MEIO AMBIENTE: Bairro da Liberdade recebe plantio de sakuras

 

Dando continuidade ao projeto “Liberdade Verde” uma iniciativa da Secretaria do Verde e Meio Ambiente do Municipio de São Paulo, Subprefeitura da Sé em parcerias com as entidades Associação Oisca do Brasil, Associação dos Imigrantes Japoneses, Associação Paulista de Relações Internacionais, Associação Miyagi Kenjinkai do Brasil, Enkyo, Instituto Paulo Kobayashi e com apoio dos comerciantes local foi realizado o plantio de 21 mudas de sakuras da espécie de Okinawa na Rua Thomaz Gonzaga, no bairro da Liberdade na capital paulista no dia 31 de julho. Ao todo serão plantadas 71 mudas de sakuras das espécies Okinawa, Yukiwari, Himalaia, nas ruas São Joaquim, Avenida Liberdade, Rua Galvão Bueno, Rua Barão de Iguape.

 

Plantio de Sakura na Rua Thomas Gonzaga reune comerciantes, moradores, entidades japonesas e Orgãos Públicos (foto: Luci Judice Yizima)

 

De acordo com o coordenador do plantio, Alexandre Chult a iniciativa surgiu pela carência de verde no bairro. “O bairro necessitava de verde, porém a Liberdade não dispõe de muito espaço, então plantamos a espécie sakura por ser uma planta de porte pequeno e combinará com o estilo oriental do bairro”, justifica. “Todos sabem que o sakura é uma flor símbolo do Japão, e quando começar a florir vai dar um visual diferente ao bairro”, destaca Chult.

A ação promoveu uma integração entre os comerciantes e moradores da região que fizeram questão de plantar a muda na porta de seu estabelecimento. Ao contrário do ano passado como quando começou a ação ambiental gerou polêmica, aonde os mesmos comerciantes da Rua Thomas Gonzaga (Liberdade) vieram com abaixo-assinado para impedir o plantio de árvores em frente aos seus estabelecimentos. Faltou diálogo entre a prefeitura e comerciantes, mas finalmente o projeto saiu do papel e tornou realidade. Agora os comerciantes, moradores e visitantes do bairro da Liberdade terão mais qualidade de vida.

 

Yoshiharo Kikuti (presidente do Enkyo), Ex-secretário do Verde Meio Ambiente Eduardo Jorge, Alexandre Chult (coordenador do Projeto Liberdade Verde), Heraldo Guiaro (Assessor de Gabinete da Subprefeitura da Sé), Luis Hanada (presidente da Oisca). (Foto: Luci Judice Yizima)

 

Na ocasião, o coordenador lembra que já foram plantadas mudas de várias espécies nos arredores da Aclimação, Cambuci, Glicério, Sé, Liberdade, Santa Cecília, Barra Funda, Bom Retiro, Vila Mariana, Saúde, entre outros tantos bairros. Mas conclui, “se cada um cuidar do que foi plantado tenho certeza que teremos uma cidade melhor”.

 

(Luci Judice Yizima)

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

PARCERIA BRASIL-JAPÃO: São Paulo ganha projeto iné... A partir de amanhã (28), a cidade de São Paulo recebe o descarte ON, projeto piloto de logística reversa de resíduos eletroeletrônicos. Resultado de p...
MEMAI: ENVIE UMA BALEIA DE ORIGAMI   Por Marília Kubota     Desde 2009, o grupo ambientalista Greenpeace criou uma campanha para protestar contra a caça à...
ARTIGO: Aquecimento Global vs Resfriamento Global   *Walter Ihoshi Dia 11 de junho começou a circular na capital paulista dois táxis elétricos. O objetivo é reduzir os níveis de poluentes e...
MEIO AMBIENTE: Oficina de horta ensina técnica da ...   A Fundação Mokiti Okada realizará no dia 17 de outubro, a oficina do Programa Horta em Casa e Vida Saudável, na Vila Mariana, na capital pau...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *