MAIS QUE BON-ODORI E SUSHI: Na Aliança, Masayoshi Morimoto fala sobre cultura japonesa

No dia 10 de outubro, a Aliança Cultural Brasil-Japão recebeu novamente o executivo japonês Masayoshi (Mike) Morimoto, ex-presidente da Sony, para uma palestra inédita. Voltada ao público interessado nos assuntos ligados à cultura japonesa, Morimoto, que esteve no Brasil para participar do VIII FIB (Fórum de Integração Bunkyo) – realizado nos dias 8 e 9, no Salão Nobre da Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social – destacou na ACBJ o tema “Mais Que Bon-Odori e Sushi: Nihongo e Ética dos Japoneses”.

 

Palestra na Aliança Cultural Brasil-Japão reuniu um público interessado nos assuntos ligados à cultura. Foto: divulgação

Palestra na Aliança Cultural Brasil-Japão reuniu um público interessado nos assuntos ligados à cultura. Foto: divulgação

 

O evento, que integrou a programação comemorativa dos 60 anos da Aliança Cultural Brasil-Japão, reuniu cerca de 60 pessoas. “Morimoto fica muito feliz com essa oportunidade de destacar aos jovens, especialmente aqueles interessados em cultura japonesa, os valores tradicionais dos japoneses que, segundo ele – e eu concordo integralmente – devemos incentivar a preservação para sempre, como importante legado dos imigrantes japoneses”, explicou o ex-presidente da Aliança, Anselmo Nakatani, um dos organizadores desta iniciativa cultural.

A palestra abordou tópicos fundamentais da ética para os japoneses, como “Shou-jiki” (honestidade), Kin-ben (diligência), Shin-rai (confiança), convidando o público a refletir sobre as nuances da identidade nikkei, e sobre a importância do estudo do idioma japonês para entender essas características culturais.

“Para conhecer a ética japonesa, a melhor maneira é através do estudo da língua. Por exemplo, quando estudamos o keigo (maneira de se expressar de forma honorifica), percebemos que existem muitas maneiras de mostrar o respeito às outras pessoas e a importância de ser honesto e humilde.

Contos japoneses antigos como Momotaro e Issunboshi também transmitem essa filosofia. Esses valores da ética japonesa, como a sinceridade, a modéstia e a honestidade, juntamente com a tolerância e a diversidade dos brasileiros, vai ajudá-los a contribuir para que o Brasil futuramente se torne um dos países mais desejados para viver no mundo”, relatou Morimoto, no encerramento da palestra, que também teve sessão de perguntas e respostas com o público.

 

Ex-presidente da Sony foi homenageado na ACBJ. Foto: divulgação

Ex-presidente da Sony foi homenageado na ACBJ. Foto: divulgação

 

Quem é – Morimoto, formado em Direito na Universidade de Tóquio, foi diretor-presidente da Sony Manufacturing Company of America. Casado com uma argentina, foi diretor-presidente da Sony Brasil por 10 anos, e também presidiu a Sony Manufacturing Company of America e atualmente é professor da Universidade Wales, no Reino Unido, diretor-executivo do Kaigai Nikkeijin Kyokai e conselheiro da Comissão de Assessoria para Desenvolvimento Econômico e de Comércio Exterior da Nova Zelândia.

 

 

 

Related Post

ARTIGO/GEORGE HATO: ‘Meu mandato sempre estará à d... Saúdo os amigos e amigas leitores do Jornal Nippak em mais este ano que se finda. Sem dúvida, um ano bastante atípico para o Brasil, que culminou com ...
TRADUÇÃO: Aliança realiza prova de admissão ao Cur... A Aliança Cultural Brasil-Japão (ACBJ) inicia as inscrições para o Curso de Introdução à Tradução, que forma profissionais habilitados para iniciar a ...
FUTEBOL: Escolinha do Inter no Japão será inaugura...   A primeira escolinha de futebol do Internacional de Porto Alegre no Japão já tem data para entrar em funcionamento. A “The Red Academy – S.C...
BUNKYO: Em sua 2ª edição, Saa Hajimeyou repete fór... Depois do sucesso da primeira edição, o Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social) se prepara para receber os artistas ...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *