LONDRINA: Nikkei comanda confeitaria de ‘tripla nacionalidade’

Depois de 15 anos trabalhando no Japão, Nilo Kato e a esposa, Suely, voltaram ao Brasil decididos a montar um negócio próprio, em Londrina, no Norte do Paraná. Assim surgiu a confeitaria de doces finos Hachimitsu, que tem “tripla nacionalidade”: receita francesa, molde japonês de produção e empreendedorismo brasileiro.

A empresa foi criada em 2005. Desde então, só cresceu. Foi preciso fazer várias ampliações no antigo espaço e, oito anos depois, o empreendedor resolveu dar um passo arrojado. “Adquirimos um imóvel para montar uma unidade própria, maior”, conta Kato, que tentou investir na empreitada apenas com recursos próprios. Acabou faltando dinheiro para terminar a obra e o sonho poderia virar um pesadelo.

 

Nilo Kato e a esposa, Suely, donos da Hachimitsu, em Londrina (Foto: divulgação)

Nilo Kato e a esposa, Suely, donos da Hachimitsu, em Londrina (Foto: divulgação)

 

Nessa época, um amigo indicou a ele a Fomento Paraná, instituição financeira de desenvolvimento do Governo do Estado e ele pode realizar o sonho. “Eu já estava jogando a toalha. Quase um ano construindo e a grana tinha acabado”, explica. “O crédito da Fomento Paraná foi fundamental para terminar a construção e realizar um sonho. Se não fosse o crédito, até hoje não teria terminado. Veio na hora”, afirma Kato.

Com a inauguração em espaço próprio, no bairro Bela Suíça, em Londrina, o movimento na loja cresceu bastante. “As vendas triplicaram”, comemora a esposa Suely Kato.

Com o aumento nas vendas, o quadro de funcionários também precisou ser aumentado. Eram 11 empregados no começo, hoje os Kato empregam quatro vezes mais. Desde então, já abriu quatro filiais e reabriu a unidade que funcionava em um imóvel alugado. “A crise passa longe daqui”, diz o empreendedor.

 

Projetos – Para os próximos anos, o casal tem em mente um plano ambicioso de expansão. “Pretendemos franquear, para que mais pessoas conheçam as delícias da Hachimitsu”, comenta Kato. Além das franquias, os empresários já estão com estudo avançado para abrir uma loja em Curitiba. Desde 2011, a Fomento Paraná já contratou R$ 660 milhões em financiamentos para empreendedores de micro, pequeno e médio porte, além de projetos especiais, da indústria, do comércio e do setor de serviços, em todas as regiões do estado.

(Da Agência de Notícias do Paraná)

 

 

Related Post

LÍNGUA JAPONESA: ORATÓRIA   A Fundação Japão em São Paulo promove, neste domingo (10), o 19º Concurso Nacional de Oratória em Língua Japonesa. Finalistas de 8 regionais...
INTERCÂMBIO MUSICAL: Brasil-Japão: Conexão Bossa N... O Salão Nobre do Bunkyo – Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social – recebe no próximo dia 7, às 20h, um inédito espetáculo de...
KENJINKAI: PRESIDENTE DO SHIZUOKA DESTACA APOIO NA... A Associação dos Shizuoka Kenjin do Brasil comemora este ano seu 60º aniversário de fundação. Para marcar a data, foi realizada no dia 27 de agosto, e...
SHIGUEYUKI YOSHIKUMI: Cremação de Corpos – Em Lins...   Crematório (foto: divulgação) Nesta época em que tanto se fala na prevenção do meio ambiente, de sustentabilidade, essa medida deve ser ...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *