LITERATURA: NO CAMINHO DE SHIKOKU

 

Nikkei relata, em livro,

aventura de 1200 quilômetros a pé em 54 dias

 

Paulo Kaneko, de 63 anos, tem um semblante sereno. Passa tranqüilidade para o interlocutor. Costuma dizer que aprendeu a retribuir o que a vida lhe deu. Foi com esse intuito, de “compartilhar”, que em 2008, então com 58 anos, percorreu 1.200 quilômetros em 54 dias (entre 7 de outubro e 28 de novembro). O trajeto, batizado de “Shikoku no Michi” – chamado de Caminho da Renovação, abrange quatro províncias (Ehime, Kagawa, Kochi e Tokushima), que compõem a ilha de Shikoku – a quarta maior do Japão – onde se encontram 88 templos budistas ligados por trilhas milenares.

 

Paulo Kaneko relata as suas aventuras em “No Caminho de Shikoku” (foto: Aldo Shiguti)

 

Não há como não se lembrar de outro Paulo, o Coelho, que em 1986 peregrinou pelo caminho de Santiago de Compostela.

O ar sereno – talvez comum para quem aprende a ficar em paz consigo mesmo – pode até ser o mesmo, mas a aventura do “Paulo nikkei” teve como objetivo, além da “satisfação pessoal”, deixar uma contribuição para a comunidade através da divulgação do caminho, até então com pouquíssimas informações em português.

O resultado pode ser conferido no livro “No Caminho de Shikoku” – Relato de uma aventura de1200 kma pé por 88 templos e paisagens deslumbrantes, cujo lançamento acontece nesta quinta-feira (24), a partir das 19h30, no Museu Histórico da Imigração Japonesa (no nono andar do prédio do Bunkyo – Rua São Joaquim, 381 – Liberdade).

A publicação, de 264 páginas, reúne 285 fotos coloridas e é dividida em 54 capítulos (um para cada dia).

O prefácio é assinado pelo professor Kokei Uehara, ex-presidente do colegiado administrativo da Associação para a Comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil. A arrecadação com o livro será destinada para o Ikoi-no-Sono, Kodomo-no-Sono, Kibô-no-Ie, Yassuragui Home e Instituto Brasil-Japão de Integração Cultural e Social.

A publicação traz informações, por exemplo, de quanto é necessário desembolsar para vencer o percurso. “Gastava, em média, cerca de US$ 100,00 por dia”, conta ele, que dá ainda outra dica. “As pousadas não são como os albergues de Santiago de Compostela. No Japão, as reservas têm que ser feitas até o meio-dia sob o risco de ficar sem comida. “Se não calcular direito, fica sem refeição. Foi o que aconteceu comigo algumas vezes”, diz Kaneko. “Para dormir não tem problema, pode chegar a qualquer hora que eles deixam”, destaca.

 

Bolhas – Foi o seu primeiro contato com a terra de seus antepassados. E uma primeira experiência “impactante”, diga-se de passagem. Kaneko explica que começou a fazer caminhadas praticamente dez anos depois de se aposentar como bancário, em 1996.

No Brasil, percorreu o Caminho das Missões (RS), o Caminho da Luz (MG) e o Caminho do Sol (SP), entre outras rotas, numa média entre 250 e300 quilômetros. “Sempre fui ligado em atividades esportivas”, conta Kaneko, lembrando que já correu duas vezes a tradicional corrida de São Silvestre.

O Caminho de Shikoku foi superado em companhia da amiga Marlene Mendonça, parceria de peregrinações. “Andávamos, em média, de 20 a 25 quilômetros por dia. Mas tinha dia, quando estávamos cansados, andávamos uns 10 quilômetros. Dependia muito do dia”, conta o peregrino, acrescentando que encontrou muita solidariedade no caminho.

“Depois que concluímos o trajeto, fizemos turismo em Tóquio e Osaka. Deu para notar que nas grandes cidades o tratamento é diferente, mais frio”, disse Kaneko, afirmando que no Caminho de Shikoku costumava ganhar balas, frutas e, às vezes, um pouco de dinheiro.

A riqueza maior, porém, essa não tem preço. Conhecer pessoas e paisagens diferentes são aprendizados que certamente o acompanharão para sempre “Conheci pessoas da Coréia, da Austrália e da França”, conta Kaneko, afirmando que as bolhas no pé foram “privilégio” de sua parceria de peregrinações.

“Para mim, mais difícil que caminhar foi ter que escrever o livro depois. Isso sim foi um trabalho penoso”, brinca Kaneko, que, por enquanto, não pensa em novas aventuras. Ou melhor… “Ouvi falar que em Wakayama também tem uma rota pouco conhecida”, diz.

(Aldo Shiguti)

 

 

 

Serviço

Lançamento do livro: No Caminho de Shikoku, de Paulo Kaneko

Quando: 24 de outubro (quinta-feira), às 19h30

Onde: Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil

Rua São Joaquim, 381 – 9º andar, Liberdade – São Paulo – SP

Preço do livro: R$ 100,00

Informações pelo telefone: 11/3208-1755

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

30 Comments

  1. Cordeirópolis SP estará presente !!!!

  2. Salve!
    Muito muito me alegra em ver sonho de um amigo virar realidade.
    Parabens ao Paulo Kaneko pela sua coragem de fazer o caminho e de compartilhá-lo conosco em seu livro.

    Mhanoel Mendes
    Criciúma/SC

    • Alda Cristina Duarte

      Oi, Paulo.

      É fundamental buscar nossas raízes. Você buscou as suas foi além,e com sua produção nos convida a buscar as nossas. Parabéns e um forte abraço.

      Alda
      Belo Horizonte/MG

    • Obrigado amigo Manoel, Não fosse você a dar um start no processo, o projeto não teria saido do papel…
      Gratidão nasce no coração e nunca se dissipa…
      Um grande abraço deste aprendiz de Buscador..

  3. Querido amigo, é como se estivesse vendo seu filho nascer.Apops tantas caminhadas em busca de amigos que acreditassem e abraçassem a sua causa.Bjos.Boa sorte

  4. Parabéns! Viva a vida e a alegria de viver!Paulo Kaneko é um amigo que caminha por este mundo e compartilha seus conhecimentos e encantamentos. Agradecida.

    Maria IsaBel da Rocha
    Criciúma/SC

  5. Muito me alegrou saber da conclusão e lançamento do seu livro, Paulo. Aprecio muito sua determinação e coragem, assim como sua vontade de compartilhar experiências. Sucesso e grande abraço.

  6. Padrinho, não há tantos reconhecimentos de seu valor como pessoa que todas essas homenagens e votos de sucesso possa alcançar sua magnitude e sua virtude. Seus ensinamentos em todos os momentos de minha vida são bençãos que agradeço à Deus. PARABÉNS mais uma vez pela conquista. Nunca tive dúvidas! E agora, com eu livro, você poderá alcançar outras pessoas as quais terão a grata oportunidade de conhecê-lo, ao menos um pouco. PARABÉNS MAIS UMA VEZ, PADRINHO!

  7. Padrinho, não há tantos reconhecimentos de seu valor como pessoa que todas essas homenagens e votos de sucesso possam alcançar sua magnitude e sua virtude. Seus ensinamentos em todos os momentos de minha vida são bençãos que agradeço à Deus. PARABÉNS mais uma vez pela conquista. Nunca tive dúvidas! E agora, com seu livro, você poderá alcançar outras pessoas as quais terão a grata oportunidade de conhecê-lo, ao menos um pouco. PARABÉNS MAIS UMA VEZ, PADRINHO!

  8. Gostaria debelar onívoro.Como adquirir???

    • Olá Maria de Lourdes, obrigado pelo contato, você encontrará num dos endereços abaixo:

      Ikoi-no-sono – Assistência Social Dom José Gaspar – 3208-7248 e 3209-0215;
      Kodomo-no-sono – Associação Pró Excepcionais – 3208-3949;
      Kibô-no-iê – Sociedade Beneficente Casa da Esperança – 2672-2004;
      Yassuragui Home – Centro de Reabilitação Psicossocial – 3274-6596 e
      Instituto Brasil-Japão de Integração Cultural e Social – 3277-2208.

  9. Gostaria de adquirir o livro. Moro em Salvador/Ba como devo proceder?

    • Olá Maria Celeste, obrigado pelo contato, você pode adquirir num dos endereços abaixo:

      Ikoi-no-sono – Assistência Social Dom José Gaspar – 3208-7248 e 3209-0215;
      Kodomo-no-sono – Associação Pró Excepcionais – 3208-3949;
      Kibô-no-iê – Sociedade Beneficente Casa da Esperança – 2672-2004;
      Yassuragui Home – Centro de Reabilitação Psicossocial – 3274-6596 e
      Instituto Brasil-Japão de Integração Cultural e Social – 3277-2208.

  10. Paulo Kaneko

    Estive ontem no lançamento do seu livro que foi um sucesso, parabéns pelo exemplo de dedicação e qualidade de vida.
    Espero contar com a sua participação em uma palestra para os funcionários da Cabesp.
    Um grande abraço,

    Sérgio Hirata

  11. Querido amigo Paulo

    Perdi ( lamentável ) a festa de lançamento do seu livro. Ainda lerei o livro para melhor saber os caminhos da sua felicidade. Quem pudera eu andar mais de 20 kms por dia !!!

    Parabéns.
    Masaharu Watanabe

    • Olá Watanabe san, tenho a certeza absoluta que você consegue andar muito mais do que 20 km por dia… tenha fé, acredite.

      “A força não provém da capacidade física. Provém de uma vontade indomável – Mahatma Ghandi”.

      Vamos caminhar juntos qualquer hora…
      Um grande abraço.

  12. Paulo Kaneko:

    Você sempre se destacou entre os colegas de nosso glorioso Banespa, onde enfrentou e venceu inúmeros desafios. Não seria uma simples aposentadoria que o impediria de realizar outros grandes desafios. O trajeto percorrido e o livro escrito são uma prova disso… Parabéns!!!!

  13. Paulo,
    Foi uma alegria muito grande poder estar presente no lançamento de seu livro e ver seu sonho realizado…
    Parabéns…Parabéns…Parabéns…

  14. Querida Dagma, A hora que te vi na minha frente não acreditei… você saiu de Uberlândia, atravessou dois Estados, especialmente para brindar comigo o lançamento do livro… o meu sonho foi realizado em dobro… não tenho palavras para agradecer todo esse carinho…

    Arigatô! Arigatô! Arigatô!

  15. Caro Paulo,

    Fiz o Caminho de Shikoku em 2011, e gostaria de adquirir seu livro. Você poderia me informar como posso fazer isso? Moro em Brasília e não consegui encontrá-lo por aqui. Um abraço e parabéns pela viagem e pelo lançamento!
    Namu Daishi Henju Kongou!

    Newton Machado

  16. Olá Newton,

    Desculpe estar te respondendo só agora.
    Você pode adquirir o livro num dos endereços abaixo:

    Kodomo-no-sono – Associação Pró Excepcionais – 3208-3949;
    Kibô-no-iê – Sociedade Beneficente Casa da Esperança – 2672-2004;
    Yassuragui Home – Centro de Reabilitação Psicossocial – 3274-6596

    Newton, gostaria de conhecer sua vivência em Shikoku e, eventualmente outros caminhos. Escreva-me: paulokaneko@gmail.com

    Abs.
    Paulo

  17. Esmeraldo Dall'Oca says:

    Estou planejando fazer a Rota dos 88 Templos em setembro de 2018.
    Gostaria muito de conhecer mais sobre o Caminho, lendo o livro do Paulo.
    Como faço para adquiri-lo?
    Já tentei em sites de livraria, mercado livre, mas não encontrei.
    Esmeraldo Dall’Oca
    esmeraldo.dalloca@gmail.com
    55-61-98177-5701

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *