a que três Sumotoris que haviam vindos do Japão para apresentações no Brasil, deram uma escapada para fazer uma “boquinha” na lanchonete em frente o Bunkyo. Estavam paramentados, de kimono e tudo. A imponência e o porte físcio  daqueles atletas, assim como a sua disposição alimentar,  realmente me impressionaram. Desta imagem real saiu, anos depois, a ficção”, diz. “E como não podia deixar de ser, tornei-me um aficionado e um  apaixonado pela cultura japonesa. Participei do 1º Concurso de Contos do Bunkyo em 2013, fui classificado em 3º lugar”, declara Francisco orgulhoso.

“O E-book  ‘O Okinawano’ nasceu em princípio como um miniconto, depois tomou as proporções de conto. Eu me arriscaria a defini-lo como pertencente ao  gênero conhecido como Realisto Fantástico. Eu criei para participar do Concurso Literário da Amazon, eles colocaram a venda no site deles”, comemora. “Esse é meu segundo trabalho eletrônico, é uma experiência única e diferente”, confessa Francisco.

 

O autor Pascoal Pinto

O autor Pascoal Pinto

Declaração – De acordo com o autor, ‘O Okinawano’ é uma espécie de declaração de amor à cultura japonesa. Embora ele não seja nipo-descendente, ele é pai de uma sansei. E a cultura do Japão se faz presente no seu cotidiano, como na alimentação e em alguns costumes em sua casa. Sua fonte inspiradora vem das observações do cotidiano, das pessoas e das suas leituras. Às vezes ler algo e sua imaginação distorce a narrativa, retrabalha ela independente da sua vontade, cria uma versão diferente. Não faz nada muito planejado. A escrita flui naturalmente.

Segundo ele, publicou em diversas antologias de conto nos gêneros Ficção Científica e  Literatura Fantástica. Contos seus também  foram premiados no Concurso Rota das Letras de Macau, na China,  no I Concurso de Contos do Bunkyo (Um Noivo para a Filha do Senhor Murakoshi)  e no Concurso de Contos Infantis do SESC do Distrito Federal, em Brasília. Escreve também minicontos e haicais no seu blog. Mas, espera que os amantes da literatura de temática japonesa e do gênero fantástico possam ter a oportunidade de conhecer a sua escrita.

Para finalizar, Francisco disse que “os bons leitores, me parecem demonstrar agora um grande interesse pela cultura oriental. Escritores da atualidade como Haruki Murakami e Yoko Ogawa, assim como os mais antigos, Yukio Mishima, Y.Kawabata, J. Tanizaki fazem sucesso por aqui. Além dos nipo-descendentes, como Oscar Nakazato, por exemplo. E acho isso ótimo, porque creio que devemos estar abertos a novos conhecimentos, a novas culturas”.

 

LUCI JUDICE YIZIMA

LUCI JUDICE YIZIMA

Jornalista e Fotógrafa
lucijornalismo@hotmail.com
LUCI JUDICE YIZIMA

Últimos posts por LUCI JUDICE YIZIMA (exibir todos)

     

    Related Post

    HAICAI BRASILEIRO O Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô...
    HAICAI BRASILEIRO O Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô...
    POLÍTICA: Walter Ihoshi participa de audiência com...   A diretoria da Acal – Associação Cultural e Assistencial da Liberdade – foi recebida em audiência no último dia 28, em Brasília, pelo minist...
    BUTÔ: Companhia de dança japonesa Sankai Juku leva... A companhia japonesa de dança Sankai Juku traz “Meguri – Mar exuberante, Terra tranquila”, espetáculo de butô no Teatro Alfa em São Paulo, nos dias 23...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *