LITERATURA: Oscar Nakasato é destaque na 19ª Feira Pan Amazônica do Livro

Entre os escritores convidados da XIX Feira Pan Amazônica do Livro está o autor paranaense Oscar Fussato Nakasato. Além da carreira de sucesso e do brilhante currículo, a presença do escritor em Belém favorece o tema da Feira, que este ano faz referência aos “120 anos do Tratado de Amizade entre o Brasil e o Japão”. A XIX edição da Feira do Livro será realizada no hangar, de 29 de maio a 7 de junho. O Encontro Literário com Oscar Fussato Nakasato ocorrerá no dia 1º de junho, às 19h, no auditório Dalcídio Jurandir.

 

“Espero conhecer uma feira pujante, com muitas pessoas interessadas em literatura”, diz Nakasato (Foto: divulgação)

“Espero conhecer uma feira pujante, com muitas pessoas interessadas em literatura”, diz Nakasato (Foto: divulgação)

 

“Nihonjin”será lançado durante a Feira e será tema do Encontro Literário com o autor. “Na ocasião, pretendo falar sobre o livro e tudo o que o envolve, desde a imigração japonesa até a literatura de memórias”, antecipa Nakasato. A obra “Nihonjin”, de Oscar Fussato, foi vencedora dos prêmios Benvirá de Literatura, Bunkyô de Literatura em Língua Portuguesa e do concorrido ‘Prêmio Jabuti’, na categoria romance. O livro conta a história de um imigrante japonês que chega ao Brasil no começo do século 20 em busca de riquezas.

Neto de japoneses e filho de brasileiros, Nakasato foi criado entre as duas culturas. O autor é graduado em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), mestre em Teoria Literária e Literatura Comparada e doutor em Literatura Brasileira pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), além de professor da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, campus de Apucarana. Essa será a primeira vez que o escritor participará da Feira e estará na Amazônia.

“Nunca estive no Pará ou em outra parte da Amazônia. Coincidentemente eu conversei com uma pessoa que morou durante cinco meses em Tailândia e ficou encantada, principalmente com a alegria e a humildade do povo. Ela disse que se pudesse escolher um lugar para viver escolheria Belém. Quando soube que iria à cidade, me disse para não voltar sem conhecer a feira Ver-o-Peso, um lugar onde o visitante, segundo ele, mergulha na cultura popular. É o que ouvi recentemente sobre o Pará. Fiquei bastante curioso. Sei, também, que é um estado que recebeu muitos imigrantes japoneses ao longo do século XX e conheço pouco sobre essa história. Gostaria de saber mais sobre esse fluxo imigratório, o qual parece ter características diferentes em relação à imigração que ocorreu na região sudeste”, revelou.

 

Incentivo – Para Nakasato, eventos como a Feira do Livro têm um papel fundamental no incentivo à leitura. “Acredito que cumprem um papel importante na difusão da literatura no país. Não são somente pavilhões que abrigam estandes para a venda de livros. São espaços de encontro entre escritores e o público, de debates sobre literatura e de apresentações culturais. As feiras de livros e eventos análogos promovem verdadeiramente a aproximação do leitor com o livro”, analise.

Sobre a expectativa com relação à primeira visita à Feira Pan Amazônica do Livro, o autor é enfático. “Espero conhecer uma feira pujante, com muitas pessoas interessadas em literatura. Sei que é um evento tradicional e de muito prestígio, então estou, também, um pouco apreensivo com a responsabilidade”, conclui.

(da Secretaria de Estado de Cultura do Estado do Pará)

 

 

 

Related Post

SÃO PAULO: Vereador George Hato acompanha prefeito... George Hato acompanhou a visita de Doria à fábrica da Honda. Divulgação A convite do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), o vereador George H...
CARNAVAL: Águia de Ouro levará os 120 Anos do Trat... Terceira colocada no Carnaval paulistano deste ano, a Escola de Samba Águia de Ouro, do Grupo Especial, promete surpreender no Sambódromo em 2015 e co...
SÃO PAULO: Japonês idoso é assaltado com chave de ... Ladrão atacava idosos orientais e era conhecido como "o homem do cabelo com luzes"   Criminoso usa chave de fenda para assaltar e agredir ...
EXPOSIÇÃO: DA BANALIDADE VOLUME 1 3 fevereiro a 6 março 2016 Criado pelo Instituto Tomie Ohtake em 2013, o Programa Arte Atual se consolida como plataforma para pesquisas e trabalho...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *