MEDICAMENTOS: Deputado federal Walter Ihoshi ganha apoio da bancada para impedir aumento de alíquotas

Durante a votação dos destaques à Medida Provisória 668/15, no Plenário da Câmara, o líder do PSD, deputado Rogério Rosso (DF), defendeu o destaque do deputado Walter Ihoshi (SP), para impedir o aumento das alíquotas sobre a aquisição de medicamentos e produtos farmacêuticos de países estrangeiros.

 

Ihoshi: “Os mais pobres não tem acesso aos medicamentos” (Foto: divulgação)

Ihoshi: “Os mais pobres não tem acesso aos medicamentos” (Foto: divulgação)

 

Rosso pontuou que a sigla não pode “simplesmente” onerar a população no que diz respeito aos medicamentos. “Entendemos que, em se tratando de vida, em cuidados com os pacientes, não é possível acompanhar o governo nessa votação. Não vamos onerar insumos usados em medicamentos para câncer e outros tratamentos de alta complexidade. Cerca de 20% da compra do governo é em medicamentos e insumos importados.”

Ihoshi alertou para o fato de que o imposto sobre a importação de matérias-primas para fabricar remédios vai passar de 9% para 11%, inclusive as utilizadas nos genéricos. “O impacto para os consumidores no preço final será de 6,18%. Mais de 50% da população, sobretudo as pessoas mais pobres, não têm acesso a medicamentos. Esse destaque é em defesa da saúde e da qualidade de vida dos brasileiros”, ressaltou.

União – A MP 668/15 altera percentuais das contribuições do PIS/Pasep-Importação e da Cofins-Importação para equilibrar a retirada do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) da base de cálculo dos tributos incidentes sobre a importação.

Na votação mais apertada do dia dentre as seis propostas que estiveram na pauta, o destaque foi rejeitado por 230 a 221 votos. “A nossa bancada demonstrou união por uma causa justa, que apesar do resultado – com cinco votos inverteríamos o resultado – saiu vencedora por demonstrar coerência e alinhamento com os anseios verdadeiros da sociedade. A nossa luta não se encerra por aqui.”, justificou Ihoshi ao analisar o resultado.

 

 

 

 

Related Post

LITERATURA: Livro aborda as Copas pelo olhar de um... O jornalista Gilson Yoshioka trabalhou no Jornal Nippak (foto: divulgação) A Copa do Mundo é nossa. Mas será que todos podem compartilhar dessa pa...
JAPÃO: Casais brasileiros podem dar entrada de ped... Casais brasileiros que pretendem se separar no Japão podem dar entrada em processos de divórcio nos Consulados Brasileiros de Nagoya, Hamamatsu ou Tok...
COMUNIDADE/SANTOS: CASARÃO É DEVOLVIDO À ASSOCIAÇÃ... O projeto de lei que autoriza a devolução definitiva do imóvel da sede da Associação Japonesa de Santos, confiscado após a Segunda Guerra Mundial, foi...
ELEIÇÕES 2012: “A comunidade nikkei de Campinas sa...   Passadas as eleições municipais, Campinas tenta “juntar os cacos”. Terceiro maior colégio eleitoral do Estado de São Paulo com mais de 785 m...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *