MARINGÁ: Licitação para concessão do Parque do Japão deve acontecer em janeiro

 

A Prefeitura de Maringá realizou no último dia 29 audiência pública com a presença da população e entidades representativas para discutir e debater a concessão da área e dos serviços prestados no Parque do Japão. Após todos os trâmites legais, o edital definitivo será publicado em sete dias e a licitação deve acontecer na primeira quinzena de janeiro do ano que vem.

Entre os participantes da audiência pública estavam o presidente da Oscip Parque do Japão, Massayoshi Shiraichi, o ex-presidente do Conselho de Turismo de Maringá, Rony Guimarães, a gerente de Projetos do Parque do Japão, Mary Cristina Fugou, o ex-prefeito Silvio Barros e representantes da comunidade nipônica.

 

Segundo o coordenador da audiência pública, Leopoldo Fiewski, a licitação deve acontecer na primeira quinzena de janeiro do ano que vem (Credito: Roberto Furlan/SECOM)

 

O modelo do edital de licitação e o contrato ficaram disponíveis por mais de 30 dias no site da Prefeitura para consulta pública. Neste período foram cadastradas três sugestões quanto à concessão.

Uma delas propõe a cobrança da entrada no parque, mesmo que simbólica. Outra sugere que o local abra todos os dias, inclusive nos finais de semana e que possa ser visitado sem agendamento prévio.

Segundo o coordenador da audiência pública, Leopoldo Fiewski, o edital de licitação não prevê cobrança de ingresso para entrada no Parque do Japão, somente a cobrança de serviços, atividades e ações desenvolvidas dentro do local. O parque deverá ficar aberto no mínimo 5 dias por semana, mas será necessário um período para que seja feita manutenção e limpeza.

A última questiona se a estrutura física e os equipamentos serão entregues em perfeito estado ao concessionário vencedor. Ao responder essa pergunta, Fiewski explicou que foi necessário acrescentar um item no edital de licitação, que prevê o repasse de R$ 170 mil para que o vencedor possa fazer uma pequena reforma no parque, que está em uso desde 2008, recuperando a estrutura e os equipamentos necessários.

Além desse novo item prevendo o repasse, também foi necessária a inclusão da garantia de proposta para os participantes da licitação, que deverão fazer um depósito de 1% do valor descrito no edital para poder participar do certame.

Vencerá a licitação o participante que propuser a melhor oferta, ou seja, o maior desconto no valor da contraprestação, o repasse concedido mensalmente pela Prefeitura para a manutenção dos serviços.

O valor máximo a título de contraprestação é de R$ 46.343,47 para um contrato com validade de até 30 anos, sendo reajustado a cada 24 meses mediante revisão contratual.

O modelo do edital de licitação e o contrato referente à concessão do Parque do Japão estão disponíveis no site da Prefeitura www.maringa.pr.gov.br/consultaparquedojapao há mais de 30 dias.

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

SILVIA IN TOKYO: PINTINHO AMARELINHO EM JAPONÊS COMPARTILHANDO O ÚLTIMO VÍDEO PROMOCIONAL DO GRUPO LINDA SANKEI. ELAS CANTAM A VERSÃO JAPONESA DE “PINTINHO AMARELINHO”: “PIYOPIYO”. As gravações for...
COMUNIDADE: André Korosue é homenageado na Câmara ... Em sessão solene realizada no último dia 22, a Câmara Municipal de São Paulo prestou uma homenagem ao presidente da Associação Pró-Excepcionais Kodomo...
BRASIL-JAPÃO: Missão Econômica pode trazer fábrica... O deputado federal Luiz Nishimori (PR-PR) embarcou na semana passada para o Japão como chefe da Missão Econômica e de Amizade que comemora os 120 anos...
9º Prêmio Internacional de Mangá As inscrições já estão abertas e terminam em 12 de junho Já estão abertas as inscrições para a nova edição do Prêmio Internacional de Mangá, promovid...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *