MEIO AMBIENTE: Circuito dos Bosques Comemorativos do Horto Florestal terá visitas monitoradas

O Instituto Florestal (IF), a Coordenadoria de Parques Urbanos (CPU) da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e a Associação dos Bolsisas Jica SP (Abjica) realizam no próximo dia 26, das 8 às 12 horas, no Parque Estadual Alberto Lofgren (Horto Florestal), no Jardim Peri, na zona Norte de São Paulo, o Circuito dos Bosques Comemorativos do Horto Florestal.

A programação terá início às 8h30 com um café de boas vindas e visita à exposições “Festivais da Cerejeira do Horto Florestal” e “Museu Florestal Octávio Vecchi”. Depois da cerimônia de abertura – no Prédio Principal – os presentes serão convidados a participar de visitas monitoradas ao Arboreto 500 Anos, Bosque da Previdência, Bosque da Amizade São Paulo-Tottori e Bosque do Banzé.

 

Guenji Yamazoe e Flavio Nakaoka, respectivamente, presidente e vice da Abjica. Foto: Aldo Shiguti

 

O objetivo do evento é fazer com que o visitante possa acompanhar o desenvolvimento da recuperação de florestas nativas na linha do tempo. Trata-se também de uma oportunidade de apresentar os resultados ao colaboradores que contribuíram para a instalação e manutenção do Arboreto dos 500 Anos e do Bosque do Tottori.

O primeiro foi instalado em 2000 sob a coordenação da Abjica para comemorar os 500 anos de descobrimento do Brasil e a entrada ao novo milênio. Ocupa uma área de um hectare em local que antes funcionava como um lixão.

No local foram plantadas  cerca de 500 mudas entre elas 24 espécies nativas, além de 50 pés de cerejeiras da variedade himalaia.

Contou com a ajuda de cerca de 350 colaboradores, como membros da Abjica, funcionários da Jica, universidades, igrejas, entidades da comunidade nipo-brasileira, clube de serviços, consulados e empresas brasileiras e japonesas.

 

Auge e queda – Segundo o presidente da Abjica, Guenji Yamazoe, as cerejeiras começaram a florescer em 2004 e no ano seguinte foi realizado o primeiro Festival de Cerejeiras do Horto. O auge, com mais florada e também o que alcançou o maior público, foi em 2008, por coincidência, ano das celebrações do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil. “A partir daí, a florada começou a diminuir até que em 2012 o evento foi suspenso”, lembra Yamazoe, destacando dois motivos para o declínio da florada. O primeiro deles foi a concorrência de outras espécies nativas, que acabaram sobressaindo. O outro foi o fato de a variedade não ter se adaptado às condições climáticas. “Um indicativo foi que elas floresceram depressa, mas tiveram vida curta”, conta Yamazoe, lembrando que, em outro parque, o do Carmo, na zona Leste, a variedade se deu bem porque lá as condições são mais apropriadas.

Até o Circuito, o Arboreto será revitalizado com replantios e o plantio de mais de 100 árvores nativas como araçá, cambuci e uvaia – entre as mais conhecidas. “A novidade será a introdução do QRCode nas placas de identificação, que funcionará como uma espécie de RG da árvore”, diz o vice-presidente da Abjica, Flavio Nakaoka.

Já o Bosque da Amizade São Paulo-Tottori é o mais recente do Circuito, com apenas cinco anos. Foi instalado em 2012 para comemorar os 60 anos da Associação Cultural Tottori Kenjinkai do Brasil.

Na época foram plantadas 327 mudas de 70 espécies nativas em dois locais distintos dentro da área administrativa do Instituto Florestal. Com o tempo, novos plantios foran feitos, alcançando, hoje, 400 árvores de 90 espécies. “Até hoje o bosque conta com apoio dos cidadãos de Tottori”, explica Yamazoe, acrescentando que, no dia 26, a cerimônia contará com a participação de uma delegação de futebol da categoria sub 15 da província de Tottoti, que acompanhará o plantio de novas mudas.”Mais que o plantio em si, o evento é importante por simbolizar a recuperação da mata atântica”, destaca Yamazoe.

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     

     

    Circuitos dos bosques comemorativos do horto florestal

    Quando: dia 26 de março, das 8h30 ao meio-dia

    Onde: Parque Estadual Alberto Lofgren – cerimônia de abertura no prédio principal (portão 1): acesso pela av. Santa inês, 2.814

    Informações pelo telefone: 11/2231-8555 – ramal 2004

     

     

    Related Post

    EXPOSIÇÃO: Fundação Mokiti Okada expõe trabalhos d... “En’ cantos do Brasil” é o título da exposição que a Fundação Mokiti Okada - FMO sediará este mês, na Vila Mariana, em São Paulo (SP). A mostra foi cr...
    JOJOSCOPE: Unami e a Culinária Japonesa   A culinária japonesa é conhecida pela busca constante do umami, o quinto gosto básico. A habilidade na obtenção deste gosto tão especial...
    ARTIGO: 2014, ano de muito trabalho e também de mu... Hélio Nishimoto (*)   Neste ano, depois do frustrante desempenho da Seleção Brasileira na última Copa do Mundo de Futebol, realizada em nos...
    CINEMA: Cineasta sul-coreano Kyeong-Duk Cho fará d...   O polêmico cineasta sul-coreano, Kyeong-Duk Cho está no Brasil para seu mais novo documentário “Retorno para Casa” (foto: Luci Judice Yizim...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *